Alergia a Poeira – Sintomas, O Que Fazer e Como Tratar

Especialista:
atualizado em 12/12/2017

Os índices de doenças alérgicas vêm aumentando de forma considerável no mundo, assim como a gravidade destas doenças, tanto em crianças como em adultos. Existem muitos tipos de alergia, como as alergias alimentares, algumas formas de asma, a rinite, a urticária, as alergias a medicamentos e a insetos, assim como a alergia a poeira, que é bastante comum.

Acredita-se que este aumento esteja relacionado às mudanças ambientais, às alterações na dieta, ao estilo de vida ruim e também às muitas mudanças comportamentais que vêm ocorrendo nas últimas décadas.

Entenda abaixo o que é a alergia a poeira, saiba o que fazer e como tratar este problema, saiba se esta alergia tem cura e conheça um pouco melhor os sintomas deste tipo de alergia.

O que é a alergia a poeira?

As alergias são uma resposta do sistema imunológico a alguma alteração no organismo, podendo ocorrer devido à presença de inúmeras substâncias, entre elas os fungos, o pólen, a poeira, pelos de animais, medicamentos, produtos de limpeza, picadas de insetos, ingestão de alimentos, cheiros, entre outros.

A alergia a poeira é um tipo de alergia respiratória da quak os ácaros são os principais agentes causadores. A asma, a rinite e a sinusite são algumas das alergias respiratórias mais comuns e mais frequentes, juntamente com as alergias dermatológicas, que combinadas correspondem a 80% das reações alérgicas.

Os ácaros são organismos bem pequenos e visíveis somente através de um microscópio, mas que podem gerar muitos transtornos à saúde. Estão presentes em praticamente todos os ambientes, presentes na poeira domiciliar e vivem muito bem nos ambientes caseiros, multiplicando-se com bastante facilidade.

As pessoas com algum tipo de complicação na saúde ou que já tenham alguma alergia respiratória são mais suscetíveis à ação dos ácaros. Estudos recentes mostram que 45% dos jovens nos Estados Unidos com asma são alérgicos aos ácaros presentes na poeira domiciliar. Estas pessoas reagem às proteínas que estão presentes no corpo e nas fezes dos ácaros que podem estar presentes em grandes quantidades nos carpetes, colchões e nos travesseiros. Assim, quando as pessoas alérgicas aos ácaros inalam estas partículas, ocorrem as crises alérgicas.

Em um grama de poeira, existem de 100 a 500 ácaros que produzem de 10 a 20 partículas por dia cada um, e que são capazes de viver por 30 dias. Apesar das alergias que podem acontecer em função da presença dos ácaros, estes não espalham doenças e geralmente não vivem nas pessoas, sendo danosos somente para quem é suscetível a eles.

Quais os sintomas da alergia a poeira?

As alergias em geral apresentam muitos sintomas parecidos e são fáceis de serem identificadas. Apesar de serem evidentes os sintomas, é sempre importante que se procure a orientação de um médico para a realização do adequado diagnóstico e avaliação dos problemas e das causas envolvidas, excluindo-se outras possibilidades que sejam mais preocupantes, como os casos em que existem danos ao sistema imunológico.

Entre os muitos sintomas da alergia a poeira, estão a presença de tosse, olhos lacrimejando e coçando, coceira e eczemas na pele, dificuldades para respirar, coriza líquida, chiados no peito, espirros repetidos e frequentes, olhos avermelhados e irritados, alterações no paladar e no olfato, congestão nasal, entre muitos outros.

O diagnóstico é realizado por meio de histórico clínico e também através do exame físico do paciente. Em geral, os principais exames utilizados para avaliação das alergias são os testes cutâneos de leitura imediata e de contato, os exames laboratoriais (entre eles a dosagem de IgE total e IgE específica), os testes de provocação, as dietas de eliminação, além dos diagnósticos por imagem como a radiografia e a tomografia.

