Benefícios da japecanga – Para que serve, chá e dicas

Especialista da área:
atualizado em 14/01/2021

Em nosso país é possível encontrar tantas plantas alimentícias não convencionais (PANCs), ervas e plantas medicinais, que é difícil conhecer todas. Por isso, hoje vamos conhecer melhor uma delas: a japecanga.

  Continua Depois da Publicidade  

Então, Smilax japecanga é o nome científico da japecanga, uma planta integrante da família das Ciperáceas. Dona de um caule perfeitamente cilíndrico e composto por alguns espinhos, ela cresce às margens dos rios e em ambientes úmidos.

Além disso, a erva dá origem a flores pequenas e frutos na forma de bagas, que apresentam uma semente arredondada e mais ou menos achatada. Ela também recebe os nomes de japicanga e salsaparrilha falsa. Geralmente, usa-se a planta em compressas ou chás.

Para que serve – 5 benefícios da japecanga

1. Efeito depurativo

Japecanga depurativa

As raízes da japecanga são utilizadas como um depurativo na forma de chá (infusão ou decocção) e pó. O dicionário apresenta o ato de depurar como tornar puro, retirar as impurezas ou limpar.

Entretanto, antes de usar a planta com esse objetivo é fundamental que você consulte o seu médico para confirmar se ela realmente pode ajudar e saber como usá-la.

Não utilize a japecanga no lugar de medicamentos ou tratamentos que o médico já tenha prescrito para esse mesmo fim, porque isso pode ser perigoso.

Outros usos medicinais

Japecanga para fins medicinais

Conforme informações do livro “Guia Prática de Plantas Medicinais”, de autoria de Ademir Barbosa Júnior, usa-se a japecanga para auxiliar o tratamento de condições como:

2. Reumatismo

3. Sífilis

4. Gota

5. Problemas na pele

Entretanto, a publicação não apresentou explicações de especialistas para embasar essas afirmações e nem mencionou experimentos científicos que comprovem esses benefícios à saúde.

Portanto, não temos como concluir que a utilização da japecanga para lidar com esses problemas de saúde seja realmente eficiente e seguro.

Assim, você necessariamente deve conversar com o seu médico antes de incluir a planta nos tratamentos dessas condições.

  Continua Depois da Publicidade  

Aliás, não custa nada ressaltar que trocar esses tratamentos exclusivamente pela utilização da japecanga pode ser extremamente perigoso.

Isso porque ao fazer algo do tipo, o paciente não apenas usa uma planta que pode não trazer efeito positivo algum ou provocar prejuízos, como também deixa de receber um tratamento eficiente.

A saber, o fruto dessa inconsequência pode ser o agravamento do quadro e o desenvolvimento de complicações.

Que complicações são essas?

Apenas para mencionar alguns exemplos, vamos relatar quais podem ser as complicações de um quadro de sífilis e de um quadro de gota.

Uma sífilis não tratada pode resultar em aumento do risco de ter uma infecção pelo HIV, problemas durante a gestação e pequenas protuberâncias ou tumores.

Adicionalmente, um quadro não tratado da doença ainda pode gerar problemas cardiovasculares (danos às válvulas cardíacas, aneurisma e inflamação da aorta e de outros vasos sanguíneos) e problemas neurológicos.

As complicações da sífilis que atingem o sistema nervoso podem incluir: acidente vascular cerebral (AVC), meningite, perda de audição, problemas de visão, demência, perda da sensação de dor e de temperatura, disfunção sexual nos homens, incontinência da bexiga e dores repentinas como um relâmpago.

Além disso, uma gota sem tratamento pode resultar na formação de nódulos que podem ficar inchados e sensíveis durante os ataques da doença.

  Continua Depois da Publicidade  

Quando não recebe o cuidado correto, a condição também pode causar erosão de uma articulação, destruição de uma articulação e cálculos renais – as famosas pedras nos rins.

Cuidados com a japecanga

Até mesmo os produtos naturais como as plantas medicinais podem ter contraindicações, efeitos colaterais e fazer mal quando misturadas com medicamentos, suplementos ou outras plantas. Principalmente quando se utiliza em quantias excessivas e se faz o uso prolongado.

Portanto, antes de utilizar a japecanga para qualquer fim, inclusive as que não mencionamos neste artigo, é realmente importante que você procure o médico.

Isso é necessário para saber se a planta é indicada para você, verificar se ela não pode te fazer mal e aprender qual a dosagem, frequência e duração de uso seguras para o seu caso.

Essa recomendação é importante para todas as pessoas, mas especialmente para as grávidas, mulheres que amamentam, crianças, adolescentes, idosos e os pacientes que têm algum problema de saúde.

Na conversa com o médico, aproveite para perguntar se não faz mal utilizar a planta ao mesmo tempo em que outros medicamentos, suplementos ou plantas que você já utilize. Ou seja, confirme se não pode haver interações medicamentosas.

Caso experimente algum efeito colateral durante o tratamento com a japecanga, procure rapidamente o auxílio médico, mesmo que não imagine se tratar de um sintoma tão grave assim.

Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as orientações qualificadas de um profissional de saúde habilitado.

Aproveite que está por aqui e confira um vídeo da nossa nutricionista em que ela apresenta uma boa dieta para gota:

Fontes e Referências Adicionais

Você já conhecia a japecanga? Já usou a planta? Então, compartilhe sua experiência nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário