Café Solúvel Faz Mal à Saúde?

Para saber se o café solúvel faz mal à saúde, é importante que a gente saiba primeiro do que se trata esse produto, não é mesmo? Será que você costuma tomar esse tipo de café?

Pois bem, o café solúvel é definido como “um pó fino ou a massa de pequenas esferas de cristal produzidas pela desidratação de fortes concentrações de café feito e usado para a rápida preparação da bebida café”.

O produto é composto por dois ingredientes básicos: café e água. A fabricação desse tipo de café se dá partir dos grãos Arábica e Robusta/Conilon e é resultante da desidratação do extrato aquoso do café torrado.

A sua produção acontece através de um longo processo, que conta com diversas etapas como seleção, aquecimento, torração (ato de torrar), moagem, extração, concentração, secagem, aglomeração e envase. Existem métodos de fabricação que também utilizam técnicas de congelamento para fabricar o produto.

Não deixe de conferir uma lista dos benefícios do café e nossa análise para entender se o café descafeinado faz mal.

O café solúvel, que também é conhecido como café instantâneo, comercializado no Brasil não pode contar com a adição de nenhum tipo de conservante ou outro aditivo em sua composição.

Agora, uma curiosidade: o produto foi desenvolvido para ser uma alternativa prática e rápida para quem aprecia a bebida e não dispõe de tempo para prepará-la.

Para fazer o café com o café solúvel, que pode ser apresentado na forma de pó ou grânulos, basta misturar a água quente com o café e mexer – não é necessário filtrar.

Mas será que o café solúvel faz mal à saúde?

Embora, ao pesarmos os fatores nutrição e sabor, tenha-se um empate técnico entre o café coado e o café instantâneo ou solúvel, nutricionistas consideram a versão filtrada da bebida mais vantajosa.

Com o café filtrado, é possível controlar melhor a qualidade e o preparo da bebida, além de garantir mais sabor. Nos grãos de torração clara ou média, mais vitaminas e proteínas são preservadas.

Por outro lado, segundo a consultora em nutrição Tammy Dray, o café instantâneo ou solúvel pode ser mais vantajoso do que o café preparado na prensa francesa ou o café turco.

O motivo? Conforme o professor do Departamento de Nutrição da Escola de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos, Rob van Dam, o café instantâneo tem menos cafestol do que o café obtido através da prensa francesa ou o café turco, informou Dray.

“O cafestol é uma substância que pode elevar o colesterol. Tanto o café instantâneo quanto o café filtrado preparado em uma cafeteira automática contêm quantidades muito pequenas de cafestol. Se você já tem colesterol alto ou um histórico familiar de doença cardíaca, o café instantâneo é uma melhor escolha do que a prensa francesa e o café turco”, explicou a consultora em nutrição.

Além disso, a mestra em nutrição humana Adda Bjarnadottir afirmou que, assim como o café tradicional, o café instantâneo possui antioxidantes.

“Além disso, uma xícara padrão de café instantâneo contém somente quatro calorias e fornece pequenas quantidades de potássio, magnésio e niacina (vitamina B3)”, destacou Bjarnadottir.

A cafeína

Quando analisamos se o café solúvel faz mal à saúde, não podemos deixar de falar da cafeína. Uma xícara de 60 ml de café solúvel apresenta 30 mg de cafeína.

Por sua vez, a Organização Internacional do Café (ICO, sigla em inglês) informou que, para a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, sigla em inglês), órgão dos Estados Unidos, uma xícara de aproximadamente 150 ml de café solúvel ou instantâneo possui, em média 65 mg de cafeína, porém, o teor pode variar entre 30 mg a 120 mg.

A título de comparação, segundo a FDA, o café torrado e moído preparado com o filtro contém uma média de 115 mg de cafeína em 150 ml, podendo variar em uma quantia que vai de 60 a 180 mg, enquanto o café torrado e moído feito com o coador apresenta, em média de 80 mg de cafeína em 150 ml, embora a quantidade também possa ficar entre 40 mg a 170 mg, informou a ICO.

Quem tem problemas com a ingestão do café ou da cafeína – como intolerância, alergia ou sensibilidade, já sabe que precisar tomar muito cuidado e evitar consumir a bebida. Veja também mais informações sobre a intolerância à cafeína.

Entretanto, mesmo para pessoas saudáveis, vale a pena não exagerar na hora de consumir o café e a cafeína porque isso pode provocar efeitos colaterais.

Principalmente em dosagens excessivas, a cafeína pode causar insônia, nervosismo, inquietude, irritação estomacal, náusea, vômito, aumento da frequência cardíaca, dor de cabeça ansiedade, agitação, dor no peito e zumbido nos ouvidos, além de piorar distúrbios de sono em pacientes com a AIDS adquirida.

Pessoas que apresentam condições cardíacas precisam ter cuidado com o consumo da cafeína porque a substância pode provocar batimentos cardíacos irregulares em pessoas sensíveis.

O mesmo serve para quem tem o glaucoma, já que a cafeína aumenta a pressão dentro dos olhos, que é justamente uma das características da doença, – esse aumento ocorre em 30 minutos e dura, no mínimo, 90 minutos após tomar bebidas cafeinadas.

A ingestão de mais de 200 mg de cafeína por dia por parte de gestantes já foi associada com o aumento da chance de aborto e de outros problemas. Quando a mãe no período do aleitamento consome muita cafeína, o seu filho que está sendo amamentado pode sofrer com distúrbios no sono, irritabilidade e aumento da atividade intestinal.

Se você está grávida, na fase do aleitamento ou foi diagnosticado com uma das doenças citadas acima, consulte o seu médico para saber qual o máximo de café solúvel que pode tomar por dia ou se precisa deixar de ingerir a bebida.

Confira em mais detalhes nossa análise se a cafeína faz mal ou bem afinal.

Alucinações

Uma pesquisa de autoria de uma equipe da Universidade de Durham, na Inglaterra, indicou que pessoas que tomaram sete ou mais xícaras de café solúvel em um dia registraram riscos maiores de ter alucinações.

“Isso pode ocorrer porque a cafeína aumenta o risco de produção de cortisona, um hormônio do estresse. O estudo não é conclusivo e os pesquisadores planejam continuar o estudo ao longo de diversos anos para ver se os resultados suportam o teste do tempo”.

Outros cuidados com a cafeína

Um passo importante para saber se o café solúvel faz mal à saúde é consultar o médico para saber se a bebida e a cafeína presente nela não podem interagir de maneira a prejudicar o organismo com algum medicamento, suplemento ou planta medicinal que esteja sendo utilizada.

Vale a pena saber ainda que a cafeína pode piorar problemas de saúde como distúrbios de ansiedade, diarreia, distúrbios hemorrágicos, perda de controle da bexiga, distúrbio bipolar, síndrome do intestino irritável, osteoporose, doença de Parkinson e esquizofrenia.

Quem tem diabetes também precisa ter cuidado com a cafeína: alguns pesquisadores acreditam que a substância pode afetar o uso de açúcar por parte do corpo, piorando a doença, embora o efeito de bebidas cafeinadas e de suplementos com a substância não tenha sido estudado.

Pessoas com epilepsia devem ter cautela mesmo com as baixas doses de cafeína e devem evitar ingerir doses elevadas da substância.

O consumo da cafeína pode aumentar a pressão em pessoas com hipertensão, ainda que o efeito seja menor em pessoas que já usam a substância regularmente. De qualquer modo, é melhor evitar quantidades elevadas para quem tem pressão alta.

Para quem sofre com essas doenças, é fundamental consultar o médico a respeito do consumo do café solúvel no dia a dia.

Acrilamida

Segundo a consultora em nutrição Tammy Dray, o café instantâneo ou solúvel é rico em acrilamida, que já demonstrou provocar câncer em animais.

“De acordo com a FDA, a acrilamida também pode causar danos nervosos. A acrilamida ocorre naturalmente em certos alimentos durante o aquecimento em altas temperaturas. Os cientistas ainda não conheçam a extensão total dos seus perigos. Algumas marcas populares de café instantâneo contêm quantias muito altas (de acrilamida) em comparação ao café moído”, afirmou Dray.

Entretanto, o risco da acrilamida fazer mal para o organismo está associado com a quantidade a qual uma pessoa é exposta ao longo de sua vida.

Pesquisas indicam que um indivíduo adulto de 80 kg que ingere menos de 208 microgramas de acrilamida por dia não sofre com o aumento do risco de ter câncer.

O café também é dotado de antioxidantes e outras substâncias consideradas benéficas para a saúde.

“A quantidade de acrilamida à qual você é exposto através da dieta e (do consumo) do café é muito menor que as doses que já demonstraram ser perigosas. Portanto, tomar café instantâneo não deve causar preocupações referentes a exposição à acrilamida”, afirmou a mestra em nutrição humana Adda Bjarnadottir.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido que o café solúvel faz mal à saúde? Tem alguma bebida especial com café que você gosta? Comente Abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

1 comentário em “Café Solúvel Faz Mal à Saúde?”

  1. Sou consumidora e aprecio muito um bom café na maioria das vezes o café solúvel e gostaria de saber se existe alguma forma em oferecer este produto a preços mais baixos e em embalagens que não contribuam para seu encarecimento e que também sejam ecologicamente corretas

Deixe um comentário