Ibuprofeno

Ibuprofeno Faz Mal? Para Que Serve, Posologia, Indicações e Bula

Existem milhares de medicamentos disponíveis no mercado que podem estar associados a diversos problemas de saúde. O ibuprofeno é um remédio bastante utilizado e que gera discussão sobre sua real atuação no organismo. Algumas pesquisas mostraram que este medicamento pode estar associado ao aumento dos índices de infarto, derrames e também aos casos de danos no intestino.

Vamos entender se de fato o ibuprofeno faz mal, conhecer a posologia e as indicações deste remédio, assim como as possíveis alternativas para seu uso.

Para que serve o ibuprofeno?

Entre os diversos medicamentos vendidos no mercado, aqueles utilizados para a redução da dor são os mais consumidos. O ibuprofeno é um medicamento bastante antigo, sendo indicado para a redução da febre e de dores decorrentes de gripes e resfriados.

Ele também é indicado para aliviar a dor de cabeça (enxaqueca e cefaleia vascular), dor de dente, dor nas costas (dor lombar), dor de garganta, dores musculares e cólicas menstruais, dores associadas a problemas reumáticos, a processos inflamatórios ou traumáticos, entre muitos outros.

O ibuprofeno é anti-inflamatório não esteroide, que ajuda a reduzir a inflamação através do bloqueio das enzimas COX-1 e COX-2 que são responsáveis pela produção das prostaglandinas. Estas substâncias, por sua vez, causam dor e febre em função de algumas doenças. As prostaglandinas também possuem a função de proteger o estômago pela redução da produção de ácido e pelo aumento da mucosa, evitando a formação de feridas na parede do estômago.

Há alguns anos, diversas pesquisas têm associado a utilização destes medicamentos ao aumento dos índices de infarto, derrame e também de problemas relacionados ao intestino. Outra pesquisa também relacionou o aumento nos riscos de desenvolver a doença celíaca, pois este medicamento pode prejudicar as paredes do intestino, promovendo maior absorção de glúten e gerando uma resposta autoimune.

Existem muitos questionamentos para avaliar se o ibuprofeno faz mal realmente ou não. É importante que se saiba de fato para que serve este remédio e, principalmente, que se conheça todas as informações e indicações de uso, evitando-se, assim, possíveis efeitos colaterais.

Ibuprofeno vs paracetamol

O ibuprofeno e o paracetamol são os analgésicos mais utilizados no mundo atualmente, servindo basicamente para os mesmos propósitos, atuando contra dores de cabeça, febres, cólicas e diversos tipos de dores. O paracetamol atua bloqueando as prostaglandinas, que são substâncias liberadas pelo corpo em resposta a doenças ou lesões, promovendo a redução da dor.

O ibuprofeno, por sua vez, também atua nas prostaglandinas, sendo indicado para conter dores moderadas e leves, porém os medicamentos anti-inflamatórios não esteroides, como ele, também auxiliam na melhoria das dores causas por processos inflamatórios. O paracetamol não tem as mesmas propriedades anti-inflamatórias que o ibuprofeno.

Além disso, o ibuprofeno tem ação mais rápida e com maior duração no organismo do que o paracetamol, porém, este pode causar mais efeitos colaterais também.

Vale sempre lembrar que a escolha do medicamento deve ser feita sempre pelo médico responsável e que se deve evitar o uso de remédios por conta própria.

Posologia do ibuprofeno

O ibuprofeno pode ser encontrado em comprimidos e em gotas. A posologia recomendada para crianças pode variar de 1 a 2 gotas/kg peso, de 3 a 4 vezes ao dia. Em adultos, a dose recomendada pode ser em torno de 40 gotas (200 mg), por, no máximo, quatro vezes ao dia.

Para o medicamento em comprimidos, recomenda-se tomar um comprimido a cada 4 a 6 horas, não devendo se exceder seis comprimidos ao dia. O ibuprofeno em comprimido não é recomendado para crianças com menos de 12 anos de idade. O ibuprofeno pode ser encontrado em comprimidos de diferentes doses, tais como o ibuprofeno 400 e o ibuprofeno 600.

Outra versão deste medicamento é o ibuprofeno arginina, que contém, em sua composição, uma molécula de arginina e uma de ibuprofeno. Esta versão apresenta as mesmas propriedades analgésicas (contra a dor), antipirética (contra a febre) e anti-inflamatórias em comparação ao remédio convencional. A presença deste aminoácido, a arginina, visa apenas acelerar a absorção do ibuprofeno, permitindo uma ação mais rápida e menos efeitos colaterais.

Em geral, o início da ação do ibuprofeno ocorre a partir de 15 a 20 minutos após a administração oral, permanecendo por 4 a 6 horas. Vale lembrar que é sempre importante se ler completamente a bula do medicamento antes de se fazer uso do mesmo e que todo remédio deve ser utilizado somente após avaliação e com o acompanhamento do médico.

Contraindicações e efeitos colaterais do medicamento

O ibuprofeno faz mal é contraindicado a pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula do produto, não devendo ser administrado em pessoas com problemas de asma, relações alérgicas, urticárias, pacientes com colite ulcerativa ativa, com Doença de Crohn, úlcera péptica ou hemorragia gastrointestinal recorrentes.

Ele também é contraindicado a pacientes com histórico de hemorragias, ulceração, perfurações gastrointestinais, pessoas com histórico de alterações respiratórias, tais como a asma brônquica, com histórico de problemas de coração, como a insuficiência cardíaca, fígado ou rins, hipertensão arterial, podendo causar efeitos adversos na pele, nos rins, no sangue, entre muitos outros.

Diversos são os possíveis efeitos colaterais do medicamento, entre eles reações de alergia, irritabilidade, inchaço e retenção de líquidos. Pode-se notar ainda que o ibuprofeno dá sono, causa perda de apetite, vômitos, náuseas, diarreia, má digestão, prisão de ventre, tontura, alterações do sistema imunológico, dispneia, alterações de pele, dores abdominais, alterações neurológicas, entre muitos outros sintomas. Os efeitos colaterais podem ser reduzidos através da administração de doses menores para controlar os sintomas.

Em pessoas idosas, o uso de ibuprofeno faz mal ao causar o aumento da frequência de hemorragias e perfurações, que podem ser fatais. Caso o paciente apresente diminuição das funções do fígado e dos rins, é importante que se faça o ajuste da dose do medicamento.

O ibuprofeno não deve ser utilizado com outros medicamentos sem a orientação de um médico, pois este pode ter interações com anti-hipertensivos, diuréticos, anticoagulantes, agentes antiplaquetários, inibidores de reabsorção da serotonina, lítio, metotrexato, ácido acetilsalicílico, aminoglicosídeos, corticosteroides, alguns extratos feitos de ervas e plantas, antibióticos, entre muitos outros.

O ibuprofeno faz mal quando é utilizado juntamente com bebidas alcoólicas. O medicamento também não deve ser utilizado durante a gravidez, nem por mulheres durante o período de amamentação sem a orientação e o acompanhamento de um profissional da saúde.

Conclusão

Diversos estudos mostraram que o ibuprofeno faz mal e que existem muitas questões que ainda devem ser avaliadas sobre este medicamento. Foi possível perceber através da avaliação do ibuprofeno vs paracetamol que este último pode substituir a utilização do mesmo em diversas situações, sendo uma opção para quem deseja ter menos efeitos colaterais.

Antes de utilizar qualquer remédio, leia sempre a bula e verifique as indicações de cada um para saber como utilizar. Sempre busque a ajuda e o acompanhamento de um médico antes de usar qualquer medicamento.

Referências adicionais:

Você já sabia que a ingestão de ibuprofeno faz mal em geral? Que tipo de medicamento toma quando sente essas dores? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (13 votos, média: 4,31 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. Coisas q eu não consigo entender….
    Se Ibuprofeno faz mal a saúde, porque ainda está a venda com tanta facilidade?

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*