5 Fatos Surpreendentes Que Atrapalham Seu Emagrecimento

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Quando pensamos em emagrecer e no que é preciso fazer para perder peso, algumas atitudes óbvias vêm a cabeça: praticar mais exercícios físicos, cortar os alimentos calóricos, escolher opções mais saudáveis como frutas e verduras, diminuir as porções, comer de três em três horas, entre outros. Mas e se mesmo ao fazer todo isso o resultado não é o esperado?

Aí pode ser que alguns outros hábitos precisem mudar. É que além dessas ações que já estamos cansados de saber, existem razões mais subjetivas e surpreendentes que atrapalham uma pessoa a perder peso. Na lista a seguir, você confere cinco delas:

1. Pensar muito em comer alimentos saudáveis

221

Pode parecer estranho, mas o simples fato de pensar muito em comer alimentos apenas saudáveis nas refeições pode diminuir a sensação de saciedade e desacelerar o metabolismo. É o que diz uma pesquisa feita pela Universidade de Yale, nos Estados Unidos, que afirma que quando a pessoa povoa os seus pensamentos com as comidas saudáveis – porém não tão apetitosas assim – que precisa comer, o cérebro produz o hormônio grelina em maior quantidade, justamente o responsável por esses efeitos.

A saída para manter as taxas da grelina em equilíbrio é lembrar também dos alimentos gostosos que fazem parte da dieta, como aquele queijinho mais leve que acompanha a salada. Outra sugestão é compor o cardápio das refeições com opções que sejam saudáveis, nutritivas, mas que não deixem de ser saborosas como uma fruta ou uma sopa com os vegetais que mais te agradam.

2. Pagar as compras com cartão 

222

Mas, espera aí! O que o cartão de débito ou crédito pode ter a ver com a minha dieta? Aparentemente, mais do que a gente imagina. Um estudo publicado no Journal of Consumer Research (Jornal de Pesquisa do Consumidor, tradução livre) identificou que as pessoas que usam o cartão para pagar suas compras no supermercado tendem a comprar alimentos mais calóricos e menos saudáveis do que aquelas que pagam em dinheiro.

A justificativa dada por um dos responsáveis pelo estudo, o PhD e professor de marketing da Universidade de Binghamton, nos Estados Unidos, Kalpesh Desai, é que apesar de saberem o custo e o valor calórico das guloseimas, por não sentirem o peso no bolso imediatamente, essas pessoas acabam sendo mais impulsivas e compram as besteirinhas.

Se você parar e pensar, verá que isso realmente faz sentido. Sair com o dinheiro contado para comprar pão no supermercado, por exemplo, te impedirá de levar para casa aqueles docinhos que ficam pendurados próximo no caixa, já que você não terá como pagá-los.

3. Pensar muito no exercício que ainda vai fazer

223

De acordo com uma pesquisa feita na França, apenas pensar no exercício que ainda irá fazer durante o dia pode levar uma pessoa a comer 50% a mais do que o normal. É que ela imagina que o fato de que vai treinar mais tarde a dá licença para fazer lanchinhos a mais.

Para evitar que isso aconteça, a dica é estabelecer para si mesmo a regra de não ficar beliscando uma comidinha aqui e outra ali antes do treino e comer algo alimentos que ajudem o seu desempenho antes de ir malhar. Experimente batata doce com frango, maça com iogurte, etc.

4. Não fazer pausas no trabalho

224

Essa é principalmente para quem trabalha sentado em frente a um computador e praticamente não faz pausas durante o expediente. Pesquisadores da Universidade de Missouri-Columbia, nos Estados Unidos, descobriram que sentar por poucas horas faz com que o corpo deixe de produzir uma enzima chamada lipase, que age como inibidora de gordura.

Para reverter a situação, uma dica é levantar da cadeira e se esticar a cada hora, para melhorar o metabolismo em aproximadamente 13%, segundo o American Journal of Clinical Nutrition (Jornal Americano de Nutrição Clínica, tradução livre).

Outra tática é não deixar de se movimentar durante o dia de trabalho, seja batendo o pé ou se mexendo na cadeira, para aumentar a queima de calorias em 54%.

5. Dormir pouco

225

Não são poucos os fatores que mostram que dormir pouco não faz nada bem à dieta. Para o autor do livro The Sleep Doctor’s Diet Plan (algo como “Dieta do Sono”) e PhD Michael Breus, não dormir bem deixa o corpo faminto por carboidratos e desejando gordura. Já um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition (Jornal Americano de Nutrição Clínica, tradução livre), mostrou que mulheres que dormiram durante menos de quatro horas em uma noite consumiram 300 calorias e 21 g a mais de gordura no dia seguinte.

Uma tática para ter um sono adequado e saber quantas horas precisa dormir é ir para a cama sete horas e meia antes do horário em que você precisa estar de pé. Se você acordar antes, é sinal de que consegue dormir menos tempo que isso. Agora, se você for acordado pelo alarme e ainda apertar o botão “soneca”, isso significa que você pode precisar de oito ou até nove horas para descansar bem e recuperar as energias.

Você conseguiu identificar algum destes pontos no seu cotidiano, que pode estar realmente te atrapalhando a emagrecer, mesmo fazendo dieta? Qual seria ele? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

2 comentários em “5 Fatos Surpreendentes Que Atrapalham Seu Emagrecimento”

  1. como assim comer alface antes de ir malhar? Nosso corpo precisa de um carbo. ou seja, é necessário comer algo q de energia, senão ao invés de queimar gordura, vai queimar músculos.
    Olha melhor rever esses conceitos aí hei!!

    • A forma como foi colocado realmente ficou estranho. A ideia não é comer alface antes de malhar e sim uma refeição saudável com carboidratos e proteínas magras (ex: batata doce com frango). Obrigado pelo feedback,