Bolinhas na Lingua – Causas e O Que Fazer

Especialista:
atualizado em 19/05/2020

Existem diferentes causas para o surgimento de bolinhas na língua. Veja quais são e o que fazer quando elas aparecem.

Assim como os seus dentes, cabelos, unhas e pele, a sua língua diz muito sobre sua saúde.

Ela mostra se você precisa de hidratação, se está sentindo falta das principais vitaminas ou se tem alguma doença.

É importante observar as bolinhas na língua, pois embora elas possam aparecer sem que você tenha nenhum problema de saúde, também podem mostrar o contrário.

Desde sentir um formigamento na língua, aftas, bolinhas na língua ou outras condições, há várias doenças que podem ser percebidas através da sua língua. 

O surgimento de bolinhas na língua são comuns e existem muitas causas possíveis, incluindo lesões, alergias e infecções. Embora possam parecer estranhas e causar preocupação, geralmente são inofensivas.

Quando elas surgem, algumas pessoas se preocupam, pois, acreditam que podem estar com câncer, porém, os cânceres orais são relativamente raros. 

Segundo a American Cancer Society (Sociedade Americana do Câncer), cerca de 50.000 pessoas nos Estados Unidos foram diagnosticadas com esse tipo de câncer em 2018.

O câncer de língua é ainda menos comum, mas no caso de qualquer preocupação você deve falar com um médico especializado em saúde bucal.

Causas

Saber o que pode ser as bolinhas na língua não é algo muito fácil, isso porque tem várias causas possíveis e raramente elas são informação suficiente para fundamentar um diagnóstico.

Algumas das causas mais comuns de inchaços na língua são:

Papilite lingual Transitória

Uma das coisas que pode ser essa condição popularmente conhecida como “bolinhas na língua” é a chamada de papilite lingual transitória.

Antigamente, algumas pessoas acreditavam que elas apareciam na língua de uma pessoa quando ela mentia.

A papilite lingual transitória é uma condição de curto prazo que afeta a língua.

Um estudo realizado em 2017, observou que, embora esse tipo de inchaço na língua possa ser doloroso, é comum e passa rapidamente. Geralmente, eles desaparecem sem tratamento após 2 ou 3 dias.

A papilite lingual transitória é uma condição inflamatória dolorosa comum que afeta uma ou várias papilas fungiformes na língua.

Essa condição também pode estar relacionada ou ser o mesmo que papilite lingual eruptiva (familiar) e glossite migratória benigna, também conhecida como língua geográfica.

Quando uma pessoa tem essas bolinhas na língua, pequenos inchaços vermelhos ou brancos aparecem em sua língua, que podem causar dor e desconforto.

Candidíase Oral

A candidíase oral é uma infecção causada por fungos presentes na boca.

A levedura é um tipo de fungo que geralmente cresce em locais úmidos e escuros.

Os bebês, especialmente os recém-nascidos, geralmente desenvolvem candidíase oral.

Outros fatores de risco para o desenvolvimento de candidíase oral são:

  • Corticosteróides, incluindo inaladores para asma;
  • Condições que enfraquecem o sistema imunológico, como HIV, doenças auto-imunes, transplante de órgãos e câncer;
  • Diabetes;
  • Medicamentos ou condições que causam boca seca.

A maioria das pessoas com candidíase oral costuma notar manchas brancas e ásperas nos lábios ou na língua e, muitas vezes, há também vermelhidão e uma boca dolorida.

Algumas pessoas descrevem uma sensação de como se tivesse algodão na boca ou uma sensação de secura, enquanto outras experimentam rachaduras nos lábios ou dor ao comer.

Aftas

As aftas estão entre as causas mais comuns de feridas na boca. Elas costumam crescer na parte interna dos lábios, mas também podem aparecer na língua.

As feridas tendem a ter uma aparência vermelha, branca ou amarela e podem ser muito dolorosas.

Algumas pessoas percebem que certos alimentos parecem desencadear as aftas, no entanto, a causa das aftas ainda é pouco conhecida.

A maioria das aftas desaparece por conta própria, mas algumas podem se tornar muito dolorosas e exigir uma visita ao médico.

Câncer

Embora raro, um inchaço na língua pode ser o sinal de um câncer.

É mais provável que um inchaço na língua seja cancerígeno se crescer no lado da língua, principalmente se for duro e indolor.

É recomendado consultar um médico sobre qualquer bolinha ou caroço que dure mais de uma ou duas semanas.

Herpes oral

O herpes é uma infecção viral comum que afeta cerca de 95% da população brasileira e, segundo a Organização Mundial da Saúde, 67% da população mundial, o que representa 3,7 bilhões de pessoas com menos de 50 anos, estão infectados com Herpes Simples.

Algumas pessoas com herpes oral nunca apresentam sintomas. No entanto, a maioria das pessoas desenvolve bolhas doloridas ao redor do nariz ou da boca, de tempos em tempos.

Algumas pessoas também desenvolvem bolhas nas línguas ou gengivas, que podem ser muito dolorosas e podem durar uma semana ou mais.

O herpes oral é contagioso e pode se espalhar pela saliva, pelo contato direto com a área infectada ou contato com o revestimento da boca e língua.

O herpes também pode ocorrer mesmo quando nenhum outro sintoma está presente.

Lesões na língua

Uma lesão na língua pode fazer com que ela pareça ou fique irregular e, assim como em outras áreas do corpo, a língua pode inchar em resposta a uma lesão e assim surgir as bolinhas.

As pessoas que mordem acidentalmente a língua às vezes notam um inchaço que pode durar alguns dias após a lesão.

Queimaduras causadas por líquidos ou alimentos quentes são outra causa comum das bolinhas na língua.

Infecções

Uma infecção na boca ou na língua também é uma das respostas do que pode ser as bolinhas na língua com dor no local da infecção.

Se a língua inchar após ser mordida, ou como resultado de uma lesão significativa, é importante consultar um médico.

Até uma boca saudável está cheia de bactérias e qualquer lesão pode facilitar a entrada de bactérias nos tecidos da língua.

Se o inchaço for muito doloroso, ou apresentar febre, é essencial consultar um médico dentro de 24 horas, pois isso pode ser um sinal de uma infecção grave.

Irritação

Certos alimentos, como doces azedos ou alimentos muito ácidos, podem irritar a língua, os lábios e gengivas podendo resultar em pontos mais rígidos ou irregulares que duram alguns dias.

Se a área estiver dolorida e em carne viva, pode ser que mudanças recentes na dieta sejam os responsáveis.

Tuberculose

A tuberculose é uma doença infecciosa que geralmente afeta os pulmões.

Algumas pessoas com tuberculose desenvolvem lesões e feridas no corpo que podem estar em qualquer lugar, inclusive na língua.

As lesões na língua devido à tuberculose são extremamente raras, mas podem ser o primeiro sintoma do distúrbio em uma pessoa recém-infectada.

Alergias

Intolerâncias alimentares e reações alérgicas podem causar inchaços na língua ou inchar.

O inchaço repentino e imediato de toda a língua pode ser um sinal de uma reação perigosa conhecida como anafilaxia.

Uma pessoa deve procurar assistência médica imediata se notar:

  • O desenvolvendo de uma erupção súbita ou urticária;
  • Inchaço dos lábios, língua ou boca;
  • Sibilos ou outras dificuldades respiratórias.

Sífilis

A sífilis é uma infecção bacteriana tratável, mas potencialmente fatal.

As pessoas podem contrair esta infecção através do contato direto com feridas de sífilis durante o sexo vaginal, anal ou oral.

Algumas pessoas com sífilis ocasionalmente desenvolvem feridas na língua como um sintoma precoce da doença. Isso é mais comum se a língua é o local da infecção, como é o caso quando a sífilis se espalha.

O que fazer

As bolinhas na língua não são perigosas por si só, mas podem surgir por causa de outro problema de saúde.

Embora a causa não seja totalmente clara, o Dr. Abramowitz da ENT & Allergy Associates em Nova York diz que a suposição é que a inflamação seja a principal culpada.

Isso pode ocorrer devido a infecções virais, refluxo ácido, estresse, alimentos com alta acidez, alergias alimentares ou trauma na língua.

Tratar esses inchaços significa encontrar a causa raiz.

O Dr. Amit Kochhar, professor assistente clínico de otorrinolaringologia e cirurgia de cabeça e pescoço na Keck School of Medicine da USC, recomenda evitar alimentos picantes, enxaguar com água salgada, escovar os dentes após cada refeição e usar enxaguantee bucal para reduzir as bactérias da boca.

“A maioria dos casos de bolinhas na língua deve durar de dois a três dias”, diz o Dr. Kochhar. A língua é apenas uma das 10 maneiras pelas quais você pode notar, através do seu rosto, que está com alguma doença.

Se as bolinhas não desaparecerem em alguns dias, procure o seu médico para que ele possa fazer um diagnóstico e saber ao certo o que fazer em seu caso específico.

Fontes e Referências adicionais:

Você já teve bolinhas na língua? Sabia o que era? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário