Mãe e filha se exercitando

Por Que se Exercitar Com sua Mãe É Tão Importante e Quais Atividades Fazer

Você pode ser daquelas que nunca perde um treino com sua amiga companheira de academia, mas se você nunca pensou em usar o exercício como um momento de união com a sua família, você está perdendo essa chance.

Heidi Kristoffer – fundadora da aula de yoga baseada em cardio CrossFlowX e mãe de três crianças menores de três anos – conhece como ninguém o poder de usar o exercício como um momento de conexão.

“Um treino ou uma longa caminhada todos os dias sempre fez parte da nossa família”, diz ela. “Eu acho que manter a forma juntos é fantástico, porque abre o diálogo e permite conversar sobre experiências semelhantes”.

De qualquer maneira, bater aquele papo durante e depois da aula é metade do motivo pelo qual você treina com seus amigos (vamos ser honestos), então combinar as endorfinas pós-treino com um tempo de qualidade com a sua família é perfeito para se sentir mais próxima de sua mãe, ou ficar em forma com seus filhos, se você já for uma.

É por isso que neste Dia das Mães, Kristoffer vai fazer questão de passar o tempo se exercitando com a mãe – e ela quer que você siga isso como exemplo.

“[Minha mãe] dedicou sua vida a ser a mãe, a esposa e a avó mais carinhosa que se possa imaginar”, diz ela. “No Dia das Mães, normalmente tentamos reunir os irmãos e os filhos para um piquenique ou uma boa refeição, e geralmente todos saem para uma boa caminhada depois.”

Continue lendo para conferir três idéias para adicionar atividade aos seus momentos de mãe e filha, que também podem perfeitas para você curtir o Dia das Mães.

1. Yoga

Pode variar em intensidade de suave e restaurador para um estilo mais animado. Kristoffer sugere a yoga porque ela pode funcionar para diversos níveis de aptidão – dos jovens mais ativos a pessoas mais idosas.

“Yoga sempre é ótimo, e às vezes você pode ficar em posições que parecem ridículas, então é sempre divertido ter alguém que ria com e de você”, diz ela.

Kristoffer usa pessoalmente a yoga como uma atividade de conexão com suas filhas gêmeas de dois anos de idade, que tentam copiar suas poses em suas próprias mini-esteiras de yoga.

“Fazer com que elas subam em cima de mim em uma posição diferente pode até mesmo aumentar o desafio físico para mim, e aumenta também a diversão de nós todas no momento”, diz ela. “Elas podem ver o quanto eu amo isso e elas adoram também. É maravilhoso perceber que minhas filhas vêem a atividade física como uma experiência de tratamento e vínculo, e não como algo que elas acham que devem fazer”.

2. Caminhar

A forma de atividade favorita de Kristoffer é a mais simples: basta dar uma volta. “Longas caminhadas, em que você pode obter o melhor tempo de conversa entre mãe e filha”, diz ela. “Comece por aí!”

A família dele nunca perde uma caminhada pós-jantar – durante o verão ao longo da praia ou mesmo em dias mais frios de inverno. Caminhar e conversar pode sempre trazer algumas lembranças realmente especiais – e formar novas. “Minha mãe dá os melhores conselhos nesses momentos”, diz ela. “Eu nunca vou poder ouvi-la o suficiente.”

Então, por que não começar essa tradição com seus próprios filhos ou com a sua mãe? Mesmo que seja apenas passear pelo quarteirão, movimentar-se juntos (e se afastar da TV ou do computador) cria uma oportunidade de conversa que se transforma em grandes momentos de ligação.

3. Experimente algo novo

Tentar um novo exercício ou treino até mesmo em casa é sempre mais divertido com um amigo, mas uma das coisas mais importantes da sugestão de se exercitar com a mãe é respeitar os limites físicos e mentais de todos, diz Kristoffer.

“E, se você é a mãe, também entenda as limitações de seus filhos, a capacidade de atenção deles em qualquer idade e capacidades físicas”, diz ela. “Sempre defina as pessoas para o sucesso.” Basicamente, só porque é o seu exercício favorito não significa necessariamente que seja uma boa ideia levar a sua mãe ou a sua filha consigo.

Mas se sua mãe está triste por algo mais intenso, vá em frente. “Um bom suor compartilhado é sempre uma ótima experiência de união”, diz Kristoffer. “Melhor ainda se você conseguir olhar nos olhos uns dos outros e se animar!”

Você pretende chamar sua mãe para se exercitar juntas nesse dia das mães, ou ao menos mais dias durante a semana depois dessa matéria? O que achou da ideia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*