Especialista da Área:

9 Alimentos Ruins para Próstata

Veja uma lista de alimentos ruins para próstata que devem ser evitados em sua dieta por aumentarem o risco de desenvolver câncer de próstata.

Você com certeza já deve ter escutado que o que você tem grande influência em sua saúde, e isso não é diferente no caso da próstata, já que os alimentos presentes em sua dieta têm o poder de reduzir ou aumentar o risco de câncer de próstata.

A Universidade da Califórnia no Centro Médico de São Francisco sugere que você pode prevenir o câncer de próstata ou retardar a sua progressão mantendo uma dieta:

  • Rica em legumes, frutas e verduras;
  • Rica em fibras;
  • Com baixo teor de gordura saturada e açúcares simples.

Além de incluir certos alimentos bons para próstata em sua dieta, existem alguns que você deve evitar para manter a sua próstata saudável. Conheça gora quais são os 9 alimentos ruins para próstata e trate de evitá-los sempre que possível.

1. Frango

Frango assado, frito ou curado estão no topo da lista de alimentos ruins para próstata.

Em um estudo realizado com 1.294 homens com câncer de próstata, o maior consumo de aves com pele foi associado a um aumento do risco de progressão da doença.

Uma explicação é que as aves com pele têm altos níveis de aminas heterocíclicas, mutagênicos encontrados em concentração muito maiores em aves de criação bem-sucedidas do que em outras carnes. Demonstrou-se que as aminas heterocíclicas induzem o câncer da próstata em ratos ao se ligarem danificando o DNA no tecido da próstata humana.

Dica: Se você não puder desistir completamente do frango, limite a ingestão semanal deste alimento e só compre frango orgânico criado sem hormônios ou antibióticos, e evite comer com a pele. Entenda melhor como a pele de frango faz mal.

2. Gorduras saturadas

Muitos alimentos são fontes de gorduras saturadas e por isso se tornam alimentos ruins para próstata, como frituras, carnes, laticínios e alimentos processados. Estes podem prejudicar tanto a sua próstata, como a saúde cardíaca e geral.

Um grande estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition descobriu que os homens que consumiram a maior porcentagem de calorias provenientes de gordura saturada apresentaram uma concentração 60% menor de espermatozoides e contagem total de espermatozoides.

Outro estudo descobriu que comer alimentos fritos, como donuts, batatas fritas, salgadinhos, frituras em geral entre outras, fornece ao corpo uma grande dose de agentes carcinogênicos, como aldeídos, acrilamida e aminas heterocíclicas, aumentando o risco de câncer de próstata.

Em um estudo publicado em setembro de 2016, uma equipe dos EUA relatou que o alto consumo de gordura saturada estava associado ao aumento da agressividade do câncer de próstata.

  Continua Depois da Publicidade  

Dica: alimentos fritos e gordurosos são muito fáceis de reconhecer, e você deve limitá-los em sua dieta ou até mesmo eliminá-los e fazer escolhas alimentares mais sensatas.

3. Açúcar

Você provavelmente já ouviu falar que o açúcar não é um alimento muito saudável e que ele aumenta as chances de desenvolver câncer. Portanto, se quiser prevenir o câncer, seja ele de próstata ou não, deve reduzir a ingestão deste alimento.

A Academia de Nutrição e Dietética dos Estados Unidos declarou que muitas pesquisas mostram que é a relação do açúcar com níveis mais altos de insulina e fatores de crescimento de células cancerígenas o que aumenta o risco de outras doenças crônicas.

Como muitas células cancerígenas são densamente povoadas com receptores de insulina, elas tendem a ser mais responsivas ao açúcar e a capacidade da insulina de promover o crescimento em comparação com as células saudáveis normais.

O açúcar também está associado ao sobrepeso e à obesidade, o que por sua vez são fatores de risco para o câncer de próstata, doenças cardíacas, disfunção erétil, diabetes, entre outras doenças.

O consumo de açúcar na forma de carboidratos altamente refinados e açúcar em si aumenta os níveis de citocinas, substâncias químicas que resultam em inflamação, uma grande vilã e culpada por causar diabetes, artrite, doenças cardíacas, prostatite e outras condições crônicas.

Dica: Verifique todos os rótulos dos seus alimentos quanto ao teor de açúcar e informe-se sobre os alimentos que apresentam altos níveis de açúcar. Experimente usar adoçantes naturais como por exemplo o estévia em vez do açúcar.

4. Carnes vermelhas e processadas

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou em outubro de 2015 que as carnes processadas, como presunto, linguiça e salsicha, foram categorizadas como carcinogênicas do Grupo 1, o que significa que há evidências suficientes de que podem causar câncer em humanos, incluindo o câncer de próstata.

Já a carne vermelha recebeu uma classificação do Grupo 2A, o que significa que carne bovina, suína, ovina, cavalo, carneiro, vitela e cabra são provavelmente carcinogênicas para humanos. Estas conclusões foram feitas após uma extensa revisão de mais de 800 estudos realizados por uma equipe internacional de 22 cientistas de dez países diferentes.

Outros relatórios subsequentes, incluindo um publicado no Asian Pacific Journal of Cancer Prevention e outro na Cancer Prevention Research (Filadélfia), apontaram para o risco aumentado de câncer de próstata associado ao consumo de carne geral, assim como carne vermelha e carne processada ou risco de recorrência em homens já diagnosticados com a doença.

O consumo de carne pode contribuir para o risco e a progressão do câncer de várias maneiras, incluindo a introdução de excesso de hormônios que podem desencadear um desequilíbrio e a presença de fator de crescimento semelhante à insulina (IGF-1), que pode causar a disseminação de células cancerígenas.

Dica: Assim como o frango, se você não consegue deixar de comer esses alimentos ruins para próstata, limite a quantidade de porções por semana e só compre carne orgânica, sem hormônios ou antibióticos.

  Continua Depois da Publicidade  

5. Soja

Alimentos à base de soja e grãos de soja são uma preocupação para próstata porque a maioria da soja é geneticamente modificada (OGM) e as implicações para a saúde a longo prazo relacionadas ao consumo de alimentos transgênicos são desconhecidas.

Outro motivo é porque os produtos de soja não fermentados, como por exemplo as barras de proteína à base de soja, a proteína isolada de soja, os hambúrgueres e queijos de soja, que podem promover o estrogênio em homens e resultar em um desequilíbrio na proporção de testosterona em estradiol.

A soja contém isoflavonas, como por exemplo daidzeína e genisteína, que têm atividade moderada semelhante ao estrogênio e, portanto, podem romper os níveis hormonais e sua função e apoiar cânceres dirigidos por hormônios, como é o caso do câncer de próstata.

Um estudo publicado no Clinical and Experimental Metastasis analisou o efeito das isoflavonas da soja em camundongos. Embora as descobertas fossem contraditórias – havia prós e contras associados às isoflavonas – a única coisa que permaneceu verdadeira foi que as isoflavonas de soja prejudicam o efeito hormonal. Os autores concluíram que “o consumo de alimentos de soja pode aumentar a metástase do câncer”.

Um tipo de soja é saudável, no entanto, em quantidades limitadas: a soja fermentada não transgênica e alimentos de soja como tempeh, miso e natto. O processo de fermentação é responsável por “transformar” um alimento não saudável em um alimento benéfico.

Dica: Evite consumir todos os produtos de soja e edamame (o grão de soja ainda verde). Leia os rótulos dos alimentos principalmente de barras de proteína e procure por “isolado de proteína de soja” ou “proteína de soja hidrolisada”.

6. Cálcio e laticínios

Uma conexão entre o câncer de próstata e o consumo de cálcio e laticínios (tanto dietético quanto em forma suplementar no caso do cálcio) foi demonstrada em numerosos estudos.

Em uma grande pesquisa que envolveu 142.251 homens, foi verificado que o cálcio presente em alimentos lácteos (mas não em outros alimentos) e uma alta ingestão de proteína láctea estavam associados a um aumento do risco de câncer de próstata.

Em uma revisão realizada em setembro de 2016 que explorou o impacto dos hormônios presentes em alimentos lácteos, os autores apontaram a relação entre o fator 1 de crescimento semelhante à insulina e “especialmente estrogênios em laticínios”, incluindo o leite, e seu papel no início do câncer de próstata de acordo com os pesquisadores que advertem que os “hormônios esteroides são compostos muito potentes em alimentos lácteos”, que têm “efeitos biológicos profundos em animais e humanos”.

Dica: Tente mudar para bebidas não lácteas como leite de arroz ou leite de amêndoa. Evite suplementos de cálcio e obtenha cálcio diretamente de alimentos ricos neste mineral que não sejam lácteos.

7. Comida enlatada

Antes de abrir latas de molho de tomate, sopas, feijão, ervilha, milho ou qualquer outro alimento enlatado, pense nisso: a menos que rotulado de outra forma, essas latas provavelmente têm um revestimento que abriga uma substância química chamada bisfenol A (BPA), que pode penetrar em sua comida.

O BPA tem sido associado ao desenvolvimento de câncer de próstata, infertilidade masculina, anormalidades reprodutivas e puberdade precoce.

Por exemplo, um relatório publicado em 2016 na Reproductive Toxicology observou que “exposições ao BPA na fase inicial da vida levam a uma maior suscetibilidade do câncer de mama e próstata” e que “BPA pode ser razoavelmente considerado como um cancerígeno humano na próstata e na mama devidos às suas propriedades promotoras de tumor”.

Um outro estudo recente publicado na Toxicology and Industrial Health observou que, em modelos animais, a exposição ao BPA estava associada a danos no esperma e na morte das células testiculares, e é por isso que estes alimentos enlatados são considerados alimentos ruins para próstata.

Dica: Compre apenas latas ou recipientes que não contenham BPA, especialmente se os alimentos estiverem sujeitos a armazenamento a longo prazo.

8. Bebidas alcoólicas

Grandes quantidades de bebidas alcoólicas podem aumentar o seu risco de desenvolver câncer de próstata. Pesquisadores usaram dados de mais de 10.000 homens que participaram do Estudo de Prevenção do Câncer de Próstata e descobriram que os que consumiam grandes quantidades de bebidas alcoólicas tinham duas vezes mais chances de serem diagnosticados com câncer de próstata avançado do que os que bebiam moderadamente.

São considerados homens que bebem uma grande quantidade de bebidas alcoólicas aqueles que consomem mais de três doses por dia ou mais de 20 doses por semana.

Para os homens, a recomendação de bebidas por dia não é mais do que duas.

Dica: Evite consumir mais do que o recomendado e opte por bebidas não alcoólicas. Você pode provar uma versão sem álcool do seu coquetel favorito: por exemplo, se gosta de mojitos, substitua o rum por água, água com gás ou refrigerante de limão, e se estiver em um restaurante ou bar, peça ao garçom que coloque a sua bebida no mesmo copo que usariam para a versão alcoólica.

9. Ovos

Os ovos inteiros são uma fonte muito rica de colina, um nutriente que tem sido associado a um maior risco de câncer de próstata. Enquanto os ovos frescos cozidos contêm quase 300 mg por ovo, os ovos desidratados fornecem mais de quatro vezes essa quantidade.

Pesquisadores sugerem que esse risco maior de câncer de próstata está associado ao alto nível de colina. As concentrações de colina são maiores nas células prostáticas malignas do que nas células saudáveis.

Um estudo realizado pela Harvard School of Public Health observou que entre os 47.896 homens que participaram deste estudo, a ingestão de colina foi associada a um aumento do risco de câncer de próstata mortal.

Dica: Tente pelo menos limitar a quantidade da ingestão de ovos.

Dicas para a saúde da próstata

Além de evitar esses alimentos ruins para próstata, existem várias mudanças que você pode fazer em seu estilo de vida que podem ajudar a manter a próstata saudável. São elas:

  • Fique longe dos suplementos. Não existem estudos que provem que os suplementos podem ajudar a diminuir o risco de câncer. Se você quiser tomar suplementos, converse primeiro com o seu médico.
  • Mantenha o seu corpo com um peso saudável. O seu médico pode até encaminhá-lo para um nutricionista caso precise de uma ajuda para criar um plano de emagrecimento.
  • Encha o seu prato com frutas e vegetais e escolha grãos integrais ou legumes para completá-lo.
  • Faça exercícios físicos na maioria dos dias da semana, pois isso não será bom apenas para a sua saúde em geral como também irá melhorar o seu humor. Se você não gosta de praticar esportes, faça uma rápida caminhada pelo seu bairro.

Marque uma consulta com o seu médico para discutir seus riscos de câncer e fazer um exame de próstata. As recomendações em relação a quando deve fazer os exames variam, mas geralmente é uma boa ideia se tiver mais de 45 anos ou se tem um risco elevado de desenvolver câncer.

Vídeos:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já imaginava quais eram os alimentos ruins para próstata? Pretende evitá-los na sua dieta agora? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 4,33 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo muito solicitada para palestras, consultoria a empresas e atendimento personalizado para atletas, pessoas com condições especiais de saúde e pessoas que desejam melhorar a forma física de forma saudável. É a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España). É também membro da International Society of Sports Nutrition. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma. Dra. Patricia Leite é uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário