Sinusite

Sinusite – O Que é, Sintomas, Como Tratar e Causas

A sinusite é uma doença muito comum que atinge várias pessoas e apresenta causas das mais diversas. Ela pode surgir de diversos modos. É possível que a sinusite ocorra por causa de um resfriado, por causa de uma alergia ou devido à ação de micro-organismos como fungos e bactérias.

Portanto, é importante conhecer os tipos da doença, suas causas e sintomas característicos antes de iniciar o tratamento adequado ao tipo de sinusite apresentada. Vamos tirar todas suas dúvidas sobre essa doença que afeta tanta gente mais abaixo.

O que é Sinusite? 

O nome sinusite é derivado de uma estrutura do nosso organismo onde a doença se desenvolve, chamada de “sinus” ou seio paranasal. Os seios paranasais são pequenas cavidades no crânio que normalmente são preenchidas com ar. Nessas cavidades, é produzido o muco, que tem como principal função manter as passagens nasais limpas de alérgenos e possíveis poluentes.

A sinusite nada mais é do que uma inflamação do tecido que fica ao redor dessas cavidades. Tal inflamação pode causar inchaço do tecido, que leva ao bloqueio dos seios paranasais fazendo com que o muco e o ar fiquem presos dentro da cavidade.

Quando os seios ficam bloqueados e cheios de muco, os germes podem se proliferar nesse local e causar uma infecção. Essa condição causa uma pressão e muita dor na região da face e na cabeça, os principais sintomas sentidos por quem tem sinusite.

Tipos de sinusite

A sinusite pode ser aguda, subaguda ou crônica. Os sintomas da sinusite aguda duram no máximo 4 semanas. A sinusite subaguda pode durar de 4 a 12 semanas. Já a sinusite crônica pode durar por mais de 12 semanas e se prolongar por um longo período de tempo.

Geralmente, a causa da sinusite crônica é difícil de ser determinada e, portanto, difícil também de ser tratada. Também existe a sinusite recorrente, que é diagnosticada quando o paciente apresenta os sintomas da doença 4 ou mais vezes durante o período de um ano.

Em adultos, a sinusite é mais provável de ocorrer devido a infecções, tabagismo ou devido à simples convivência com pessoas que fumam.

Sintomas

Os sintomas da sinusite, aguda ou crônica, são os mesmos, incluindo:

  • Sintomas da gripe;
  • Corrimento nasal ou coriza;
  • Pressão e dor na face;
  • Muco incolor e grosso;
  • Congestionamento nasal ou nariz entupido;
  • Pus na cavidade nasal;
  • Perda do olfato;
  • Tosse ou congestionamento.

Também é possível apresentar alguns sintomas eventuais como:

  • Febre;
  • Dor de garganta;
  • Mau hálito;
  • Fadiga constante;
  • Obstrução ou bloqueio nasal;
  • Dor de dentes;
  • Dores de cabeça;
  • Tontura.

Geralmente, a sinusite é classificada como aguda quando são apresentados dois ou mais sintomas além do muco espesso na cor verde ou amarela. Já na sinusite crônica, esse muco se apresenta incolor.

Em alguns casos, a sinusite pode dar tontura devido à intensa dor de cabeça proveniente da pressão sentida na cabeça e na face. Mas este não é um sintoma relacionado diretamente à doença.

Causas

Detectar as causas da sinusite é um tanto complicado. Para o diagnóstico correto, o médico deve pedir alguns exames, incluindo ferramentas de imagem como raios X, tomografias ou ressonâncias magnéticas no local.

Algumas condições podem ser as responsáveis por causar o bloqueio do seio paranasal, como:

  • Resfriado comum;
  • Rinite alérgica que ocorre quando há um inchaço no revestimento do nariz;
  • Pequenos aumentos no revestimento do nariz chamados pólipos nasais;
  • Septo desviado que se trata de uma alteração da cavidade nasal.

Se você nunca foi diagnosticado com alergias, pode valer a pena fazer alguns testes de alergia para ver se apresenta algum tipo de alergia que pode ter desencadeado a doença.

Como tratar

O tratamento da sinusite depende de qual tipo da doença a pessoa apresenta. Assim, para um tratamento seguro e eficaz, o mais importante é descobrir a causa. Se a causa da sinusite é uma alergia, não adianta tomar apenas um descongestionante nasal, por exemplo, mas sim tratar a alergia.

Assim, após o diagnóstico, a sinusite pode ser tratada com o uso de alguns medicamentos e alguns métodos mais simples que podem ser realizados em casa e serão tratados mais abaixo.

Se a sua sinusite é uma infecção menos grave, o médico pode indicar um tratamento que inclui lavar as narinas com uma solução salina e usar um descongestionante nasal durante cerca de 3 dias. Se os sintomas não desaparecerem, pode ser necessário adotar alguns dos procedimentos descritos a seguir.

– Antibióticos

Se o médico diagnosticar a sinusite bacteriana, isso significa que a sua doença foi causada por uma infecção ocasionada por uma bactéria. Neste caso, o tratamento pode e deve ser feito com antibióticos.

Para sinusite do tipo aguda, o uso do medicamento é feito de 10 a 14 dias. Para a sinusite crônica, pode ser que esse tempo seja um pouco maior. Como é difícil descobrir a causa da doença, muitos médicos indicam o uso de antibiótico sem ter certeza de que se trata de sinusite bacteriana.

Além disso, há estudos que sugerem que as bactérias causam a minoria dos casos relatados da doença e que os antibióticos são prescritos e utilizados em excesso. Isso é um problema grave de saúde pública, já que o uso desenfreado de antibióticos pode causar o desenvolvimento de bactérias superresistentes.

– Analgésicos

É muito comum as pessoas tomarem medicamentos para dor de cabeça sem prescrição médica para aliviar o desconforto causado pela doença. É importante verificar com um médico qual analgésico disponível nas farmácias é o mais adequado e evitar usar um mesmo analgésico por mais de 10 dias.

– Descongestionantes

Estes medicamentos servem para reduzir a quantidade de muco presente no sinus. Eles estão disponíveis na forma de sprays nasais ou comprimidos. É necessário atentar para o modo de uso desses produtos, principalmente na forma de sprays, que quando usados por mais de 3 dias seguidos podem ter o efeito contrário e deixar seu sinus e nariz mais congestionado ainda.

– Medicamentos para alergia

Há muitos casos de sinusite que são causados por alergias descontroladas, como a rinite, por exemplo, ou outros tipos de alergia. Assim, se for confirmado que você apresenta sinusite alérgica, o uso de anti-histamínicos pode ajudar bastante no tratamento dos sintomas.

– Esteroides

Em alguns casos, o médico pode prescrever esteroides inalados para diminuir o inchaço nas membranas sinusais. Em casos mais graves, em que a pessoa apresenta sinusite crônica, pode ser necessário o uso de esteroides por via oral.

– Cirurgia

Em casos mais extremos, quando a pessoa sofre de sinusite crônica ou aguda em que os sintomas ficam indo e voltando o tempo inteiro e nenhum tratamento resolve o problema, a pessoa pode optar por uma cirurgia. Neste caso, o cirurgião é capaz de remover possíveis bloqueios e/ou ampliar as passagens sinusais, facilitando a drenagem do muco no futuro.

Além dos medicamentos, é possível realizar alguns tratamentos caseiros para aliviar os sintomas e até mesmo tratar a sinusite em casos menos graves. Seguem algumas dicas:

– Umidificar o ar

O tempo e ar seco podem prejudicar e muito quem sofre de sinusite. Assim, é recomendado usar umidificadores nos cômodos da casa em que a pessoa que sofre dos sintomas da doença passa a maior parte do tempo e também usar o equipamento no quarto durante o sono. É importante sempre manter o aparelho limpo para garantir um ar saudável.

– Respirar em vapor de água

Usar inaladores é uma boa pedida para quem tem o aparelho em casa ou pode usar um na farmácia mais próxima. Outra opção é respirar o vapor que fica no banheiro após um banho quente ou respirar o vapor de uma tigela de água quente, mas não muito quente para não se queimar. Esses vapores ajudam a aliviar as passagens nasais que estão congestionadas e/ou inchadas.

– Usar panos quentes

Para aliviar a pressão na face, é possível usar uma toalha quente e molhada no seu rosto por alguns minutos como uma compressa quente.

– Utilizar uma solução salina nasal pronta

Apesar de não conter nenhum tipo de medicamento em sua composição, apenas sal e água, usar uma solução nasal pronta pode ajudar a manter as passagens nasais úmidas e hidratadas.

– Lavar seu nariz com uma solução salina feita em casa

Lavar suas narinas com água com sal podem ajudar a limpar o muco e manter seus sinus limpos. É possível realizar esse procedimento com a ajuda de uma seringa. Para preparar a solução, é necessário usar água destilada ou ferver a água filtrada antes de adicionar o sal.

– Manter-se hidratado

Beber bastante líquido pode ajudar a diminuir a espessura do muco, deixando-o mais fino, o que pode ajudar a descongestionar os seios paranasais. Além de se hidratar, é importante eliminar o consumo de álcool, que além de prejudicar a hidratação, pode piorar o inchaço na região.

– Descansar

Para se recuperar de uma infecção, é necessário repousar sempre que possível e dar tempo ao corpo para que ele se recupere. Esses tratamentos caseiros podem ajudar a aliviar os sintomas, mas nem sempre funcionam para todas as pessoas. O ideal é consultar um médico ao sentir os sintomas e fazer o tratamento mais adequado o mais rápido possível.

Sinusite na gravidez

Algo que causa bastante receio e dúvidas é quando a sinusite ocorre durante a gravidez. Na gravidez, a mulher passa por várias mudanças no corpo. Tais mudanças vem acompanhadas de variações de humor, dores no corpo, enjoos e vários outros incômodos. Além de tudo isso, a gestante pode se sentir ainda mais abatida se contrair sinusite.

É preciso tomar certas precauções no tratamento para preservar a saúde do bebê.

Se a sinusite não puder ser tratada com remédios caseiros ou soluções salinas nasais, alguns medicamentos podem ser usados de modo seguro para tratar a doença.

Para o alívio dos sintomas como dor de cabeça e dor de garganta, é possível tomar o paracetamol de acordo com a dose indicada pelo médico. Além disso, durante a gravidez, é permitido o uso de descongestionantes nasais, anti-histamínicos (se a sua sinusite for alérgica), expectorantes e supressores da tosse.

É preciso atentar para o uso de aspirina e ibuprofeno, pois estes medicamentos não são recomendados durante a gravidez por estarem associados a algumas complicações como a redução do líquido amniótico e casos relatados de aborto espontâneo.

A coisa mais sensata a se fazer é sempre consultar um profissional da saúde quanto ao uso de medicamentos durante a gestação.

É possível prevenir a sinusite?

Não há uma maneira comprovada de prevenir a doença, mas alguns hábitos podem ajudar, como:

  • Não fumar e evitar permanecer em locais onde outras pessoas estão fumando;
  • Lavar as mãos com frequência, principalmente no inverno, quando as pessoas estão mais suscetíveis a terem gripes e resfriados;
  • Evitar coisas que te dão alergias.

Se a sinusite não for tratada, a dor e o desconforto, principalmente na região da face, tendem a piorar. Em casos mais graves e raros, a sinusite não tratada pode causar meningite, abscesso cerebral ou infecção nos ossos do rosto. Assim, ao desconfiar que apresenta os sintomas de sinusite, não hesite em procurar seu médico. 

Referências adicionais:

Você sofre frequentemente com algum tipo de sinusite? Que tipo de tratamento ou medicamentos costuma utilizar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*