Chá Verde Emagrece Mesmo?

Especialista:
atualizado em 12/12/2019

Não é só de suplementos, muitos exercícios físicos e dieta hipocalórica que vive uma pessoa que almeja a perda de peso. A busca por alimentos saudáveis e nutritivos só aumenta para quem quer emagrecer, mas não abre mão da saúde. Devido a esse fato, diversos chás estão no mercado com a fama de auxiliarem no controle da balança, trazendo ainda inúmeros outros benefícios a seu consumidor.

É nessa categoria que o chá verde se encaixa. Dono de tantas atribuições positivas, principalmente as que giram em torno da perda de peso, o chá verde é o mais famoso (e mais natural) antídoto da boa forma. Será que funciona de verdade? Descobriremos se chá verde emagrece mesmo e do que é feito, esclarecendo, também, as principais dúvidas sobre como funciona essa bebida tão clamada pelas pessoas.

Propriedades do chá verde

O chá é uma bebida milenar: há tempos que se consome ervas dos mais variados tipos, em forma de infusão. Em um estudo detalhado das propriedades do chá verde, conseguimos encontrar diversos nutrientes, como: potássio, manganês, ácido fólico, vitaminas C, K, B1 e B2. Além disso, o chá verde possui polifenóis, catequinas e cafeína. Estes são os principais compostos atribuídos à fama de que o chá verde emagrece. Mais para frente entenderemos o porquê disso.

O chá verde é feito a partir da planta Camellia sinensis e é muito popular na China e no Japão, sendo exportado para todo o mundo, principalmente após a popularidade da ideia de que chá verde emagrece. Mas afinal, isso é fato ou apenas mais um boato no mundo das dietas? 

Efeitos da Erva – Chá Verde emagrece mesmo?

Estudos ligados aos efeitos do chá verde no corpo humano revelam que a bebida é rica em substâncias antioxidantes, conhecidas como polifenóis.

Os polifenóis têm por função o sequestro de espécies radicalares de oxigênio; modulação da atividade de algumas enzimas; inibição da proliferação celular; além de possuir poder antibiótico, antialérgico e anti-inflamatório. Polifenóis evitam a ação destrutiva de algumas moléculas que atacam as células. Sendo assim, esses são agentes importantíssimos, podendo até prevenir o câncer, agir contra o envelhecimento e auxiliar na queima de gorduras.

Por esse primeiro fator, já podemos concluir que, de fato, chá verde emagrece, graças aos polifenóis.

Além disso, o chá verde tem tanino em abundância. Essa substância diminui os níveis de colesterol ruim no sangue (LDL), fortalecendo as artérias e veias, sendo também um potente diurético.

Outra substância notória do chá verde é a catequina, um potente antioxidante, além de combater vírus, destruir radicais livres (responsáveis por danificarem a parede celular, deixando-as suscetíveis a inúmeras doenças), retardar o envelhecimento etc.

Catequinas são de grande importância, pois aderem-se a proteínas, impedindo que corpos nocivos (como bactérias e vírus) destruam a parede celular. Essa função de proteção da célula pode evitar diversas doenças, como o câncer.

Analisando esses fatores, pode-se concluir, mesmo que prematuramente, que realmente o chá verde emagrece. Além disso, o chá verde mostrou-se ser uma alternativa saudável por diversos motivos já citados.

Termogênese

Considerado um dos melhores e mais potentes termogênicos naturais, o chá verde desdobra-se em mais um benefício à saúde e ao emagrecimento. A bebida, além de tantas características positivas, é capaz da termogênese.

A termogênese consiste em um processo associado ao metabolismo que é responsável por elevar e dispersar a temperatura corporal, a fim de gastar mais da energia que encontra-se armazenada nos tecidos adiposos. Esse processo se dá pela associação da catequina e polifenóis à cafeína encontrada no chá verde.

Esse combo de substâncias também é capaz de proteger a noradrenalina, que é um hormônio responsável por influenciar o humor, sono, alimentação e ansiedade. Manter essa influência em equilíbrio garantirá uma vida mais saudável, de forma indireta, contribuir com a afirmação de que chá verde emagrece.

De onde vem? Como é produzido?

De todas as estações, é no verão e na primavera que o chá verde da melhor qualidade é colhido, manualmente. Colher antes do tempo pode acarretar em folhas ainda não maduras; ao colher depois, o chá torna-se mais amargo, comprometendo sua qualidade.
Durante o outono, as árvores são podadas e fertilizadas, assim o solo enriquecerá lentamente durante seis meses, alcançando a primavera na melhor qualidade que há. Durante o inverno, não é feita a produção de chá.

É em Portugal (principalmente em Gorreana, na ilha de São Miguel) que existe a plantação de chá verde mais antiga.

Natural ou industrializado?

Muitos medicamentos, como anabolizantes e suplementos, são fabricados e vendidos no mercado como termogênicos. A vantagem de consumir o chá verde, que também é um termogênico, está no fato de este ser um composto natural, com poucos aditivos químicos (se comprado em sua forma natural).

Sendo assim, o consumidor priva-se de tantos efeitos colaterais que medicamentos termogênicos, que são repletos de substâncias nocivas à saúde, têm a fama de causar. Além disso, a probabilidade do corpo responder mal (tendo alergias, por exemplo) ao chá verde é quase nula, já que este é um produto natural. 

Dicas de como consumir

O modo de preparo (caseiro) do chá verde difere um pouco dos demais chás tradicionais. Para não perder suas propriedades e realmente confirmar que o chá verde emagrece, indicamos um modo de preparo único para a erva. P

rimeiramente, a água não deve estar fervendo, pois as folhas podem acabar sendo cozidas, proporcionando um gosto amargo à bebida, além de perder alguns nutrientes próprios da planta. Além disso, o tempo de infusão não deve passar de 3 minutos. Respeitando essas regras, o chá verde poderá oferecer, totalmente, o que tem de melhor.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já experimentou o chá verde? De forma frequente e regular, acredita que ele possa te ajudar a emagrecer realmente? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (16 votos, média: 4,69 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário