Tendinite do quadril: o que é, sintomas, causas e tratamentos

Especialista da área:
atualizado em 12/07/2022

A tendinite do quadril é uma inflamação que afeta os tendões que compõem as articulações do quadril, causando uma dor lateral que, se não for tratada, pode limitar os movimentos e a locomoção. Essa dor no quadril também pode atrapalhar o sono, uma vez que piora se a pessoa se deitar do lado do tendão inflamado.

Então, veja a seguir mais detalhes sobre o que é a tendinite do quadril, os principais sintomas e causas e como são feitos o diagnóstico e o tratamento. 

  Continua Depois da Publicidade  

Tendinite do quadril: o que é?

Você pode perceber que na lateral do seu quadril existe um osso mais proeminente. Este osso é o trocânter, que se conecta ao topo do fêmur, o osso que temos na coxa. Nesta região de contato, existem várias bursas e tendões que, se ficam inflamadas, causam dor no quadril

As bursas são como bolsas cheias de líquido que amortecem a região de contato dos ossos, permitindo um deslizamento suave e sem atrito. Quando as bursas ficam inflamadas, tem-se um quadro de bursite

Os movimentos do quadril só são possíveis porque existem músculos em sua lateral, os glúteos mínimo e médio, que permitem a sua abertura e fechamento. Estes músculos são ligados aos ossos do quadril por meio de tendões, estruturas fibrosas que também podem ficar inflamadas, gerando uma tendinite no quadril.   

Sintomas de tendinite do quadril

Tendinite no quadril
As dores da tendinite no quadril podem irradiar para as pernas e outros pontos

A dor ao caminhar é um dos principais sintomas de tendinite do quadril, que pode se surgir juntamente com: 

  • Dor que irradia para as pernas.
  • Dor na virilha.
  • Dor ao tocar região do trocânter.
  • Dor ao dormir sobre o lado do quadril com tendinite.
  • Sensação de queimação do lado inflamado, ao permanecer em uma mesma posição por um longo tempo.
  • Cãibras nas pernas após um longo período de repouso.
  • Dificuldade para executar alguns movimentos, como caminhar, subir escadas, sentar, levantar e praticar esportes que envolvem bastante movimentação das pernas, configurando uma limitação funcional gerada pela tendinite. 
  • Sensação de fraqueza no quadril, após a realização de algum esforço físico envolvendo essa região.

Causas de tendinite do quadril

A tendinite do quadril está relacionada com a execução de movimentos repetitivos, que exigem muito esforço das articulações e dos tendões. A falta de alongamento dos músculos associados ao quadril também contribui para a inflamação dos tendões. 

  Continua Depois da Publicidade  

Por isso, ainda que a tendinite possa afetar qualquer pessoa, ela é mais comum entre os atletas, que têm determinado esporte como atividade diária e de longa duração, o que pode sobrecarregar os tendões do quadril. 

Esportes como futebol, ciclismo, corrida e saltos à distância são modalidades que exigem bastante trabalho do quadril, por isso, podem oferecer um risco a mais para o atleta ou praticante da atividade.

Sendo assim, para reduzir os riscos, é importante contar com a orientação de um profissional da educação física, que saiba como equilibrar o tempo e a carga dos treinamentos. Além disso, é bom se lembrar de verificar se os calçados que você está usando são adequados para aquela prática e se a superfície em que você está treinando é regular.  

Se você for iniciante na prática esportiva, também deve ter cuidado com o excesso de treinamento, especialmente se ainda não realizou um trabalho de fortalecimento muscular e está com sobrepeso. Estes dois fatores aumentam o impacto sobre as articulações e tendões do quadril, elevando os riscos de você desenvolver uma tendinite do quadril.

Os idosos também podem ser mais afetados pela tendinite do quadril, devido à degeneração dos tendões e demais estruturas que participam da construção do quadril. A sobrecarga gerada sobre os tendões do quadril pode resultar em tendinite. 

Neste contexto, mulheres na menopausa apresentam um risco aumentado, pois podem estar em processo de perda óssea, devido às alterações hormonais, o que as deixa mais suscetíveis a tendinites.    

  Continua Depois da Publicidade  

Diagnóstico de tendinite do quadril

Geralmente, a pessoa com tendinite do quadril busca ajuda médica quando percebe que a dor não passa ou começa a limitar os movimentos, atrapalhando no dia a dia. O médico ou médica ortopedista, então, avalia a dor e o tipo de limitação física que a pessoa apresenta. 

Normalmente, se faz uma ultrassonografia do quadril para verificar se há espessamento do tendão, por causa de edema (inchaço).  

Tratamentos de tendinite do quadril

Anti-inflamatório
Anti-inflamatórios não-esteroides podem ser prescritos para o tratamento

O tratamento de tendinite do quadril pode durar meses, até que a inflamação seja resolvida e a dor desapareça completamente. 

O médico ou médica pode prescrever anti-inflamatórios não-esteroides, como ibuprofeno e naproxeno, ou corticosteróides com analgésicos. 

Em casos de inflamação e dor mais graves, pode ser feita a injeção de corticoide diretamente no local da inflamação, procedimento que deve ser guiado por imagem. 

O descanso dos tendões e articulações do quadril faz parte do tratamento, sendo fundamental para que as medicações anti-inflamatórias e analgésicas tenham efeito satisfatório e para evitar outras lesões e desgastes no quadril. 

  Continua Depois da Publicidade  

Esse descanso pode ser feito com a redução da frequência ou interrupção temporária da atividade que provocou a tendinite do quadril, podendo ser substituída por outras que não gerem tanto impacto no quadril. 

Para momentos de muita dor, você pode aplicar gelo envolto em um pano ou bolsa própria, para diminuir a inflamação e a sensação de dor e queimação. Faça isso em sessões de 15 minutos, várias vezes ao dia. 

Sessões de fisioterapia podem ajudar significativamente a fortalecer a musculatura ao redor do quadril e a reabilitar os tendões e demais estruturas que foram prejudicadas com a inflamação. Nestas sessões, pode ser usada uma terapia com ondas de choque, para estimular a cicatrização do tendão inflamado. 

Se todos os tratamentos convencionais falharem na resolução da tendinite do quadril, pode ser feita uma cirurgia por laparoscopia, para reparação dos danos nos tendões. Esta técnica cirúrgica é minimamente invasiva e promove uma rápida recuperação. 

Fontes e referências adicionais

Você já sentiu dor na lateral do quadril? Qual atividade ou movimento você faz, que piora a dor? Que outro sintoma, além da dor, você tem como consequência da tendinite do quadril? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário