Luteína: O Que é, Para Que Serve e Benefícios

A luteína é um dos dois principais carotenoides encontrados na pigmentação colorida do olho humano. A cor serve como um filtro de luz e protege os tecidos do olho contra danos causados pela luz solar.

Além de estar presente nos tecidos e no plasma dos olhos, a luteína juntamente com outro carotenoide chamado zeaxantina, também compõe a pele, o colo do útero, o cérebro, a mama e o sangue. A luteína não é produzida pelo nosso organismo e tem que ser ingerida através dos alimentos ou na forma de suplementos. Vamos entender a seguir mais detalhes sobre o que é a Luteína, para que serve exatamente e mostraremos os benefícios buscados por quem suplementa.

A luteína ocorre naturalmente e de forma abundante em frutos, legumes, folhas verde-escuro e gemas de ovo. Ela é altamente concentrada na mácula do olho, e também é encontrada em quantidades menores na retina e no nervo ótico. Para muitos médicos e nutricionistas a luteína é tida como “a vitamina olho”. Em conjunto com outros antioxidantes ela ajuda a evitar doenças oculares incluindo a degeneração macular relacionada à idade, a catarata e a retinite pigmentosa – um distúrbio hereditário que causa a degeneração da retina.

Atualmente a luteína também é encontrada na forma de suplementos em cápsulas em diferentes concentrações e sem efeitos colaterais perigosos registrados.

Mas o que é um carotenoide?

Chamamos de carotenoides os pigmentos que ocorrem naturalmente nos vegetais. Eles são geralmente vermelho, laranja ou amarelo. Os carotenoides são seguros e por isso são usados ​​extensivamente como corantes para alimentos e cosméticos.

Na natureza eles são essenciais para o crescimento da planta e o processo da fotossíntese, e são uma fonte principal de vitamina A na dieta nos seres humanos, associado à redução do risco de várias doenças crônicas incluindo algumas formas de câncer, doenças cardíacas e degeneração ocular.

Para que serve a luteína

À medida que envelhecemos, há a propensão na redução de luteína dos tecidos oculares. Por este motivo, aconselha-se o consumo de alimentos ricos em luteína ao longo da vida e também a suplementação a partir de idades mais avançadas ou em casos de carência deste carotenoide no organismo. A prescrição pode variar de pessoa para pessoa. Estudos já mostraram que pessoas de olhos azuis, fumantes, e mulheres após a menopausa também tendem a ter níveis mais baixos de luteína e precisam de suplementação nutricional para repor a quantidade da substância no sangue.

Pesquisas mostram que ingerir de 15 a 30 miligramas de luteína por dia trás grandes benefícios e uma proteção melhor para a saúde do olho e da visão. Tendo em vista que mesmo através de uma dieta rica em vegetais de folhas verde-escuro e gemas de ovo a ingestão de luteína pode não suprir os níveis diários de necessidade do organismo, é preciso investir no consumo de suplementos para que se atinja o nível adequado de ingestão desta substância.

Atualmente muitas empresas passaram a adicionar luteína às fórmulas de seus multivitaminicos. Outras introduziram vitaminas específicas para os olhos que são suplementos predominantemente compostos por luteína e zeaxantina.

Embora não haja um valor específico para ingestão diária recomendada para luteína ou zeaxantina, alguns especialistas dizem que você deve ingerir de seis a 10 miligramas de luteína por dia para se adquirir os efeitos benéficos à saúde dos olhos, pele, cabelo e sistema cardiovascular.

Benefícios da luteína no organismo

Agora que você já entendeu o que é a luteína veja os maiores benefícios da luteína para nossa saúde, entendendo para que serve e quais as fontes de alimentos.

1- Diminui a incidência de catarata nos olhos

Um estudo mostrou que mulheres mais velhas que apresentam altos níveis de luteína e zeaxantina – outro nutriente fundamental para a saúde da visão, são cerca de um terço menos propensas a ter catarata do que as que apresentam níveis mais baixos da substância.

2 – Previne a degeneração macular

A luteína é encontrada em quantidades relativamente altas nos olhos e pode desempenhar um papel importante na manutenção da sua saúde. À medida que envelhecemos, os níveis de luteína tendem a diminuir no olho, especificamente em uma parte que ajuda a focalizar a luz conhecida como mácula.

A mácula é o ponto amarelo perto do centro da retina do olho. Ela absorve o excesso de luz azul e ultravioleta como se fosse um par de óculos de sol natural. A cor amarela da mácula vem da luteína e de outro carotenoide chamado zeaxantina.

Níveis baixos de luteína são associados com a degeneração macular, uma doença ocular associada com a idade e que geralmente provoca a perda da visão. De acordo com a American Macular Degeneration Foundation, fundação americana que estuda a degeneração macular, aumentar os níveis de ingestão de luteína ou tomar suplementos deste carotenoide pode ajudar a prevenir e tratar a degeneração macular.

3 – Protege a saúde da Pele

Os olhos e a pele humana são os únicos órgãos expostos diretamente ao ambiente externo. A luteína protege estes órgãos reforçando-os nutricionalmente. De acordo com o site americano Medical News Today, especializado em saúde e nutrição, a luteína pode ajudar a melhorar a hidratação e a elasticidade da pele, trazendo muitos benefícios. Devido a sua atividade antioxidante, a luteína pode, potencialmente, ajudar a prevenir o dano oxidativo que ocorre ao longo dos anos.

A luteína também serve de ajuda na proteção os lipídios – óleos e gorduras que compõem a pele, de degradação oxidativa. Ela pode ser tomada na forma de suplementos e também aplicada diretamente na pele como um creme tópico ou pomada. A luteína também pode ajudar a proteger a pele dos danos causados ​​pelos raios ultravioletas do sol e de poluentes encontrados no ar porque reforça o sistema de defesa da pele.

4 – Benefícios cardiovasculares

A luteína também está presente no plasma do sangue, ela desempenha função antioxidante benéfica para a saúde do coração e dos vasos sanguíneos. Antioxidantes como a luteína podem ajudar a prevenir a peroxidação, ou deterioração das gorduras e colesterol no sangue, reduzindo assim a formação de placas nas artérias. Um estudo sobre a circulação sanguínea, publicado em 2001, demonstrou que a luteína tem potencial para ajudar a prevenir o espessamento das paredes das artérias, o que daria início a aterosclerose. A luteína também pode ajudar a diminuir a progressão desta doença.

Outros benefícios da luteína:

– Ajuda a reduzir a fadiga ocular e a sensibilidade ao brilho da luz

– Promove a qualidade da função visual e garante a densidade adequada das lentes oculares

– Fortalece o tecido ocular

– Melhora a qualidade da visão.

Fontes naturais de luteína

As fontes naturais mais significativas de luteína e zeaxantina são os vegetais de folhas verde-escuros e outros vegetais verdes ou amarelos. De acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA a couve e o espinafre cozidos são os campeões em concentração de luteína. A gema de ovo é uma fonte não vegetal de luteína e contém concentração significante, porém menor da substancia.

Alimentos fonte de Luteína e Zeaxantina

(valores para uma xícara do alimento)

Alimento                Quantidade em miligramas

  • Couve cozida                        23.7
  • Espinafre cozido                  20.4
  • Espinafre cru                        3.7
  • Repolho cozido                    14.6
  • Nabo cozido                         12.2
  • Ervilhas em conserva       2.2
  • Milho em conserva              2.2
  • Brócolis cozido                    1.7
  • Alface crua                            1.3
  • Cenouras cozidas               1.1
  • Vagem cozida                      0.8
  • 2 ovos grandes                    0.3

Fonte: USDA National Nutrient Database for Standard Reference, Release 22 (2009)

Efeitos colaterais da Luteína?

Não há registros de efeitos colaterais tóxicos pela ingestão de luteína ou zeaxantina. O que pode ocorrer, em casos de pessoas que comem grandes quantidades de cenouras ou frutas cítricas amarelas e verdes, é o desenvolvimento de uma coloração amarelada inofensiva da pele chamada carotenemia. Embora tal coloração possa ser um tanto alarmante e muitas vezes confundida com icterícia, ela desaparece logo que cessado o consumo destes alimentos ricos em carotenoides. A carotenemia também pode estar associada ao excesso de consumo de suplementos nutricionais ricos em carotenoides.

O que achou dos benefícios da luteína? Você já experimentou a suplementação de luteína para a visão alguma vez? Deu resultado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (214 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

13 comentários

  1. A minha Dra Fernanda bombonatti (dermatologista)
    Mandou manipular luteína 10mg
    Começo a tomar hoje
    Depois direi o resultado
    Lembrando que uso óculos e sou fumante
    #anciosa

  2. sou potado de etinose pigmenta luteina 10mg pode me ajuda no tatamento

  3. Estou tomando Neuvite ( luteína)já há dois anos, pois tenho degeneração da retina. Não cura, mas estaciona o problema. Não sabia do seu benefício para pele e outros.O bom também é que esta vitamina não tem efeitos colaterais.

  4. Olá, achei o artigo muito interessante e completo ,pois tenho assistido a videos do DR lair Ribeiro e outros médicos que falam a respeito da Luteina.Comecei a tomar a dois meses.Me nego a usar óculos sendo que este é apenas uma bengala ,nunca vai curar nossa visão .Obrigado por postar o artigo que ajuda a todos .

  5. Muito bem e bem ilustrado o artigo,gostei muito pois tenho serios problemas de visão e até agora nenhum cirugião oftalmo me falou a respeito de nada disto.Vou pedir receita não sei se conseguirei mas vou tentar.Posto mais tarde qdo começar a tomar e ver se começo a melhorar a visaõ.Valeu muito agradeço.

    • Jane converse com seu oftalmo, estou com problemas na macula e vou fazer uma tomografia para ter melhor conclusão mas meu oftalmo me receitou Totavit e o farmacêutico comentou que é o mais novo e o melhor que contém a Luteina e Zeaxantina. Boa sorte.

  6. Estou na segunda caixa de LAVITAN, um suplemento que contám luteína. Sou portadora de catarata e vo me submeter a cirurgia na próxima semana.

  7. Comecei agora a tomar luteina. Espero ter melhora no meu problema . Depois vou contar o que mudou.

  8. Estou a 3 meses tomando melhorei bem pois via uns pontos dourado na minha visão mesmo com os olhos fechados agora passa mais de duas semanas sem ver estes pontos dourados.

  9. Quem ja teve perda consideravel de visao por conta do glaucoma esses duplementos aindam ajudam?

  10. Tenho miopia degenerativa e tenho muito medo de ficar Sega. Será q esse remédio me ajuda em alguma coisa? Tenho um grau de 28 na vista esquerda e na direita 27,mas com a direita não vejo quase nada mesmo com a lente.

  11. Tenho 48 anos, desde 42 descobri o Dmri, fora da minha idade, já tomei vários suplementos, porém o com valor maior de luteína é Luvis, e não e tão coro quanto os outros, tem 10 mg outros com 3 ou 6 mg, importante também é usar um óculos polarizado para proteger a visão

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*