8 Remédios para Aftas Mais Usados

Ter aftas na boca pode ser bastante incômodo. A grande maioria delas causa um pequeno desconforto e logo se cura sem precisar de tratamento, mas se elas causarem dor ou incomodarem muito, fica difícil não fazer nada a respeito. Além disso, algumas aftas podem ser sérias, necessitando de intervenção por meio de medicamentos.

Os remédios para aftas mais usados serão listados nesse artigo para que você saiba o que fazer na próxima vez que uma afta te afligir. Além dos medicamentos usuais, vamos mostrar também alguns remédios caseiros que podem ajudar a aliviar esse problema.

Aftas

As aftas são úlceras que surgem na boca. Tratam-se de pequenas lesões dolorosas que podem se desenvolver na região bucal. Uma afta não costuma significar nada sério, mas várias delas ou uma recorrência muito alta da condição pode representar um problema de saúde que precisa de tratamento.

Geralmente, a afta se cura sozinha, mas muitas vezes falta paciência para esperar a cicatrização natural que pode demorar. Em outros casos, a afta causa dor e desconforto para comer e para falar, por exemplo, e pode ser útil usar remédio para aftas a fim acelerar o processo de cura.

As aftas parecem ser mais recorrentes em mulheres do que em homens. Além disso, os jovens adultos desenvolvem mais esse tipo de ferida na boca do que as pessoas mais velhas. É estimado que 20% da população apresente aftas recorrentes e mais de 60% das pessoas desenvolvem algum tipo de úlcera bucal ao menos uma vez na vida.

O local mais comum de aparecer afta é o interior das bochechas. No entanto, também há muitos casos de afta na língua, afta na gengiva e afta na boca. Além disso, pode ocorrer mais de uma afta de uma só vez em várias regiões da boca.

Mesmo que uma afta apareça na boca, ela não é contagiosa como ocorre com a herpes labial, por exemplo. A herpes é uma infecção causada por vírus que causa sintomas como coceira, dor, ardência e sensação de formigamento. Uma afta não costuma causar todos esses sinais.

Principais causas de aftas

Não existe uma causa específica para que as aftas surjam, mas há situações que podem aumentar o risco de desenvolver uma. Geralmente, as aftas são causadas por irritações na mucosa desencadeada por fatores como:

  • Mordidas no interior da bochecha ou nos lábios;
  • Corte na língua, nos lábios ou no interior das bochechas;
  • Queimadura por ingerir algo quente demais;
  • Dentaduras mal ajustadas;
  • Uso de aparelho ortodôntico;
  • Intolerância ou alergia alimentar;
  • Consumo de alimentos ácidos como frutas cítricas e outros alimentos como café e chocolate;
  • Cansaço, estresse ou ansiedade;
  • Dano nas gengivas durante a escovação;
  • Deficiência nutricional em ferro, vitamina B12, zinco e folato;
  • Uso de certos medicamentos como alguns anti-inflamatórios não esteroides e betabloqueadores;
  • Alterações hormonais durante a gravidez, a menstruação ou a menopausa;
  • Uso de creme dental ou enxaguantes bucais contendo laurel sulfato de sódio;
  • Fatores genéticos;
  • Infecções virais, bacterianas ou fúngicas;
  • Resposta alérgica a bactérias presentes na boca;
  • Ser um ex-fumante.

Em casos mais graves, a presença de aftas na boca pode indicar problemas de saúde como:

  • Diabetes;
  • Doença celíaca;
  • Doença de Crohn;
  • AIDS ou outras doenças autoimunes;
  • Doença de Behçet;
  • Sistema imunológico enfraquecido;
  • Doença inflamatória intestinal.

Raramente, a presença de aftas recorrentes e acompanhadas de outros sintomas pode indicar a presença de um câncer bucal. Quando se trata de um câncer, as seguintes características são observadas:

  • Aftas não são dolorosas;
  • Feridas não desaparecem e muitas vezes se espalham;
  • Manchas vermelhas e brancas surgem na língua, na gengiva, na bochecha e na parte detrás da boca;
  • Aftas são ásperas e duras.

Além disso, o câncer de boca tem uma relação direta com o abuso de substâncias como o álcool e o tabaco. Assim, se esses sinais não forem observados, dificilmente trata-se de um câncer.

Tipos de aftas

O tipo mais comum de afta é aquele que aparece no interior da bochecha e some em até 1 semana sem a necessidade de tratamento. Os médicos costumam classificar as aftas em 3 tipos chamados de afta menor, afta maior e herpetiforme. Os sintomas podem variar de acordo com o tipo.

  • Afta menor: A afta menor é uma úlcera pequena dolorosa que adota formato oval ou arredondado e que tende a cicatrizar em 1 ou 2 semanas.
  • Afta maior: A afta maior é maior em tamanho e também pode ser elevada ou mais profunda em relação à superfície da pele. Além disso, suas bordas são irregulares e pode demorar até 6 semanas até a cicatrização total. Esse tipo de afta pode causar uma cicatriz a longo prazo.
  • Afta herpetiforme: A afta do tipo herpetiforme sé observada em grupos de 10 a 100 aftas que afetam principalmente os adultos. Ela se parece com feridas de herpes. Esse tipo de afta apresenta bordas irregulares e costuma cicatrizar de 1 a 2 semanas.

O médico sempre deve ser procurado em casos em que:

  • Aftas são muito grandes;
  • Novas aftas surgem antes que as antigas cicatrizem por completo;
  • Feridas são indolores;
  • Aftas se estendem do interior da boca até os lábios;
  • É difícil comer e beber;
  • Há febre alta ou diarreia quando as aftas surgem;
  • Dor não passa com o uso de medicamentos analgésicos de livre prescrição;
  • Feridas persistem por mais de 3 semanas.

O diagnóstico é feito rapidamente por um médico por meio da análise de sintomas e da visualização das aftas.

Remédios para aftas mais usados

A maioria das aftas melhora sozinha e não é preciso usar nenhum remédio para afta, mas em alguns casos é importante e necessário recorrer ao uso de medicamentos, já que as aftas podem ser extremamente dolorosas e prejudicar a ingestão de alimentos.

Alguns remédios para aftas mais usados são os seguintes:

1. Analgésicos

Os analgésicos de uso oral podem ser usados em casos de dores intensas nas aftas. Os mais comuns são o paracetamol e o ibuprofeno, que também tem ação anti-inflamatória.

Existem também analgésicos na forma de gel, enxaguante bucal ou spray.

2. Corticosteroides

Pode ser um enxaguante bucal específico contendo esteroides em sua composição ou um esteroide de uso oral para reduzir a dor e o inchaço na região das aftas.

Esses remédios para aftas também ajudam no combate à inflamação e estimulam a reparação tecidual no local da afta. Exemplos incluem o clobetasol, a triancinolona e a fluocinonida.

3. Suplementos nutricionais

Quando a afta é causada por causa de alguma deficiência nutricional, o tratamento mais óbvio e eficaz é usar suplementos e melhorar a alimentação diária para acabar com essa falta de vitaminas e minerais.

Geralmente, suplementos como ácido fólico, zinco, vitamina B6 e vitamina B12 são os que mais ajudam no tratamento da afta.

4. Cicatrizantes

Um cicatrizante usado para tratar a afta é o policresuleno. Ele é usado em dermatologia para tratar diversas lesões na pele e nas membranas mucosas. Nas aftas, o medicamento pode ser aplicado com o auxílio de um cotonete diretamente sobre a lesão.

É importante usar a dose correta indicada na bula do remédio ou seguir a orientação de um médico.

5. Antissépticos ou antibióticos

O uso de antissépticos elimina ou reduz a proliferação de micro-organismos presentes na região que podem ser os responsáveis pelas aftas. Quando é detectada a presença de bactérias na boca, pode ser que um antibiótico seja prescrito.

O enxágue com enxaguantes antimicrobianos também ajuda a eliminar micro-organismos prejudiciais à saúde bucal.

6. Anti-inflamatórios

Anti-inflamatórios podem ajudar a reduzir a inflamação na boca devido à afta. Isso acelera o processo de cura.

O amlexanox é o anti-inflamatório mais usado para tratar aftas recorrentes e outras condições inflamatórias. Ele é uma pasta que deve ser aplicada topicamente sobre as aftas para aliviar a inflamação.

7. Hidróxido de magnésio

Conhecido também como leite de magnésia, o hidróxido de magnésio pode ser usado para tratar lesões de forma tópica. Ele atua como uma proteção para a afta, o que acelera a cicatrização e evita que a ingestão de alimentos ácidos ou irritantes prejudique ainda mais a lesão.

8. Anestésicos

Quando as aftas doem e ardem muito, algumas pessoas aplicam medicamentos anestésicos contendo benzocaína como princípio ativo, como o Orajel, o Amidalin e o Anbesol, por exemplo. Esses remédios para aftas bloqueiam a dor de forma local e precisam ser aplicados diretamente na ferida.

O Bismu-jet também é muito utilizado, mas contém outro principio ativo que é a procaína, outro anestésico local que traz bons resultados no tratamento da afta.

Algumas opções de remédio caseiro para afta

1. Bicarbonato de sódio

Enxaguar a boca com uma solução de bicarbonato de sódio em água pode ajudar a melhorar a afta. Outra possibilidade é fazer uma pasta com bicarbonato e um pouquinho de água para aplicar diretamente sobre as aftas.

2. Gelo

Aplicar compressas de gelo ou o próprio cubo de gelo sobre a afta ajuda a diminuir a dor e o inchaço local.

3. Ervas naturais

Algumas pessoas relatam que ervas como a camomila, a mirra, a raiz de alcaçuz e a equinácea apresentam propriedades medicinais que ajudam a tratar as aftas. É possível usar essas ervas na forma de chás ou colocando sachês de chá úmidos diretamente sobre a afta.

Outras dicas para se livrar das aftas

Uma vez que se tem uma afta, é bem provável que novas aftas apareçam ao longo da vida, já que não se sabe exatamente a causa e, portanto, não há uma cura para a condição. As aftas podem ser amenizadas ou prevenidas com as dicas abaixo:

  1. Evitar ingerir alimentos ácidos que podem irritar a afta e retardar a cicatrização;
  2. Usar uma escova de dentes de cerdas macias;
  3. Ir ao dentista regularmente e manter uma boa higiene bucal, evitando a proliferação de micro-organismos indesejados que podem causar afta;
  4. Evitar consumir bebidas quentes;
  5. Beber bastante água e líquidos para evitar que a boca fique seca;
  6. Ter uma dieta equilibrada e saudável;
  7. Não utilizar creme dental contendo o composto lauril sulfato de sódio;
  8. Ingerir bebidas que possam irritar as aftas usando um canudo ou evitar o consumo;
  9. Não mascar chicletes;
  10. Dormir bem e evitar situações estressantes;
  11. Evitar consumir alimentos muito salgados, ásperos ou crocantes;
  12. Melhorar a dieta em geral consumindo alimentos mais nutritivos e saudáveis;
  13. Verificar através de exames de rotina a existência de alguma deficiência nutricional para corrigir o mais rápido possível.

Em geral, as aftas somem entre 1 a 2 semanas. Sempre que a afta persistir por mais de 3 semanas, for recorrente ou ficar muito vermelha e dolorida, é indispensável procurar um dentista para avaliar a situação e, se necessário, visitar outro médico para tratar o problema.

Referências Adicionais:       

Você já utilizou algum destes remédios para aftas que listamos acima? Sofre recorrentemente com esse problema na boca? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário