Tudo Sobre Aeróbico em Jejum Para Emagrecer

No que diz respeito a exercícios, um dos pontos nos quais nunca se parece chegar a um consenso é sobre o exercício aeróbico em jejum. Vamos analisar opiniões e fatos, assim você pode fazer uma escolha sobre se esse é o exercício certo para emagrecer ou não.

No que consiste o Aeróbico em jejum

O exercício aeróbico em jejum é feito de manhã, logo após acordar e antes de comer, por 30 a 60 minutos. A ideia desse exercício é que se queime gordura ao invés de glicose, como aconteceria se você comesse alguma coisa antes dos exercícios, e isso possibilitaria emagrecer mais rápido.

As opiniões sobre esse tipo de exercício aeróbico são divididas: algumas pessoas criticam a ideia dizendo que isso apenas fará com que você perca massa muscular; outros simplesmente não gostam da ideia de fazer exercícios em jejum; outros adoram a ideia de perder gordura de forma mais fácil, e acordam de manhã ansiosos pelos seus exercícios e juram que funciona.

Quem está certo? Funciona ou não funciona?

O que diz quem é a favor:

  • Aeróbico em jejum queima mais gordura

De acordo com defensores do aeróbico em jejum, quando você faz exercícios após se alimentar, os níveis de insulina estão altos, e isso diminui muito a queima de gordura. Pesquisas mostraram que o aeróbico em jejum pode queimar até 20% mais calorias do que após a alimentação, e, segundo os defensores, isso se deve ao fato de que, como o corpo tem menos glicose disponível para queimar como energia, é obrigado a usar a gordura.

Além disso, defensores também alegam que o corpo queima mais gordura depois do exercício, já que mais ácidos graxos são liberados durante o exercício, a oxidação de gordura durante o dia também seria maior. 

  • Aeróbico em jejum ajuda a queimar a gordura “teimosa”

O corpo usa hormônios chamados catecolaminas para quebrar as células de gordura. Esse hormônio se liga a receptores nas células de gordura para poder agir. Há dois tipos de receptores, um que aumenta a mobilização de gordura, e um que diminui. As áreas onde é mais difícil perder gordura, como as coxas e quadril nas mulheres, e abdômen nos homens, possuem mais do segundo tipo de receptor, fazendo com que a perda de gordura seja mais difícil.

Além disso, essas áreas problemáticas recebem menos circulação, o que significa uma quantidade menor de catecolaminas, deixando a perda de gordura nessas áreas ainda mais lenta.

Segundo os defensores do exercício aeróbico em jejum, quando seu corpo está em estado de jejum, a circulação de sangue na região abdominal aumenta, fazendo com que mais catecolaminas alcancem a gordura nessa área, e assim o exercício aeróbico em jejum ajude a queimar mais gorduras nessas regiões.

O que diz quem é contra:

  • Aeróbico em jejum queima massa muscular magra

Um dos principais pontos de quem afirma que o aeróbico em jejum não funciona é que, já que o corpo não tem glicose para utilizar como energia, acaba quebrando massa muscular magra para usar como energia, já que ela é mais disponível que a gordura.

Um dos motivos para isso seria o fato de os níveis de cortisol estarem altos de manhã, e se você não come, eles continuam altos durante o restante do dia. O cortisol faz com que você perca massa muscular, e se continuar alto durante o dia todo, você perde massa muscular o dia todo.

Outro fator é que a base do exercício aeróbico em jejum é que sua reserva de glicose esteja baixa e assim você queima gordura, mas se suas reservas de glicose estiverem baixas demais, o corpo irá queimar apenas músculos para conseguir energia, sem nem chegar perto da gordura.

  • Aeróbico em jejum queima menos gordura ao longo do dia 

Considerando evidências de pesquisas, o exercício aeróbico em jejum realmente queima mais gordura do que exercícios aeróbicos realizados após se alimentar. Mas isso não quer dizer necessariamente que sua queima de gordura total será maior.

A queima de gordura é um processo que ocorre no espaço de dias, não uma ou poucas horas. Quando você queima mais carboidratos durante seus exercícios (por exemplo, quando se exercita após ter se alimentado), sua queima de gordura nas 24 horas seguintes é maior. Se você queima mais gordura durante os exercícios, como com o aeróbico em jejum, sua habilidade de queimar gordura após eles é comprometida. Portanto, se você considera o período de 24 horas e não apenas o momento do exercício, o aeróbico em jejum tem piores resultados para emagrecer. 

  • Aeróbico em jejum pode te deixar sem energia 

Há dois riscos nessa questão.

A primeira é que, como você está com seus níveis de glicose baixos devido ao jejum e a queima de gordura não é rápida o bastante para te dar toda a energia que você precisa, seus níveis de açúcar no sangue podem cair. Quando isso acontece, você acaba não completando seus exercícios, sente mais fome, imediatamente e durante o restante do dia, e pode acabar comendo demais. Além disso, você pode se sentir sem energia durante o restante do dia e mais sonolento. Outros sintomas que podem ocorrer com a queda de açúcar no sangue são tontura, suor frio e tremores.

Outra faceta disso é que seu corpo pode fazer com que seus níveis de açúcar no sangue aumentem para impedir que eles caiam, e isso faz com que você se desidrate e também não consiga terminar seus exercícios, além de poder causar dores musculares.

Aeróbico em jejum pode ajudar, mas apenas em determinadas situações

Outras pessoas consideram que há formas de se queimar mais calorias do que com o aeróbico em jejum, como com treino de intervalo de alta intensidade, mas que o aeróbico em jejum pode ajudar em determinadas situações, como para pessoas que já possuem uma porcentagem de gordura corporal baixa, especialmente pessoas com problemas em regiões como coxas e parte inferior das costas e abdômen. Entretanto, não há qualquer evidência científica disso, e é uma opinião baseada apenas em observação. 

Moderação

A maioria das pessoas que faz o aeróbico em jejum faz exercícios de intensidade baixa a moderada por 30 a 60 minutos. A intensidade baixa do exercício é necessária para que a pessoa tenha condições de terminá-lo sem sofrer quedas de energia muito bruscas. Isso também pode fazer com que a pessoa queime menos calorias do que queimaria em um exercício de intensidade maior realizado após a alimentação. Alguns praticantes do aeróbico em jejum tomam suplementos para terem energia e poderem realizar exercícios mais intensos, mas se você decidir seguir por esse caminho, lembre-se de consultar um médico e/ou nutricionista antes pra saber quais os riscos e os suplementos mais seguros e adequados para seus objetivos.

Aminoácidos 

Outra precaução a se tomar se você faz ou decidiu começar o aeróbico em jejum é tomar um suplemento aminoácido logo após os exercícios para minimizar a perda de massa muscular magra. Você também pode considerar suplementação com proteína em pó antes dos exercícios, o que além de prevenir a perda de massa muscular magra, pode evitar que você se sinta sem energia depois do aeróbico em jejum.

Contraindicações 

Se você é diabético e faz uso de insulina ou não diabético que sofre de hipoglicemia, esse pode não ser o melhor tipo de exercício para você, já que suas reservas de glicose já estarão baixas, e o exercício pode baixá-las ainda mais, fazendo com que você possa sofrer uma hipoglicemia severa. Nesse caso, é melhor fazer seus exercícios após a alimentação, e sempre seguindo recomendação médica.

Considerações Finais

O aeróbico em jejum tem seus lados positivos e negativos, ambos com fundamentação científica. Se ele funciona para emagrecer ou não, pode variar de indivíduo para indivíduo, além de depender muito da dieta de cada pessoa.

Se você escolher inserir o aeróbico em jejum no seu regime de exercícios, não se esqueça de manter a intensidade baixa a moderada e de buscar suplementação de proteínas para proteger seus músculos.

Se você tem ainda tem dúvidas se o aeróbico em jejum é o exercício certo para alcançar suas metas, procure um médico, nutricionista ou preparador físico e descubra sem sombra de dúvidas se esse é o caminho a seguir.

Você já tentou fazer aeróbico em jejum para emagrecer? O que achou? Quais foram seus resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (87 votos, média: 3,49 de 5)
Loading...

10 comentários em “Tudo Sobre Aeróbico em Jejum Para Emagrecer”

  1. Olá eu faço aeróbico em jejum e me sinto muito bem, e tenho disposição para fazer minhas atividades em alta intensidade, por 40 min direto, eu bebo muita água em jejum também, método que acaba minimizando minha fome ! Nao sinto tonteiras e nada.
    Estou obtendo bons resultados. Me sinto muito bem, é que o importa.
    Mas penso que cada pessoa tem seu organismo com suas individualidades e pode responder de diferentes formas tbm. O que é bom para mim, pode nao ser para vc!

  2. Eu faço o aej por 40 min, logo quando acabo,como uma banana e faço uma série de abdominal (supra, inf,traverso, oblíqua e barra fixa) vcs acham q posso entrar em catabolismo fazendo dessa forma?

  3. cara, isso faz parte do plano individual, eu to na guerra pra fazer desaparecer a gordura teimosa, eu to na sanfona com ela, essa corrida matinal 1 ou 2 vezes por semana é que vem sendo meu remédio quando dou umas falhadas humanas naturais na dieta, é tipo de um retorno como leão, pra eu não chutar o balde por mais de 2 dias, se é que me entendem!!!! e concordo com a Ana, façam o que sintam prazer que não lhe fará mal, esse caminho não deve ser tortura, em tudo há prós e reveses, portanto escolha seu estilo de vida, desfrute das benesses e ature os inevitáveis ósseos!!!!a

  4. Desconsiderei completamente o pseudo artigo quando falou em tomar “proteína em pó” antes do aeróbico em jejum. Além de ter dito isso no subtítulo “Aminoácidos” (já que proteína é um macro nutriente e TAMBÉM uma fonte de energia), a função do AEJ é justamente usar a gordura como fonte primária de energia e tomando proteína ANTES você estará anulando a efetividade do exercício em questão.

  5. Falando na parte de biologia do corpo, qualquer mamífero quando acorda precisa de uma alimentação, assim cérebro entende que você tem dosagens certa de glicose diária e mantém o metabolismo normal. Quando não ingerido nada, o corpo entende que estamos em período de ibernação (sim, como ursos!) e retarda o metabolismo. Não sei se relacionado à exercícios tem alguma alteração, mas há uma necessidade maior em estudar isso! Pessoas, por favor, respeitem seus limites… Há formas mais prazerosas de se perder gordura do que tonturas matinais.

  6. Sou taxista,tenho 45 anos 1,83mt cheguei a pesar 108kg e hoje estou pesando 98kg, vinha levando uma vida completamente sedentária e há dois meses e meio comecei a fazer caminhadas diariamente com a duração de 60 a 85 minutos. após ler em um artigo que caminhada em jejum emagrece mais adotei tal recomendação e notei que venho conseguindo um resultado melhor, porem venho sentindo muito sono durante o dia, não sei se tem algo a ver com o motivo de caminhar em jejum pois não consultei um especialista. meu irmão que é professor de educação física só falta infartar quando digo a ele que faço caminhadas acima de 1hr em jejum, porem as informações são muitas e contraditórias, o que fazer?

Deixe um comentário