Café Verde Emagrece Mesmo? Como Funciona e Dicas

Especialista:
atualizado em 12/12/2019

Com tantos produtos que alegam possuir o poder emagrecedor, tão estimado por grande parte da população brasileira, a escolha pelo mais eficaz torna-se muito difícil. A verdade é que muitos desses produtos requerem uma série de ações por parte do indivíduo para que seus efeitos realmente sejam sentidos, como beber água, seguir dietas e fazer muitos exercícios. O efeito emagrecedor dos suplementos não é, em muitos dos casos, o único responsável pela perda de peso rápida e duradoura.

O café verde é tornou-se um dos produtos constantemente presentes nas prateleiras das lojas de suplementos. Mas o que é café verde? Qual a diferença entre este e o preto, que tomamos no dia a dia? Café verde emagrece mesmo? Para chegar às respostas dessas perguntas, é necessário conhecer o produto, suas propriedades, benefícios e como este age no organismo. Veremos tudo isso a seguir.

O que é café verde?

O café é uma bebida que vem construindo história desde o século IX, quando era cultivado em terras da Etiópia, para depois ser difundido mundo afora. O café verde trata-se do café em sua forma natural, sem ser torrado ou passar por qualquer atividade industrial que acarrete a perda de seus componentes. Esse processo de torrefação é o responsável por incorporar no café um aroma e sabor agradável. Sendo assim, o café verde, que não passou por esses processos, não possui cheiro ou gosto agradável, sendo esse um dos fatores para ser vendido em cápsulas nas lojas de produtos naturais.

O café verde contém (além de ácidos clorogênicos, quinídeos, ligninas e trigonelina) uma concentração de cafeína duas vezes maior do que no grão torrado, o que consumimos no dia a dia. Sendo assim, o café verde possui ações estimulantes e termogênicas, por isso é considerado um perfeito aliado para quem quer perder peso. O café verde ainda possui 0,06% a 0,32% de teobromina, teofilina, taninos e flavonoides, aminoácidos (como o ácido glutâmico, ácido aspártico e leucina) além de cerca de 15% de proteínas.

Alguns pesquisadores de Minas Gerais alegam que a quantidade de cafeína presente no café verde não é tão diferente da que compõe o café preto tradicional: no verde, há cerca de 1,60% de cafeína por grão; já no torrado, há 1,38%. Mas não é só a cafeína que faz o café verde ser recomendado para pessoas que visam a boa saúde. O grão também possui compostos antioxidantes em uma quantidade cinco vezes maior que a do torrado.

Como Funciona

Os termogênicos são substâncias que agem no corpo humano aumentando a sua temperatura e os batimentos cardíacos, o que dá mais disposição e energia para realizar exercícios físicos. O sangue passa a circular em velocidade mais elevada no organismo e ocorre, também, a dilatação das veias. O termogênico, em si, não emagrece, mas acelera o metabolismo, o que acaba por exigir mais do corpo, queimando mais calorias; além disso, também fornece mais energia e disposição, sendo que a pessoa poderá utilizar esse fator para realizar exercícios e queimar mais calorias.

A cafeína, um dos estimulantes mais conhecidos, além de atuar como termogênico natural, também melhora a dinâmica do metabolismo, favorecendo a perda de peso. Além disso, ajuda a inibir adenosinas, substâncias responsáveis por aumentar o sono, e promove a oxidação de gorduras corporais e induz a sua eliminação. O café verde emagrece pois contém uma maior quantidade de cafeína.

Ácido Clorogênico

O ácido cloragênico é outra substância muito importante que está presente no café verde em uma quantidade até duas vezes maior do que a encontrada no café torrado. Possui gosto extremamente amargo e seu papel no organismo é diminuir a absorção de glicose e participar no metabolismo dos açúcares, ajudando a inibir a enzima glicose-6-fosfatase, responsável por liberar açúcares do fígado para a corrente sanguínea. Isso faz com que o corpo busque energia em outras fontes, como nos depósitos de gordura.

Por consequência, o ácido clorogênico possui o benefício de ajudar a manter os níveis de glicose baixos, diminuindo, assim, o acúmulo de gordura. Por essa razão, podemos afirmar novamente que o café verde emagrece, por conter ácido cloragênico. Além disso, para pessoas diabéticas, o café verde acaba sendo a melhor opção no emagrecimento. O ácido cloragênico também possui mecanismos antioxidantes, atuando no combate a radicas livres.

Em suma, o café verde emagrece por duas razões: possui uma quantidade relevante de cafeína, que age como termogênica, e ajuda a controlar a absorção de açúcar pelo organismo. Estudos demonstram que, além de dar energia, o extrato de café verde, por possuir o ácido clorogênico (presente apenas nos grãos in natura, que não foram torrados), pode ajudar a perder até 10% do peso.

Outros benefícios

Além de que o café verde emagrece, outro benefício considerável é ser rico em kahweol e cafestol, substâncias que agem no fígado ajudam a induzir a ação da enzima GST (Glutationa S-Transferase), a qual possui o papel de desintoxicar o organismo.

Efeitos Colaterais

Apesar de tantos benefícios, incluindo o fato que café verde emagrece, este não é recomendado para pessoas que sofrem de hipertensão arterial. Além disso, o café verde aumenta a tendência ao sangramento pois faz com que o sangue circule com mais intensidade pelo corpo e, por isso, deve ser evitado por pessoas portadoras de hemofilia.

As pessoas que são sensíveis a cafeína devem evitar o café verde, pois este pode gerar efeitos colaterais que incluem: ansiedade, aceleração dos batimentos cardíacos e nervosismo.

Alguns efeitos colaterais podem ser sentidos em pessoas que sofrem ou possuem tendência ao nervosismo, hipertireoidismo, nutrizes (mulheres que estão na fase de amamentação), gravidez, úlceras gastroduodenais, gastrite, problemas hepáticos e reumáticos.

Pessoas que consomem o café verde devem seguir com atenção as indicações da embalagem para não abusarem na dose ou passarem do período ideal para o consumo. Alguns estudos demonstram que o uso excessivo de café verde pode levar à perda de visão e até à cegueira, pois este faz com que o risco de se desenvolver o glaucoma esfoliativo seja maior.

Dicas

Uma das melhores dicas de consumo do extrato de café verde é comprando sua versão em cápsulas, que são vendidas em lojas de produtos naturais. Mesmo assim, o consumidor deve atentar-se aos ingredientes que são listados na embalagem, para ter certeza de que não há nada que possa lhe trazer complicações e alergias. Há outras opções disponíveis, como o café verde em versão solúvel ou em pó, sendo que estas acabam sendo mais confiáveis e são vendidas em lojas especializadas.

As embalagens indicam que é necessário consumir cerca de 200mg do produto diariamente, podendo dividir a quantidade em duas vezes: manhã e tarde; deve-se evitar o consumo no período da noite pois a cafeína poderá atrapalhar o sono.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já experimentou o extrato de café verde? Ele realmente trouxe bons resultados de perda de peso para você? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (150 votos, média: 3,88 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

2 comentários em “Café Verde Emagrece Mesmo? Como Funciona e Dicas”

  1. Mesmo fazendo atividades físicas e tendo uma alimentação saudável, o café verde comigo não funcionou. Dinheiro jogado fora.