Corrida de costas

4 Exercícios Estranhos Que Quebram a Rotina da Academia

Se você é daqueles que morre de preguiça de ir à academia para fazer ginástica ou acha um pouco entediante e cansativo repetir os mesmos exercícios durante as sessões de treinamento, quem sabe fugir das aulas mais tradicionais e tentar movimentar o corpo de uma maneira um pouco diferente pode te deixar mais animado com a malhação?

Não tem ideia de como fazer isso? Calma, nós vamos te apresentar algumas tendências não tão comuns (e até um pouco excêntricas e bizarras) do mundo dos exercícios físicos. Vai que você se anima e resolve malhar?

Provavelmente, você não sentirá preguiça e nem achará o treinamento sem graça e poderá até se divertir. Se não tiver receio de experimentar esquisitices, é claro.

1. 50 tons de malhação

Você certamente já deve ter ouvido falar de 50 Tons de Cinza, uma série de romances de teor erótico escrito pela inglesa Erika Leonard James, que conseguiu atingir a marca de aproximadamente 100 milhões de cópias vendidas e já ganhou até adaptação para o cinema, que estreia em fevereiro do ano que vem.

Pois bem, foi baseando-se no livro que Kristen James, uma personal trainner de Nova Iorque, nos Estados Unidos criou uma rotina de treinamento intitulada “50 shapes of Grey”, em que os exercícios são inspirados em alguns dos movimentos relatados na série de livros.

Como não poderia deixar de ser, além de tonificar os músculos, a promessa dessa malhação é melhorar a vida sexual de seus praticantes, de acordo com palavras da própria instrutora no vídeo.

Você pode ter uma noção de como são esses exercícios dando uma olhada nesse vídeo da treinadora:

2. Correndo de costas

Quando criança, você provavelmente já deve ter brincado com os seus amiguinhos de correr de costas. Mas teria coragem de fazer isso a sério já na idade adulta como forma de malhação?

Se a sua resposta é positiva, saiba que você não está sozinho nessa. Na Inglaterra, a prática é levada bastante a sério, tanto que existe até um campeonato, o UK Backward Run.

Além de ajudar a melhorar a postura, a marcha reversiva, como o exercício também é chamado, reduz o risco de lesões no joelho e outras articulações e ainda queima três vezes mais calorias em relação à corrida tradicional, de frente.

Entretanto, quem se animou com a atividade deve saber que precisa ser cuidadoso quando for correr de costas. Como o praticante não sabe em que direção está indo, corre o risco de bater em algum objeto, se machucar e até cair. Por isso, é melhor realizar o exercício em um lugar que não ofereça muitos obstáculos, ir acompanhado de uma outra pessoa que possa guiar e avisar do risco de choque ou queda ou não esquecer de olhar constantemente para trás, para não ser pego de surpresa por um poste ou uma parede.

Outra coisa que pode atrapalhar a marcha reversiva é a vergonha de parecer um pouco maluco por estar correndo para trás, além da insegurança e os comentários maldosos que podem aparecer durante o treinamento. Entretanto, para combater esses problemas, nada como ter coragem e uma boa dose de humor.

3. Yoga facial

Esqueça os cremes antirrugas e antienvelhecimento ou as cirurgias plásticas. Com a yoga facial, você consegue rejuvenescer anos e acabar com a aparência de rosto caído. Pelo menos é o que o método promete.

No vídeo de apresentação da yoga facial, a instrutora promete que os movimentos mexem com o rosto todo e antes de começar a sua demonstração dos exercícios ainda alerta: “Não é bonito”.

Ela começa mexendo a língua, ao mesmo tempo em que faz caretas. Depois, ela movimenta os olhos e levanta as sobrancelhas, o que automaticamente resulta em uma expressão engraçada.

Por mais que a treinadora mantenha uma cara séria, fica difícil não achar engraçado o próximo movimento apresentado, em que ela coloca a parte de dentro das bochechas entre os dentes e surge com uma expressão que lembra o “biquinho de peixe”.

No vídeo a seguir, você pode conferir esses e outros movimentos ensinados pela instrutora de yoga facial:

4. Yoga com cachorros

Algumas pessoas são tão apegadas aos seus animais de estimação que se pudessem os levariam para todos os lugares, inclusive na malhação.

Pois bem, para quem pratica a yoga isso já é possível. É que hoje em dia existe uma vertente da prática que inclui cãezinhos nas aulas, a yoga para cachorros, ou a doga (dog + yoga), em que os bichinhos acompanham os seus donos durante a sessão.

De acordo com Tiffany Cruikshank, uma professora de yoga de Nova Iorque, nos Estados Unidos, a inclusão dos animaizinhos nas aulas ajuda a torná-las mais divertidas e a melhorar o humor da classe.

Qual desses exercícios você experimentaria praticar? Conhece algum outro diferente e maluco que ajuda a quebrar a rotina? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*