Existem muitos gatilhos que podem desencadear os sintomas da alergia a poeira além dos ácaros. As baratas, por exemplo, podem carregar diversos tipos de partículas que estão presentes na poeira e podem causar alergias. O mofo também é outro fator causador de alergias, pois os fungos presentes no mofo liberam esporos que ficam no ar e que podem gerar muitos sintomas de alergia. Eles crescem em locais com bastante umidade, como no fundo de armários, nos banheiros, nas cozinhas, entre outros lugares.

O que fazer e como tratar a alergia a poeira?

No Brasil, a população de ácaros aumenta nos períodos em que o clima está mais quente e mais chuvoso, permanecendo mais alta durante 3 a 4 meses. Nesta época do ano, os quadros de alergia a poeira são maiores e mais frequentes.

Infelizmente, este tipo de alergia não tem cura, mas existem muitos tratamentos e muitas formas de auxiliar o controle das crises, proporcionando uma qualidade de vida melhor para os pacientes.

A melhor forma de controlar o problema de alergia é através do controle ambiental, estimulando a redução da quantidade de ácaros nos ambientes da casa. Alguns procedimentos podem ajudar a diminuir a população e a exposição do paciente alérgico a eles, reduzindo as crises.

Existem muitos materiais antiácaros que podem ser usados como capa de colchões e travesseiros, por exemplo, que podem evitar a exposição a estes agentes.

Veja, a seguir, algumas dicas que podem ser utilizadas para ajudar no controle ambiental e na redução dos ácaros:

  • Limpe a casa regularmente, dando maior atenção aos quartos. Use o aspirador em pó no lugar da vassoura para evitar a que a poeira fique no ar. Caso a limpeza seja realizada pela pessoa alérgica, é recomendada a utilização de máscara para evitar a penetração do pó no nariz e na boca;
  • Evite colocar muitos carpetes na casa, pois estes são difíceis de serem limpos e também são grandes acumuladores de poeiras, servindo como moradia de ácaros. Caso queira utilizar carpetes, opte pelos carpetes de fibra baixa e procure lavar toda a semana;
  • Remova todos os materiais que tenham maior capacidade de coletar poeira e mantenha os materiais que sejam fáceis de limpar ou de lavar. Procure ter estantes e armários fechados para evitar entrada de poeira. Utilize cortinas laváveis e janelas mais práticas para limpeza, assim como móveis de superfícies lisas;
  • Mantenha a umidade do ar em 50% ou menos, reduzindo a quantidade de poeira em suspensão e também evitando o crescimento de ácaros e fungos durante o verão. Isto pode ser feito com o uso do ar condicionado, mas garanta que o mesmo esteja com os filtros completamente limpos antes do uso;
  • Algumas substâncias podem ser usadas para matar os ácaros ou inativar seus alérgenos. Utilize o ácido tânico ou o benzoato de benzila, que ajudam a matar os ácaros e a facilitar a remoção dos mesmos em locais difíceis como os carpetes. Siga as orientações de cada produto para evitar o excesso ou o acúmulo do mesmo nos locais onde irá realizar a aplicação;
  • Mantenha uma higiene adequada, utilizando produtos para limpeza que sejam antissépticos. A alergia a poeira na pele pode ser um dos fatores para desencadear os sintomas, pois as partículas ficam acumuladas na pele e nos pelos, aumentando os sintomas da alergia.

Conclusão

As alergias são uma resposta do sistema imunológico, podendo ocorrer devido à presença de inúmeras substâncias. A alergia a poeira é um tipo de alergia respiratória em que os ácaros são os principais agentes causadores.

Muitas pessoas têm dúvidas em relação a este tipo de alergia e gostariam de saber se esta tem cura. A verdade é que este tipo de alergia não tem cura, mas pode ser facilmente controlado com pequenos cuidados.

Em casa, por exemplo, é possível ter um ambiente mais saudável para evitar os sintomas da alergia a poeira na pele e respiratória. O uso de medicamentos também é importante para auxiliar no controle dos sintomas e para melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Fontes e Referências Adicionais: 

Você possui alergia a poeira? Já foi a um especialista que receitou o que fazer e como tratar sua condição? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (17 votos, média: 3,71 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário

1 comentário em “Alergia a Poeira – Sintomas, O Que Fazer e Como Tratar”