Usar ou Não Luvas Para Prevenção Contra o Coronavírus? Qual a Maneira Correta?

Especialista:
atualizado em 29/04/2020

Enquanto as máscaras faciais caseiras de tecido passaram a ser recomendadas como mais uma estratégia de prevenção contra o novo coronavírus e a doença provocada por ele, a COVID-19, as autoridades e organizações de saúde não indicaram o uso de luvas para a população em geral, ao menos por enquanto.

Ainda assim, existem pessoas que optam por usar as luvas como uma medida a mais de segurança para quando precisam sair de casa. Entretanto, embora as luvas realmente forneçam uma sensação de segurança – afinal, elas impedem o contato direto das mãos com superfícies – usá-las não substitui os outros cuidados preventivos de higiene contra o novo coronavírus como lavar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos.

Pior que isso: se forem utilizadas incorretamente, as luvas podem até mesmo contribuir com a disseminação do novo coronavírus. Segundo o New York Post, a médica do Reino Unido Simran Deo advertiu contra o uso de luvas durante a pandemia do novo coronavírus.

Ela alertou que as luvas podem coletar os germes das superfícies infectadas por pessoas que espirraram ou tossiram em cima delas. Embora as luvas protejam as mãos do contato direto com as gotículas que foram depositas e infectaram as superfícies, essas gotículas podem permanecer ainda mais tempo nas luvas se elas não forem lavadas frequentemente, completou Deo.

A médica afirmou ainda que existe um risco aumentado de ser contaminado pelo vírus se a pessoa tocar o rosto ou o seu alimento com as luvas. Isso não é tão difícil de acontecer, uma vez que para muitas pessoas pode ser automático colocar as mãos nos olhos, nariz ou boca e que, num momento de fome, alguns podem esquecer de tirar as luvas e de lavar as mãos ou passar álcool em gel antes de comer.

Ao fazer isso, fica bem fácil se contaminar. Mas essa não é a única questão: o uso das luvas também pode dar a enganosa sensação de que não é preciso lavar tanto as mãos, mesmo depois delas terem sido removidas. O problema é que enquanto as mãos estarão protegidas por debaixo das luvas, o vírus não deixará de ser transportado ao organismo através do toque com as luvas no rosto.

No mesmo sentido, o centro médico americano Cleveland Clinic advertiu que usar luvas não proporciona uma imunidade ou dá permissão para tocar toda e qualquer superfície ou objeto. Qualquer germe que esteja presente nas luvas poderá ser transferido para as superfícies, objetos e demais itens onde elas encostarem, indicou a organização.

Em outras palavras, não vai adiantar nada usar luvas se a pessoa ficar mexendo na bolsa ou mochila, usando o celular constantemente, encostando em tudo que ver pela frente e tocando o rosto a todo o momento enquanto está fora de casa.

O coronavírus entra no organismo por meio de membranas mucosas, como o nariz e a boca. Ele não entra por meio das mãos, porém as mãos transportam as partículas virais até as membranas mucosas, infectando o corpo.

Logo, não importa – o novo coronavírus pode contaminar uma pessoa quer ela encoste as mãos no rosto com luvas ou sem luvas. O centro médico acadêmico americano advertiu ainda que existe a possibilidade de que o vírus tenha uma melhor aderência ao látex das luvas do que à própria pele.

Como se não bastasse, as luvas podem conter furos e rasgos ou podem ser colocadas ou retiradas incorretamente das mãos, apontou a Cleveland Clinic. Não é à toa que para a médica Simran Deo, lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou usar álcool em gel 70% por 20 a 30 segundos é uma defesa mais eficiente contra o novo coronavírus.

As luvas não devem ser utilizadas dentro do carro

Se ainda assim você resolver que deseja usar as luvas como uma medida de proteção a mais (jamais como substituta de todos os outros cuidados para evitar o contágio do coronavírus), vale a pena conhecer um dos erros que uma pessoa não deve cometer ao usar as luvas para prevenir-se contra a COVID-19: utilizá-las enquanto estiver dentro do carro.

O médico Brandon Colby afirmou que as luvas não devem ser utilizadas em qualquer lugar em que não haja exposição ao público, o que inclui não usá-las enquanto estiver no carro, por exemplo. As luvas poderão ter encostado em superfícies contaminadas, e se forem usadas dentro do carro contaminarão todo o veículo.

O médico também advertiu que para quem opta por usar as luvas, trocá-las frequentemente tem uma importância similar a lavar as mãos com frequência e utilizar o álcool em gel 70%.

Depois de utilizar as luvas na rua, a recomendação é removê-las e jogá-las no lixo antes de retornar ao carro. Para não correr o risco de passar por um lugar que não tenha uma lata de lixo por perto, leve sempre uma sacolinha reserva na bolsa e jogue a sacolinha fora assim que chegar em casa.

A Cleveland Clinic ensinou um passo a passo de como as luvas devem ser retiradas das mãos antes de serem descartadas no lixo:

  1. Segurar a parte exterior de uma luva pelo pulso, tomando muito cuidado para não tocar na pele – afinal, ao encostar na pele com uma luva contaminada, a pele também será contaminada;
  2. Remover a luva da pele, puxando de dentro para fora (do avesso);
  3. Segurar a luva que acabou de ser removida com a mão que ainda traja uma luva;
  4. Retirar a segunda luva colocando os dedos dentro da luva, na parte superior do pulso;
  5. Virar a segunda luva do avesso, distanciando-a do corpo e deixando a primeira luva dentro da segunda;
  6. Jogar as luvas imediatamente no lixo;
  7. Imediatamente depois de jogar as luvas fora e antes de entrar no carro, lavar muito bem as mãos com água e sabão ou higienizar muito bem as mãos com álcool em gel 70%, uma vez que você terá tocado nas luvas que certamente acabaram de encostar em diversas superfícies que podem estar contaminadas.

O descarte das luvas realmente precisa ser feito com muito cuidado porque fazer isso de maneira inapropriada representa grandes ameaças à segurança e saúde pública, alertou o professor de saúde pública da Universidade Ball State nos Estados Unidos, Jagdish Khubchandani.

Khubchandani explicou que jogar máscaras em locais públicos sobrecarrega os sistemas públicos de saúde e saneamento, além de criar condições insalubres que podem aumentar os riscos de doenças infecciosas nas comunidades.

Em outras palavras, se você jogar um par de luvas na calçada ou na rua, alguém poderá encostar nela sem querer ou um trabalhador da limpeza terá que recolhê-las – se as suas luvas estiverem infectadas, elas contaminarão a pessoa.

Para impedir que os germes – incluindo o coronavírus – peguem uma carona no seu carro também é importante higienizar as solas dos sapatos, a bolsa, as maçanetas do carro, o volante, o celular, as chaves do carro, a carteira, entre outros objetos e superfícies. Os objetos e superfícies podem ser higienizados com o álcool em gel 70% embebido no papel toalha.

Médica especialista em doenças infecciosas não recomenda o uso de luvas ao fazer compras

De acordo com informações da Cleveland Clinic, as luvas em si são uma boa estratégia somente quando a pessoa que as utiliza segue boas medidas de proteção, algo que infelizmente a maioria das pessoas não faz.

Segundo a organização, no lugar de usar as luvas, a médica especialista em doenças infecciosas Patricia Dandache recomenda que o melhor a se fazer é tomar os seguintes cuidados quando for fazer compras:

  • Não tocar o rosto;
  • Não tocar ou usar o celular – entenda por que o seu smartphone pode ser responsável pela infecção do novo coronavírus;
  • Praticar o distanciamento social enquanto estiver no estabelecimento – ficar a pelo menos dois metros de distância de outras pessoas;
  • Limitar os itens ou superfícies onde encosta – não é o momento para ficar vasculhando os produtos ou alimentos nas prateleiras;
  • Usar uma máscara facial de pano e não colocar as mãos na máscara a partir do momento em que ela estiver no seu rosto;
  • Higienizar as mãos (com álcool em gel 70%) enquanto se desloca até o carro e lavar as mãos assim que chegar em casa.

Aproveite que está por aqui e aprenda como evitar o contágio pelo novo coronavírus quando precisar sair de casa.

Fontes e Referências Adicionais:

Você tem seguido corretamente todas as diretrizes para evitar o contágio do coronavírus? E o que pensa quanto ao uso de luvas? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário