5 Passos Psicológicos Para Emagrecer

Especialista:
atualizado em 23/12/2019

Emagrecer pode ser uma batalha psicológica. Aqui está como vencer a guerra. A obesidade é um problema crescente além de doenças crônicas como diabetes e doenças do coração. Saber o que fazer em relação a isso não é o problema, o problema é conseguir que as pessoas realmente façam o que é necessário para emagrecer. Para simplificar, nós lutamos para mudar nosso comportamento, mesmo quando lidamos com consequências extremas como a morte.

O segredo para mudar é conseguir que as pessoas controlem a voz negativa dentro de suas cabeças. Você sabe, aquela voz que diz que está tudo bem em comer salgadinhos ao invés de ir se exercitar. Uma vez que você controlá-la, você pode conseguir emagrecer e ser mais saudável.

Aqui vão 5 dicas para manter sua voz negativa sobre controle e conseguir perder peso.

1.Fique Emotivo

Emoções são o direcionador número 1 dos nossos comportamentos. Bons vendedores dizem, “a lógica faz as pessoas pensarem, a emoção faz elas comprarem.” Pergunte-se, você já comprou algo que não precisava de verdade ou que não era útil? Então, por que comprou? Devido à sensação emocional que aquilo provocou em você. Se você quer fazer qualquer mudança no seu estilo de vida, a chave é lidar com a razão emocional do porquê você quer mudar. Normalmente as pessoas entram em ação quando têm que se preparar para um casamento ou quando se tornam avós e descobrem que querem estar vivos por mais tempo para verem os netos crescerem.

2.Supere sua história

Pesquisas dizem que quando uma pessoa começa a fazer mudanças em seu estilo de vida, inventa uma história do motivo de não conseguir mudar completamente. Normalmente, as pessoas dizem que sua incapacidade de manter os novos hábitos não é culpa delas mesmas. Por exemplo, “vou voltar ao meu objetivo quando o trabalho der uma acalmada”. A chave é reconhecer quando a pequena voz começa a tecer uma história e confrontá-la.

3.Não pense muito

Pessoas que não alcançam seus objetivos tendem a pensar muito neles. Por exemplo, digamos que o objetivo é ir à academia, aqueles que não vão sentam em suas salas e debatem consigo mesmo repetidas vezes se devem ir ou não. E por fim, ficam sem tempo e não vão. Aqueles que conseguem seus objetivos não ficam analisando demais. Quando é a hora de emagrecer, eles apenas fazem sem ficar pensando sobre isso.

4. Controle seu mundo

É normal crianças manterem seus novos passatempos e esportes, pois muitos fatores em seu ambiente as tornam responsáveis, entre eles pais, treinadores, outros estudantes e professores. Garanta que seu mundo esteja organizado para tornar as mudanças para perder peso o mais fáceis possível. Incluindo fazer sua mala um dia antes dos treinamentos, a dizer aos amigos que os encontrará na academia. Faça uma avaliação do ambiente para descobrir se seu ambiente ajuda a manter suas mudanças ou acaba ficando sempre no caminho.

5. Cuidado com o que fala

Toda pessoa que tenta mudar vai falhar em algum ponto. A chave é como se explica essa falha. Pessoas que não se prendem à mudança explicam as falhas como permanentes e globais: “Eu sempre como demais e não tenho força de vontade”. Por outro lado, pessoas que conseguem mudar explicam as falhas como temporárias e específicas: “Foi só uma sobremesa, e tenho que me concentrar no meu plano durante a semana, amanhã eu volto ao normal”.

Você encontra muitos obstáculos psicológicos para conseguir emagrecer? Como você lida com eles? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 4,33 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário

7 comentários em “5 Passos Psicológicos Para Emagrecer”

  1. Eu também antes de ser mãe eu conseguia fazer dieta nua bom mas agora depois da minha segunda gravidez se tornou impossível emagrecer não sei mas o que fazer preciso de ajuda urgente …

  2. Como vai?
    Sou Antônia,
    gostaria de receber algo sobre emagrecimento saudável ou como eliminar gordura no fígado.
    Obrigada.
    contato: antoniacfd@bol.com.br

  3. Oi.
    Infelizmente estou com 94kg e tenho 1,70.
    Sou gorda mas o que mais me incomoda é saber que o meu marido tem nojo de mim.
    Não temos relações sexuais com frequência pois ele opta sempre por sexo oral do que me ver…
    As vezes fico deprimida, sofro mas sempre vou pra cozinha comer, isso me alivia…
    Gostaria de conseguir emagrecer, por mim primeiramente, sou uma mulher bonita mas a gordura e a tristeza que carrego com ela tem me desanimado dia após dia…

    Gostaria de ajuda, pois já percebi que não consigo sozinha….
    Já fui ao endocrinologista, nutricionista, psicóloga mas sempre para ligo no início…
    E a cobrança dele por emagrecimento me torna depressiva, sinceramente não sei o que fazer e os kg vem só aumentando…

  4. Tenho um bebê de 1 ano, antes de engravidar conseguia fazer dieta mas agora ñ consigo, estou precisando emagrecer mas sou viciada em carbonato adoro massa, ñ consigo ficar sem comer.Estou muito triste com essa situação, Confesso que pensei em procurar um psicanalista mas no momento estou sem grana.obgd

  5. Eu não sou de comer bobagem mas mesmo assim sou gorda peso 73 kg tenho 1,58 de altura, já comecei regimes várias vezes mas desisto é mas forte q eu principalmente o jantar me sinto um lixo. Fico firme e como certo o dia todo mas no jantar e uma luta comigo mesma como se estivesse em abstinência aí eu janto mas depois até choro de culpa e arrependimento de ter comido o que não devia.

  6. Acho que o maior problema é pensar muito e deixar de agir por conta disso. Bolar um plano para emagrecer e segui-lo parece uma idéia simples mas poucos conseguem.