Carque Verde Emagrece Mesmo?

É verdade que o Carque Verde emagrece mesmo? O que é esse produto e como ele promete influenciar na perda de peso? Confira uma análise completa e tire todas as suas dúvidas.

São inúmeras as propagandas de produtos que prometem emagrecer que encontramos na televisão, em revistas e na internet. Entretanto, antes de acreditar em qualquer promessa, precisamos dar uma boa pesquisada para se assegurar de que o produto em questão realmente pode auxiliar.

É por isso que vamos analisar o que é e entender se o Carque Verde emagrece mesmo ou é apenas uma promessa de seu fabricante. Aproveite para conferir também se o chá de carqueja emagrece e como o chá verde emagrece, que são os dois principais ingredientes deste produto.

O que é o Carque Verde e quais são as suas promessas?

Carque Verde é um produto da marca Emit Saúde, composto à base de carqueja e chá verde. A empresa recomenda ingerir o produto antes das principais refeições.

Suas promessas em relação ao emagrecimento incluem a diminuição do apetite e o estímulo ao metabolismo por meio da presença de catequinas e da cafeína em sua composição.

Será que o Carque Verde emagrece mesmo?

O primeiro ponto que precisamos destacar é que a empresa responsável pelo produto, a Emit Saúde, não afirma que o Carque Verde emagrece de forma milagrosa.

Tanto que a página de venda do produto da Emit Saúde afirma que a carqueja presente na composição do Carque Verde “complementa uma dieta alimentar equilibrada prescrita por nutricionista, auxiliando no processo de perda de peso e medidas” e que “o principal benefício do chá verde é ajudar a emagrecer, porque tem cafeína e catequinas que aceleram o metabolismo, fazendo com que o organismo gaste mais energia”.

Saiba mais sobre os benefícios da catequinas do chá verde aqui.

Logo, quem deseja e/ou necessita emagrecer não pode se esquecer de seguir uma dieta saudável, equilibrada, nutritiva e controlada, de preferência com acompanhamento do nutricionista.

Praticar atividades físicas também é útil para quem tem o objetivo de emagrecer, entretanto, o ideal é que os treinos sejam orientados por um educador físico, para garantir que as sessões sejam eficientes e seguras.

No entanto, para saber se o Carque Verde emagrece mesmo, assim como qualquer outro produto ou ingrediente, não tem jeito – a melhor e mais segura forma é consultar um médico, pedir que ele analise a composição do produto e determine se ele realmente pode beneficiar a diminuição do peso, para o seu caso em particular.

Isso é importante também para que o médico identifique se existe a possibilidade de que o Carque Verde faça mal para você, indique qual a dosagem segura e eficiente para o seu caso e verifique se ele não pode interagir com algum medicamento, suplemento ou planta medicinal que você já use, prejudicando o seu organismo. 

Vale lembrar que não é somente porque você ouviu ou leu algum depoimento em que alguém afirma que teve bons resultados, que os efeitos serão os mesmos para você. Diferentes pessoas têm diferentes organismos, com diferentes necessidades e características, e diferentes hábitos de alimentação e atividades físicas, todos fatores que podem influenciar a questão do peso.

Cuidados com o Carque Verde

Se Carque Verde é à base de carqueja e chá verde, os cuidados que ele exige são os mesmos cuidados que o consumo desses compostos exige.

1. Cuidados com o chá verde

Em artigo publicado, a nutricionista e mestra em ciência alimentar Marie Dannie mencionou efeitos colaterais que o consumo excessivo de chá verde, na forma líquida ou na forma de extrato, pode provocar: prisão de ventre, náusea, sensação de inquietação e, em alguns casos, uma reação alérgica, que pode incluir dificuldade para respirar, urticária, aperto no peito, inchaço no rosto, batimento cardíaco rápido e mudanças de humor ou estados mentais inconstantes.

O consumo do chá verde em longo prazo ou em doses elevadas também pode causar efeitos colaterais por conta da cafeína, que incluem: dor de cabeça, nervosismo, problemas para dormir, vômito, diarreia, irritabilidade, tremor, azia, tontura, zumbido nos ouvidos convulsões e confusão.

O chá verde também possui uma substância química que já foi associada à lesão no fígado, em doses elevadas.

O chá verde pode piorar ou afetar condições como anemia, ansiedade, diabetes, diarreia, glaucoma, síndrome do intestino irritável, doença hepática e osteoporose. Converse com o seu médico a respeito do uso da bebida caso tenha qualquer uma dessas doenças.

Quem possui distúrbios hemorrágicos não deve ingerir o chá verde.

Controlar a quantidade de chá verde que se consome também é necessário porque ele é uma grande fonte de oxalatos, que podem provocar cálculos renais.

Alertamos tambem que mulheres que estejam grávidas ou amamentando não devem consumir uma quantidade excessiva de chá verde, não devendo ultrapassar a dose de mais de duas xícaras do chá diariamente.

Especialistas recomendam ainda que pessoas com idade inferior aos 18 anos não tomem o extrato de chá verde. Vale lembrar ainda que, como o chá verde contém cafeína, as pessoas que têm problemas em relação à substância precisam tomar cuidado com o chá verde.

A cafeína do chá verde pode aumentar a pressão arterial em pessoas que já sofrem com a pressão alta, embora isso aparente não ocorrer em pessoas que tomam o chá verde ou outros produtos com cafeína regularmente.

2. Cuidados com a carqueja

A carqueja pode provocar a diminuição da imunidade e a hipotensão (queda da pressão), quando ingerida de maneira excessiva. Ela não pode ser utilizada por gestantes, por mulheres que estejam amamentando, por pacientes com diabetes descontrolada e por pessoas que sofrem com a pressão baixa.

Além disso, a carqueja não deve ser usada ao mesmo tempo em que medicamentos para hipertensão e diabetes.

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que Caque Verde emagrece? Conhece alguém que tenha o consumido e obtido bons resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário