Micro-ondas

5 Alimentos que Você Não Deveria Esquentar no Micro-ondas

Há cerca de 30 anos, as cozinhas do mundo todo receberam o hoje tão presente micro-ondas e rapidamente se tornaram dependentes disso para um aquecimento rápido das refeições. As gerações mais jovens nem sequer podem imaginar fazer pipoca sem ele, por exemplo.

No entanto, muitos de nós estamos usando o micro-ondas incorretamente para aquecer alguns alimentos. Claro, sabemos que nunca devemos colocar lá papel alumínio, metal ou plásticos, mas existem riscos igualmente perigosos em simplesmente esquentar certos alimentos.

Para começar, um micro-ondas não cozinha alimentos uniformemente, o que muitas vezes significa que qualquer bactéria presente nesses alimentos irá sobreviver. Depois, há o problema das explosões que contribuem diretamente para a produção de toxinas cancerígenas. Para minimizar os riscos do micro-ondas, não o utilize para cozinhar ou aquecer esses 5 alimentos:

Ovos cozidos

Quando um ovo cozido é colocado em um micro-ondas, a umidade interna cria um acúmulo de vapor extremo, como uma panela de pressão em miniatura, até o ponto em que o ovo pode explodir! O ovo não explodirá dentro do micro-ondas enquanto estiver sendo aquecido, mas depois, o que significa que o ovo quente escaldante pode entrar em erupção em sua mão, em seu prato ou mesmo em sua boca.

Para evitar transformar seu ovo em uma bomba de vapor, corte-o em pequenos pedaços antes de aquecer novamente, ou melhor ainda, evite simplesmente colocá-lo no micro-ondas.

Leite materno

Muitas mamães congelam e armazenam o leite materno para uso posterior, o que é ótimo, desde que não seja reaquecido no micro-ondas. Da mesma forma que os micro-ondas aquecem os pratos de comida de forma desigual, eles também podem aquecer uma garrafa de leite materno de forma desigual, criando “pontos quentes” que podem gravemente queimar a boca e a garganta do bebê.

Depois, há o risco cancerígeno que vem com o reaquecimento de plástico. A FDA recomenda que o leite materno seja descongelado e reaquecido em uma panela no fogão ou usando água quente. Como solução alternativa, você pode aquecer um copo de água no micro-ondas e, em seguida, colocar a garrafa de leite materno para descongelar.

Carne processada

As carnes processadas geralmente contêm produtos químicos e conservantes que prolongam suas vidas em prateleiras. Infelizmente, o micro-ondas pode ainda piorar essas substâncias para sua saúde.

Ao aquecer em micro-ondas as carnes processadas, podemos estar inconscientemente sendo expostos a mudanças químicas como a oxidação do colesterol no processo, de acordo com pesquisas no Journal of Agricultural and Food Chemistry.

Um estudo na revista Food Control sugere que o reaquecimento de carnes processadas com a radiação de micro-ondas contribui para a formação de produtos de oxidação do colesterol (COPs), que foram associados ao desenvolvimento de doença cardíaca coronária. Em comparação com outros métodos de preparação de alimentos reaquecidos, as refeições processadas em micro-ondas são muito mais propensas a introduzir COPs na sua dieta.

Arroz

Até o arroz, sério? Bem, de acordo com a Food Standards Agency, o arroz aquecido no micro-ondas pode às vezes levar a intoxicação alimentar.

O problema com o arroz envolve a presença comum de uma bactéria altamente resistente chamada Bacillus cereus. O calor mata essa bactéria, mas ela pode ter produzido esporos tóxicos, de acordo com descobertas do International Journal of Food Microbiology – e surpreendentemente resistentes ao calor.

Uma série de estudos confirmam que assim que o arroz sai do micro-ondas e é deixado fora à temperatura ambiente, qualquer esporo que ele contém pode se multiplicar e causar intoxicação alimentar se você comer (o ambiente úmido do arroz quente faz com que seja um terreno para reprodução ideal).

Como é explicado no site do governo norte-americano Food Safety: “B. cereus é um tipo de bactéria que produz toxinas. Estas toxinas podem causar dois tipos de doença: um tipo caracterizado por diarréia e outro, chamado de toxina emética, caracterizado por náuseas e vômitos. Fontes: uma variedade de alimentos, em particular o arroz.”

Frango

A coisa mais importante a entender sobre o micro-ondas, no final das contas, é que o seu calor nem sempre mata bactérias, porque o seu aquecimento ocorre a partir do lado de fora, em vez de dentro para fora.

Com isso, certos alimentos aquecidos propensos a bactérias terão maior risco de causar doenças quando essas células bacterianas sobreviverem. Tendo isso em mente, você pode ver por que o frango, que tem o risco de contaminação com salmonela, pode ser um alimento perigoso para o micro-ondas.

Antes de comer frango, você precisa cozinhá-lo completamente para eliminar todas as bactérias presentes. Como o micro-ondas não cozinha completamente ou uniformemente todas as partes da carne, é mais provável que deixe bactérias sobreviventes, como a salmonela.

Em um estudo, dos 30 participantes que aqueceram carne crua, todos os 10 que usaram um micro-ondas ficaram doentes, enquanto os 20 que usaram uma frigideira estavam bem. Isso mostra o quanto as bactérias podem sobreviver na carne quando colocadas no micro-ondas, em comparação com outros métodos de cozimento.

Você tem costume de aquecer algum destes alimentos no micro-ondas? Pretende parar com este hábito agora que sabe dos riscos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (11 votos, média: 4,09 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. Já tenho conhecimento de praticamente todos os malefícios provocados pelo uso do micro-ondas. Por isso mesmo, há mais de 3 anos não o utilizo para nenhuma atividade culinária. Até me desfiz do forno que possuía, e hoje não possuo nenhum aqui em casa.
    Se todos nós tivéssemos a noção que hoje tenho sobre esses aparelhos e isto fosse divulgado pela mídia, creio que esses equipamentos não mais seriam fabricados devido a sua baixa demanda.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*