Sintomas do Coronavírus – Com Que Rapidez Eles Surgem e Sinais de Alerta

Especialista:
atualizado em 31/03/2020

Muito tem se falado sobre os sintomas do coronavírus. Vamos esclarecer quais são esses sintomas e mostrar com que rapidez eles surgem e quais são os principais sinais de alerta que indicam que você precisa buscar atendimento médico.

A Organização Mundial da Saúde afirma que 80% das pessoas se recuperam dos sintomas da Covid-19 sem precisar de internação médica. Mas algumas pessoas, principalmente as que têm um sistema imunológico comprometido, que são idosas ou que sofrem de problemas de saúde pré-existentes, podem desenvolver complicações sérias.

Aproveite e veja as condições de saúde pré-existentes que podem dificultar o tratamento contra a Covid-19 e confira o que o coronavírus provoca no organismo de uma pessoa.

A identificação dos sintomas na hora certa ajuda a buscar atendimento médico assim que necessário, o que diminui as chances de sofrer complicações respiratórias graves. Saber quais são os sintomas do coronavírus também ajuda a iniciar o tratamento mais rapidamente.

Engana-se quem acha que os sintomas são apenas os respiratórios, já que foi observado inclusive que problemas digestivos e estomacais também podem ser sintomas do coronavírus.

Veja abaixo quais são todos os sintomas da Covid-19, como eles surgem depois do contato com o vírus e como saber quando você pode tratar a condição em casa e quando precisará do sistema de saúde público ou privado.

Sintomas do Coronavírus

Dados atualizados da Organização Mundial da Saúde indicam que os principais sintomas do coronavírus são:

  • Tosse seca;
  • Febre;
  • Cansaço ou letargia;
  • Falta de ar.

Em geral, os sintomas da infecção começam como sintomas leves que pioram de forma gradual ao longo do tempo.

Ainda segundo a OMS, alguns pacientes desenvolvem sintomas adicionais como dores no corpo, congestão nasal, dor de garganta, coriza ou diarreia. No entanto, tais sintomas menos comuns são leves e vão aparecendo aos poucos.

Pode ser difícil diferenciar os sintomas da Covid-19 de uma gripe, mas a principal diferença é que o coronavírus pode causar falta de ar e outros sintomas respiratórios que servem de alerta para a infecção.

Muitas pessoas sofrem de alergias e podem confundir alguns sintomas com os sinais da Covid-19. Aproveite então para conferir como diferenciar uma alergia do novo coronavírus.

Com que rapidez surgem os sintomas de Covid-19?

Para essa estimativa, é preciso conhecer o período de incubação do coronavírus, que é o tempo entre o contágio e os sintomas da infecção. Segundo as autoridades de saúde, o período de incubação do coronavírus varia de 1 a 14 dias e conforme dados da Organização Mundial da Saúde, os sintomas surgem – em média – depois de cinco dias depois da infecção.

No entanto, algumas pessoas podem desenvolver os sintomas do coronavírus entre dois e dez dias depois da contração do vírus e um estudo publicado no dia 28 de fevereiro de 2020 na revista científica JAMA indica que pode demorar até 24 dias para que o primeiro sintoma apareça.

Já uma outra pesquisa publicada no dia 10 de marco de 2020 no periódico científico Annals of Internal Medicine estima que o período médio de incubação do vírus é realmente de 5 dias, como sugere também a OMS, e que 97% das pessoas que desenvolvem os sintomas observam os sinais da infecção dentro de 11,5 dias depois da exposição ao vírus e que o período médio de incubação é realmente de cerca de 5 dias.

Como se trata de um vírus novo, muitas pesquisas ainda estão em desenvolvimento e é difícil estimar o período de incubação exato.

Vale lembrar a importância de cumprir as medidas de distanciamento social recomendadas pela OMS e por outros órgãos de saúde para conter a propagação do coronavírus porque algumas pessoas – mesmo infectadas – não desenvolvem os sintomas ou demoram vários dias e até semanas para notar os sintomas.

E embora o Centers for Disease Control and Prevention (CDC) considere que as pessoas sintomáticas são as que mais contagiam os outros, já se sabe que o vírus pode contagiar outras pessoas mesmo antes do aparecimento dos primeiros sintomas.

Uma pesquisa desenvolvida por pesquisadores da Universidade do Texas em Austin, nos EUA, avaliou que cerca de 10% dos pacientes são infectados por alguém que tem o vírus, mas que ainda não sentiu nenhum sintoma do coronavírus.

Hora de buscar ajuda médica

Os sinais de alerta que indicam que você precisa procurar atendimento hospitalar são as dificuldades respiratórias e a febre persistente, especialmente se você já tiver algum outro problema de saúde como diabetes, problemas cardíacos ou doenças respiratórias.

Falando nisso, entenda por que pessoas com pressão alta e diabetes têm um risco maior de contrair o coronavírus.

Os outros sintomas do coronavírus como tosse e cansaço não costumam ser graves e podem ser tratados em casa com bastante repouso e uma boa alimentação e hidratação.

Se ainda assim você tiver dúvidas se é seguro ir ao médico, ligue para seu médico ou para o hospital antes de sair de casa para informar quais são os seus sintomas e perguntar se você deve ficar em casa ou se deslocar até o hospital.

Veja dicas de como evitar o contagio pelo coronavírus quando precisar sair de casa que também servem para evitar a transmissão do vírus para outras pessoas caso você tenha sido contaminado.

Quanto tempo duram os sintomas

A duração dos sintomas do coronavírus depende da gravidade de cada caso. Em casos mais leves, os sintomas melhoram depois de 10 ou 14 dias. Já nos casos mais graves em que o vírus atinge os pulmões, os sintomas podem perdurar por mais tempo.

Quando a Covid-19 evolui para quadros de pneumonia, o paciente geralmente precisa de hospitalização para tratar os sintomas, principalmente respiratórios. Nesses casos graves, é difícil prever o tempo de internação e a duração dos sintomas da infecção. O tempo de hospitalização e a evolução do quadro clínico também variam de acordo com as condições de saúde pré-existentes que dificultam o tratamento da doença.

Saber o momento que uma pessoa deixa de transmitir o vírus para outras pessoas vai além da duração dos sintomas. Mesmo depois que o paciente está bem, é preciso fazer alguns testes para ter certeza de que a pessoa está recuperada e que não está mais transmitindo o vírus. Isso inclui a aferição da temperatura e alguns testes de coronavírus para constatar a total recuperação.

Como nem sempre há testes para todos, a recomendação é ficar ao menos 14 dias em isolamento domiciliar depois da liberação médica ou do desaparecimento do último sintoma, o que condiz com o tempo médio de incubação do vírus.

Dicas finais

O coronavírus tem se espalhado de maneira muito fácil e sustentada na comunidade e, por isso, o isolamento domiciliar é essencial para que pessoas contaminadas não espalhem ainda mais o vírus.

Caso você observe sintomas de coronavírus, mesmo que leves, é recomendado ficar em casa isolado – descansando e evitando o contato direto com outras pessoas – por pelo menos 14 dias para que o vírus não contagie outras pessoas.

Se você perceber que os sintomas vão piorando muito ou perceber que está com febre constante e dificuldade para respirar, não hesite em ir até um hospital para que as medidas hospitalares necessárias sejam tomadas e você fique bem o quanto antes.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sentiu sintomas do coronavírus e ficou preocupado de ter contraído a nova doença que representa uma pandemia mundial? Chegou a procurar ajuda médica? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 4,75 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário

1 comentário em “Sintomas do Coronavírus – Com Que Rapidez Eles Surgem e Sinais de Alerta”

  1. Eu tenho um duvida.. Sofro de refluxo e quando ataca fico cm dificuldades de respirar. Isso seria um agravante se pegar o covid19?