Eximia Fortalize ou Pantogar

Eximia Fortalize ou Pantogar – Qual Escolher?

Para determinarmos qual deve ser escolhido – Eximia Fortalize ou Pantogar – é importante conhecer o que é cada um desses produtos, não é verdade?

Pois bem, começando por Eximia Fortalize, o que temos é um suplemento vitamínico e de minerais compostos por substâncias como vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C, zinco, ferro, magnésio, zinco e silício, conforme informações da bula do produto.

O mesmo documento indica que ele pode ser utilizado para tratar cabelos finos, sem brilho, que sofrem com a diminuição do crescimento e que se quebram facilmente, além de poder ser indicado no tratamento de unhas que sofrem com descamação, que têm prejuízo no crescimento ou apresentam aspecto estriado.

Já o Pantogar é descrito como um medicamento que pode ser utilizado nos casos de alterações na estrutura dos cabelos – cabelo enfraquecido, fino, quebradiço, sem vida, opaco e sem cor -, de cabelos danificados pelo sol e pela radiação ultravioleta (UV) e para a prevenção do aparecimento de fios brancos.

Suas indicações também referem-se a desordens no crescimento das unhas – unhas fracas, quebradiças, rachadas e pouco maleáveis. Ele é composto pelas seguintes substâncias: pantotenato de cálcio, cistina, nitrato de tiamina, levedura medicinal, queratina e ácido aminobenzoico. As informações são da bula de Pantogar disponibilizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O modo de funcionamento dos produtos

Algo que pode te ajudar a fazer a escolha entre Eximia Fortalize ou Pantogar é conhecer o modo de funcionamento de cada um deles.

Vamos iniciar com Eximia Fortalize, que promete que a biotina (vitamina B7), encontrada em sua composição, associada a outras vitaminas, atua na prevenção da progressão da calvície. Outro efeito associado a essa vitamina é a preservação da força, da textura e da função dos cabelos, além de sua utilização no tratamento da síndrome das unhas frágeis.

O zinco também está presente na composição do suplemento e é apresentado como um mineral cuja deficiência provoca alterações na formação e no crescimento das unhas e faz com que algumas pessoas fiquem com cabelos finos e ralos.

O fabricante de Eximia Fortalize também descreve o zinco como fundamental para proteger e estimular o folículo piloso, estrutura que, segundo informações da Associação Brasileira de Cirurgia para Restauração Capilar (ABCRC), possui a capacidade de produzir e fazer crescer fios de cabelo.

A empresa também atribui ao zinco o efeito de participar da síntese de colágeno, que é um importante componente do crescimento capilar porque combate os radicais livres que podem afetar a textura, o crescimento e a espessura dos cabelos. A reposição de colágeno nos fios pode melhor o crescimento dos cabelos.

Além disso, o colágeno é um componente essencial das unhas e o acréscimo da substância na dieta pode ajudar a mantê-las fortes.

O fabricante de Eximia Fortalize também alega que as vitaminas do complexo B presentes no suplemento são capazes de exercer uma tarefa importante no que se refere ao crescimento dos cabelos e de ajudarem a melhorar os aspectos físicos dos fios, contribuindo para que eles tenham mais elasticidade, força e brilho.

Por sua vez, Pantogar é apresentado como um medicamento que fornece nutrientes para os cabelos e as unhas – as vitaminas contidas na levedura medicinal, o pantotenato de cálcio e a cistina. Ele também possui a proteína queratina, que é descrita como o componente mais importante do cabelo.

Segundo seu fabricante, com o uso do produto é observada uma melhora no crescimento dos cabelos, na análise das raízes e em relação ao número de fios perdidos espontaneamente.

Outros efeitos atribuídos à Pantogar são: a melhora da estrutura dos fios, o aumento da resistência dos cabelos a danos mecânicos (escovação, por exemplo), químicos (como tinturas e alisamentos) e àqueles provocados pela luz do sol.

Diz-se ainda que o produto fortalece os cabelos e traz melhorias no que se refere às desordens do crescimento das unhas, fazendo com que elas fiquem mais fortalecidas e tornem-se menos quebradiças.

As informações são das bulas dos produtos disponibilizadas pela Anvisa.

Os casos em que eles não funcionam 

Mesmo com todas essas promessas trazidas pelas bulas dos dois produtos, existem casos em que fica bem claro que eles não podem ajudar.

Dermatologistas especializados em problemas do couro cabeludo afirmam que produtos como Eximia Fortalize ou Pantogar não podem ser considerados efetivos para tratar todos os problemas capilares.

Os suplementos vitamínicos fabricados por empresas de nutricosméticos não são eficientes para lidar com calvícies que sejam provocadas por doenças autoimunes, predisposição genética ou doenças endócrinas, por exemplo.

A justificativa é que um suplemento vitamínico só pode auxiliar quando o problema é causado por algum tipo de deficiência nutricional. Assim, acredita-se que Eximia Fortalize possa ser eficiente apenas quando se trata realmente de um caso de ausência de algum nutriente que atua nesse sentido.

Ainda assim, é somente uma possibilidade. Isso porque não há garantias de que o produto seja uma solução efetiva, tendo em vista que cada pessoa possui um organismo diferente, com necessidades diversas de nutrientes, que podem variar conforme o padrão da dieta e o modo como o metabolismo absorve e utiliza as vitaminas ingeridas.

Há ainda a chance de que a pessoa sofra com problemas nas unhas e/ou nos cabelos por possuir a síndrome de má absorção intestinal, em que o corpo não consegue reter todos os nutrientes que consome.

Nesses casos, o uso do suplemento também não valerá de nada, já que o organismo não conseguirá absorver a integralidade das vitaminas e minerais fornecidos por ele.

De acordo com a própria bula de Pantogar, o medicamento não é indicado para os casos de alopecia cicatricial, uma condição caracterizada pela ausência ou diminuição definitiva dos pelos que pode ser causada por problemas como traumas, queimaduras, infecções, câncer, líquen plano pilar (lesão no couro cabeludo), lúpus eritematoso (doença autoimune), esclerodermia (doença autoimune) e mucinose folicular (lesão na raiz do cabelo).

O documento também deixa claro que Pantogar não é apropriado para os casos de calvície masculina e de perda de cabelos por questões genéticas e/ou hormonais.

As restrições de uso dos produtos

Não é todo mundo que pode utilizar Eximia Fortalize ou Pantogar. Portanto, quando existe a dúvida entre ambos, vale a pena verificar se você não faz parte do grupo de pessoas que não pode utilizar um deles ou, até mesmo, os dois.

Por exemplo, a bula de Eximia Fortalize expressa que mulheres que estejam grávidas, mulheres que estejam amamentando e crianças de até três anos de idade só devem tomar o suplemento sob orientação do nutricionista ou médico.

O documento também indica que quem possui hipersensibilidade (alergia) a qualquer um dos componentes da fórmula do medicamento deve deixar o seu consumo de lado.

A bula de Pantogar também alerta que os pacientes com hipersensibilidade a qualquer um de seus componentes não devem fazer uso do produto e que ele não pode ser utilizado por pessoas com menos de 12 anos de idade.

Em relação à gestação, o documento explica que Pantogar deve ser utilizado somente na segunda metade da gravidez e seu uso não pode ocorrer sem a orientação médica. Em casos de mulheres que estejam amamentando, idosos e pessoas com insuficiência renal ou hepática, a bula afirma que não são conhecidas restrições para o uso do produto.

Porém, mesmo no caso dessas ou de outras pessoas que não foram mencionadas nos parágrafos acima, o fundamental é que o Eximia Fortalize ou Pantogar comecem a ser utilizados somente depois de consultar o médico para ter certeza que eles não farão mal ao organismo.

É importante informar ao médico a respeito de qualquer medicamento ou suplemento que esteja utilizando para que ele verifique se não existem riscos de interação entre o remédio em questão e Eximia Fortalize ou Pantogar.

Segundo a bula do Eximia Fortalize, não existem relatos de efeitos colaterais associados ao produto. Já a bula de Pantogar esclarece que o medicamento pode causar as seguintes reações adversas: aumento repentino de suor, pulso acelerado, coceira, urticária, queimação estomacal, náusea, gases, dor abdominal, tontura, dor de cabeça, vômito, palpitação e vermelhidão na pele (eritema).

Ao experimentar qualquer efeito colateral enquanto estiver usando Eximia Fortalize ou Pantogar, procure imediatamente a ajuda do médico para saber como deve proceder.

O médico é quem deve ter a palavra final

As informações acima podem ajudar, mas elas não levam em conta as características e necessidades das suas unhas e cabelos. É preciso sempre lembrar que cada pessoa possui um corpo diferente – com unhas e cabelos diferentes, que apresentam problemas diferentes. Assim, enquanto um produto pode ser o melhor para Fulano, outro pode ser ideal para Ciclano.

Portanto, para saber com segurança e certeza se Eximia Fortalize ou Pantogar é o suplemento mais adequado para a sua condição e que o escolhido não prejudicará a sua saúde, marque uma consulta com um dermatologista e deixe que ele avalie o seu caso e defina o melhor tratamento para você.

Você já utilizou Eximia Fortalize ou Pantogar para alguma das indicações destes suplementos citadas acima? Teve bons resultados ou tem vontade de experimentar agora? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (20 votos, média: 4,10 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*