Artemidis 35

Anticoncepcional Artemidis 35 Engorda ou Emagrece?

O Artemidis 35 é uma pílula anticoncepcional revestida de 2mg e 0,035 mg. Por ser um anticoncepcional, é utilizado para prevenir gravidez e também para tratar doenças relacionadas aos hormônios andrógenos na mulher, tais como acne, que pode gerar inflamações, seborreia e formações de nódulos. Também ajuda no tratamento de hirsutismo, que é o nome que se dá ao excesso de pelos e síndrome de ovários policísticos.

Ele não deve ser usado apenas como um anticoncepcional, deve ser apenas reservado para mulheres que necessitam de tratamento para as condições andrógeno dependentes descritas. Recomenda-se ainda que o tratamento seja retirado de 3 a 4 ciclos após a condição indicada ter sido resolvida e que o Artemidis 35 não seja continuado unicamente para fornecer contracepção oral.

Diante disso, mulheres que tiveram recomendações médicas de utilizar esta pílula se questionam se a pílula quanto às mudanças que ela pode causa no peso. Para saber se o anticoncepcional Artemidis 35 engorda ou emagrece, leia todas as informações do anticoncepcional, principalmente os efeitos colaterais e como funciona mais abaixo.

Como funciona? O anticoncepcional Artemidis 35 engorda?

O medicamento é voltado especificamente para o tratamento de doenças relacionadas aos hormônios andrógenos produzidos no organismo da mulher. A pílula é uma combinação de dois hormônios diferentes, o acetado de cipoterona e o etilinestradiol.

É considerado um medicamento de baixa dosagem hormonal, por este motivo, se fala que o anticoncepcional Artemidis emagrece, mas isso não é necessariamente verdade. Por ter baixa dosagem, ele geralmente não interfere no peso corporal da mulher, diferente de outras pílulas carregadas de hormônios que “engordam” e muito.

A questão é que pode ser também que muitos pensem que o anticoncepcional Artemidis 35 engorda pois a maioria dos anticoncepcionais retêm líquidos por conterem muitos hormônios, o que gera um inchaço no corpo. Mas esse não é o caso do Artemidis 35. Entretanto, deve-se ressaltar que variações podem ocorrer dependendo do metabolismo e predisposição da mulher a esse tipo de medicamento, tanto esse quantos outros efeitos colaterais podem variar.

Contraindicação

Não deve-se usar este medicamento na seguintes condições: histórico atual ou anterior de coágulo em uma veia da perna, do pulmão ou outras partes do corpo; histórico atual ou anterior de ataque cardíaco ou derrame cerebral, histórico atual ou anterior de doenças que podem ser sinal indicativo de ataque cardíaco ou de um derrame; alto risco para formação de coágulos arteriais ou venosos; histórico atual ou anterior de um certo tipo de enxaqueca acompanhada por sintomas neurológicos focais tais como sintomas visuais, dificuldades para falar, fraqueza ou adormecimento em qualquer parte do corpo; diabetes mellitus com lesão de vasos sanguíneos; histórico atual ou anterior de doença do fígado; histórico atual ou anterior de câncer que pode se desenvolver sob a influência de hormônios sexuais como câncer de mama ou dos órgãos genitais; presença ou antecedente de tumor no fígado seja benigno ou maligno; presença de sangramento vaginal sem causa aparente; se estiver usando contraceptivo hormonal; ocorrência ou suspeita de gravidez; durante a amamentação; hipersensibilidade a qualquer um dos componentes de Artemidis 35.

Como usar?

Este contraceptivo é igual aos outros contraceptivos usuais, são 21 pílulas que devem ser tomadas todos os dias seguindo o calendário até o final da cartela. O primeiro deve ser ingerido no primeiro dia da menstruação, depois disso ela virá regulada.

Ao terminar a cartela, faça uma pausa de sete dias. Deve ocorrer um sangramento nesse período que ocorre por privação hormonal. Inicie uma nova cartela no oitavo dia mesmo se o sangramento não tiver sido interrompido, regularizando seu ciclo. Vale lembrar que é importante delimitar um horário para ingestão do medicamento para que os benefícios aumentem.

Deve ser usado por pelo menos 3 meses para tratamento de acne e no máximo por 12 meses, com maior duração do tratamento (e no máximo após 12 meses de tratamento). O tempo para início da eficácia para o tratamento do hirsutismo é mais longo quando comparado ao da acne (6-12 meses). A necessidade da continuação do tratamento deve ser avaliada periodicamente pelo médico.

O tempo para início da eficácia para síndrome dos ovários policísticos também é mais longo e depende da gravidade dos sintomas. O tratamento deve ser realizado por vários meses e a necessidade da continuação deste deve ser avaliada pelo médico.

Efeitos colaterais

  • Reações adversas comuns: náuseas, dor abdominal, aumento de peso corporal, dor de cabeça, depressão ou alterações de humor, dor nas mamas incluindo hipersensibilidade.
  • Reações adversas incomuns: vômitos, diarreia, retenção de líquido, enxaqueca, diminuição do desejo sexual, aumento do tamanho das mamas, erupção cutânea, urticária.
  • Reações adversas raras: intolerância a lentes de contato, reações alérgicas (hipersensibilidade), diminuição de peso corporal, aumento do desejo sexual, secreção vaginal, secreção nas mamas, eritema nodoso ou multiforme (doenças de pele).

Na persistência de qualquer desses sintomas, vale consultar um médico ginecologista para avaliar o problema e considerar uma possível troca de anticoncepcional. Mais uma vez é importante lembrar que esse medicamento não deve ser utilizado apenas como um contraceptivo.

Você conhece alguém que utilize e afirme que o anticoncepcional Artemidis 35 engorda ou emagrece? Tem receio de utilizá-lo por conta disso? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (40 votos, média: 3,73 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*