Saxenda Emagrece? Como Funciona, Resultados e Como Usar

Especialista:
atualizado em 15/07/2020

Redução do apetite, auxílio à diminuição da resistência à insulina e ao aumento do metabolismo: entenda se Saxenda emagrece e como usar!

A medicação foi criada porque os ensaios clínicos envolvendo liraglutida (o princípio ativo de saxenda) para diabetes observaram a perda de peso como um “efeito colateral” comum. Estudos mostraram que o remédio reduz a ingestão de alimentos e promove um emagrecimento semelhante ao de outros remédios para perda de peso, mas com o benefício adicional de melhorar e ajudar a regular o açúcar no sangue.

Saxenda emagrece?

É possível afirmar que Saxenda emagrece pelo fato do medicamento ter mostrado resultados positivos em testes.

Um estudo de 56 semanas feito com mais de 3 mil pessoas com ao menos uma condição relacionada ao peso ou obesidade observou uma perda de peso significativa quando o uso de Saxenda foi associado a um plano de refeição de baixo teor calórico e aumento da atividade física.

Saxenda não é um remédio de perda de peso milagroso, mas tem o benefício de ajudar a reduzir a ingestão de calorias ao longo do tempo, que auxilia o desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis e sustentáveis.

Especialistas dizem não ter certeza de quanto tempo o remédio deve ser tomado, mas a Administração de Medicamentos e Alimentos (FDA, sigla em inglês), dos Estados Unidos diz que um paciente deve ser checado depois de usá-lo por 16 semanas para confirmar se está funcionando. Se ele não perdeu pelo menos 4% do peso corporal, deve parar o tratamento.

Como funciona Saxenda?

A leptina é um hormônio importante para determinar se você vai perder peso e quanto peso você vai perder. Além disso, ela também pode ser responsável pelo ganho de peso após a rápida perda. Isso acontece porque o corpo percebe que o Saxenda emagrece rapidamente e faz alterações nos hormônios para aumentar o apetite e diminuir o metabolismo para compensar.

Repetir este processo provoca o agravamento da resistência à leptina e leva à incapacidade de perder peso, mesmo com dieta excessiva ou restrição calórica. Estudos mostram que a liraglutida atua na resistência à leptina para permitir que a perda de peso ocorra e reduz o aumento da resistência quando o corpo começa a perder peso.

– Auxílio à redução da resistência a leptina

A insulina é outro hormônio muito importante para a perda de peso, pois quando está alta, é quase impossível para o corpo queimar gordura. Isso ocorro porque a insulina bloqueia a ação de uma enzima chamada lipase, sensível a hormônios, e ela é responsável por ativar a queima de gordura. Quando a insulina está alta, esta enzima está sempre “desligada”.

Além disso, a insulina impede que o corpo queime gordura como fonte de energia e pode promover o armazenamento de gordura. Saxenda ajuda a sensibilizar o corpo aos níveis de insulina e reduzir os níveis de glicose no sangue durante o processo.

– Ajuda a reduzir a resistência à insulina

A insulina também é um hormônio muito importante para a perda de peso, pois quando está alta, é quase impossível para o seu corpo queimar gordura. Isso acontece porque a insulina bloqueia a ação de uma enzima chamada lipase, sensível a hormônios, e ela é responsável por ativar a queima de gordura. Quando a insulina está alta, esta enzima está sempre “desligada”.

Além disso, a insulina impede que o corpo queime gordura como fonte de energia e pode promover o armazenamento de gordura. Saxenda ajuda a sensibilizar o corpo aos níveis de insulina e reduzir os níveis de glicose no sangue durante o processo.

– Supressão do glucagon

Quando está elevado, o glucagon pode interferir no controle normal da glicose, que altera a forma como seu corpo queima energia. Saxenda ajuda a reduzir os níveis de glucagon ao mesmo tempo em que reduz a resistência à insulina. Essas alterações promovem níveis mais normais de glicose no sangue e ajudam a promover o metabolismo adequado da glicose, além de ajudar o tecido adiposo a queimar gordura.

– Redução do apetite

Saxenda emagrece porque o remédio reduz a motilidade gastrointestinal, o que significa que o seu conteúdo gástrico se esvazia mais lentamente. Esse processo dirá ao seu corpo que o seu estômago está cheio, causando a redução do apetite.

– Aumento do metabolismo

Saxenda emagrece ainda porque parece ter um efeito sobre o aumento da taxa metabólica basal. Sua ajuda pode estar relacionada aos seus efeitos nos níveis de leptina, que retorna ao hipotálamo e ajuda a definir o ponto de ajuste do seu corpo, o que define a quantidade de calorias que seu corpo queima e altera seu apetite.

Como usar Saxenda

Saxenda vem em uma caneta de injeção pré-preenchida com 3 mg. O remédio é prescrito, ou seja, só pode ser comprado mediante a apresentação de receita médica e deve ser usado conforme as dosagens indicadas pelo médico.

A bula do remédio recomenda que a dose máxima para adultos seja de 3 mg por dia, podendo ser administrada em qualquer horário, independentemente do horário das refeições. Porém, essa não deve ser a dose inicial. O início é feito com 0,6 mg por dia durante a primeira semana, na segunda semana a dose deve aumentar para 1,2 mg, na terceira 1,8 mg, na quarta 2,4 mg e a partir da quinta semana 3 mg por dia. Sempre conforme as orientações do médico, obviamente.

Efeitos colaterais

Segundo a bula, o medicamento pode ter efeitos colaterais graves, como:

  • Desenvolvimento de possíveis tumores da tireoide, incluindo câncer.
  • Quadros de inflamação do pâncreas (pancreatite). Pare de usar e fale com o seu médico se tiver uma dor intensa na área do estômago que não desaparece, independente se com episódios ou não de vômitos.
  • Saxenda pode causar problemas na vesícula biliar, incluindo cálculos biliares. Sintomas como dor na parte superior do estômago, febre, pele ou dos olhos amarelos e fezes cor de argila devem ser informados ao médico.
  • Pode causar baixa de açúcar no sangue em pessoas com diabetes tipo 2 que também tomam medicamentos ​​para tratar diabetes tipo 2.
  • Saxenda pode aumentar sua frequência cardíaca enquanto você está em repouso. Informe o seu profissional de saúde se sentir que o seu coração dispara ou lateja durante vários minutos durante o uso de Saxenda.
  • Pode causar náuseas, vômitos ou diarreia, levando à desidratação. Fale imediatamente ao seu médico se tiver náuseas, vômitos ou diarreia que não desaparece mesmo tomando a quantidade de líquidos necessária.
  • Reações alérgicas graves podem ser causadas pelo uso de Saxenda. Se acontecer, interrompa o uso e procure ajuda médica imediatamente se tiver algum sintoma de uma reação alérgica grave.
  • Saxenda pode causar depressão ou pensamentos de suicídio. Alterações mentais devem especialmente mudanças repentinas no humor, comportamentos, pensamentos ou sentimentos devem ser observados. Procure o seu médico se tiver alterações mentais que sejam novas, piores ou que o preocupem.
  • Efeitos secundários comuns incluem náuseas, diarreia, constipação, dor de cabeça, vômitos, baixo nível de açúcar no sangue, diminuição do apetite, dores de estômago, fadiga, tonturas, dor de estômago e alterações na lipase. A náusea é mais comum quando se inicia, mas diminui com o tempo na maioria das pessoas à medida que o corpo se acostuma com o medicamento.

Contraindicação

A administração de Saxenda é contraindicada para alguns casos, entre eles:

  • Tratamento de diabetes tipo 2, se for administrado juntamente com insulina ou com Victoza.
  • Pessoas que tomam outros medicamentos para o tratamento da obesidade ou outros medicamentos agonistas do receptor de GLP-1.
  • Portadores de doenças cardiovasculares ou pancreatite aguda.
  • Pessoas com histórico familiar de carcinoma medular da tireoide ou síndrome de neoplasia endócrina múltipla tipo 2.
  • Alérgicos à liraglutida ou qualquer outro componente da fórmula.
  • Pessoas com doença da vesícula biliar aguda, hipoglicemia aguda, ritmo cardíaco acelerado, insuficiência renal, reações de hipersensibilidade ou com comportamento suicida.
  • Crianças, mulheres grávidas ou amamentando.

Outros cuidados:

É fundamental informar ao médico todas as suas condições médicas, incluindo:

  • Qualquer condição relacionada acima.
  • Uso de medicamentos agonistas do receptor GLP-1.
  • Problemas graves no estômago, como gastroparesia ou problemas com a digestão dos alimentos.
  • Tem ou já teve problemas com o pâncreas, rins ou fígado.
  • Presença de depressão ou pensamentos suicidas.
  • Está grávida ou planeja engravidar, pois a medicação pode prejudicar o seu feto. Se está grávida, deve parar de usar Saxenda.
  • Todos os medicamentos que toma, incluindo medicamentos prescritos e de venda livre, vitaminas e suplementos de ervas. Isso é importante porque Saxenda retarda o esvaziamento do estômago e pode afetar medicamentos que precisam passar pelo estômago rapidamente. Também pode interagir com outros medicamentos e ser afetado por eles, ou seja, pode afetar o modo de funcionamento de alguns medicamentos e alguns outros podem afetar o modo de ação do Saxenda.

Descubra junto com o seu médico qual medicação para emagrecer é a melhor para você. Aproveite esse momento para fazer perguntas e discutir suas preocupações, fazer exames para diagnosticar sua condição e definir o melhor remédio que terá efeitos relevantes e menos efeitos colaterais e possíveis interações medicamentosas.

Outro ponto importante é que, para potencializar os resultados da perda de peso usando Saxenda, outras mudanças em sua dieta, estilo de vida, rotina de exercícios, suplementos e hormônios devem ser feitas. Se o objetivo é conseguir resultados duradouros, será necessário seguir uma abordagem mais abrangente, que inclui todas essas etapas.

Fontes e Referências Adicionais:

Você conhece alguém que tenha tomado e afirme que Saxenda emagrece? Tem curiosidade de experimentar esse medicamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (269 votos, média: 3,65 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Alexandre Seraphim

Dr. Alexandre Seraphim formou-se médico pela Universidade do Grande Rio e é pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia. Possui diversos cursos na área de emagrecimento, hipertrofia e medicina ortomolecular que o qualificam ainda mais como um grande especialista da área. Atualmente, exerce sua especialidade em uma clínica localizada na Barra da Tijuca e também em Bangu, ambas no Rio de Janeiro. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@dr.alexandre.seraphim).

Deixe um comentário