Como conversar com amigos e familiares com receio da vacina

Especialista da área:
atualizado em 23/02/2021

Desde os primeiros resultados positivos com os testes de vacinas para a COVID-19, as pessoas discutem a eficácia das vacinas. Da mesma forma, a desinformação aumenta ainda mais o medo de parte da população.

  Continua Depois da Publicidade  

Para os especialistas, todas as vacinas para o novo coronavírus são seguras. Portanto, de acordo com os cientistas, a população não precisa temer a vacinação.

Apesar disso, selecionamos mais algumas informações importantes para que você se sinta mais seguro.

Imunidade coletiva requer 75% das pessoas vacinadas

De acordo com os especialistas, para alcançar a imunidade coletiva, é preciso vacinar de 75% a 85% da população.

Além disso, ter a infecção não gera uma imunidade a longo prazo. Por isso, a importância de tomar a vacina mesmo se você já teve COVID-19.

Sendo assim, conforme as autoridades sanitárias, é importante ter uma conversa franca com seus entes queridos e pessoas próximas sobre o assunto, principalmente aqueles descrentes.

Compreender o medo pode abrir o diálogo, explicam especialistas

Existem diversos motivos pelos quais as pessoas têm receio de se vacinar. Compreendê-los pode ajudar você a manter seus amigos e familiares informados.

  Continua Depois da Publicidade  

Antes de mais nada, é preciso entender que as vacinas contra o novo coronavírus são as mais rápidas da História. Desta forma, é natural o receio da população.

Um dos principais temores com relação ao assunto é que os passos importantes para conferir a qualidade e a segurança das vacinas foram apressados ou deixados de lado.

Outro medo importante das pessoas é com relação aos efeitos colaterais. Algumas pessoas acreditam que podem se infectar com o vírus quando recebem a vacina.

Estes, de acordo com os especialistas, são os principais medos das pessoas. Saber como argumentar nestes casos é uma ótima maneira de convencer quem você ama a se vacinar e, consequentemente, salvar vidas.

Saiba como falar sobre a vacina com quem ainda não se decidiu

Sendo assim, para começar uma conversa franca com aquele ente querido que possui uma postura antivacina, pensar nestas questões pode ser o primeiro passo.

Segundo a médica psiquiatra americana Leela Magavi, a dica para estabelecer um diálogo é ter uma conversa franca, disposta a ouvir o que o outro tem a dizer.

  Continua Depois da Publicidade  

Para a especialista, é importante ouvir ativamente seus amigos e familiares que têm sistemas de crenças díspares. Da mesma forma, utilize perguntas abertas para entender a evolução de seus medos e percepções errôneas.

Como resultado, a identificação de crenças e ideais compartilhados promove a unidade e uma discussão saudável sobre os benefícios da vacina, explica a especialista.

Além de respostas com fatos científicos e esclarecimentos, os especialistas aconselham encorajar seus entes queridos a tomarem a vacina.

Lembre-os de que há profissionais qualificados envolvidos no processo. Ressalte que os sintomas do coronavírus são mais graves que os efeitos colaterais da vacina.

Da mesma forma, explique que ao obter a imunização, eles ajudam a proteger os outros. Acima de tudo, encoraje seus amigos e familiares a conversarem com médicos e autoridades sanitárias para esclarecer as possíveis dúvidas.

  Continua Depois da Publicidade  

Por que as vacinas são seguras e eficazes

vacina

Primeiramente, é importante ressaltar que as tecnologias utilizadas no desenvolvimento da vacina são confiáveis. Os especialistas são unânimes em afirmar que seguiram todos os protocolos e passos para a aprovar as vacinas, bem como as agências de saúde de vários países.

Quanto aos efeitos colaterais, de acordo com os especialistas, a população pode ficar tranquila. As pessoas vacinadas não apresentaram nenhum efeito colateral.

Da mesma maneira, é importante ressaltar que você não contrai o vírus pela vacina. No caso das vacinas para COVID-19, gripe, tétano e pólio, você não recebe material vivo que poderia causar doenças.

Aliás, é justamente o contrário: você recebe a proteção contra doença através de um vírus que está enfraquecido ou inativo.

Em suma, de acordo com as autoridades sanitárias, tomar a vacina de fato é a melhor maneira de combater o novo coronavírus. 

  Continua Depois da Publicidade  

Você conhece alguém que não pretende se vacinar? Como tem conversado sobre o assunto? Conte para gente nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário