Como Usar Enzimas Para Emagrecer

Especialista:
atualizado em 31/10/2019

Você aprenderá a seguir sobre o que são enzimas, como consegui-las por fontes naturais, quais as consequências da sua falta no corpo humano, os benefícios da suplementação de enzimas, além de aprender como usar enzimas para emagrecer.

Dentre todos os truques oferecidos, utilizar enzimas para emagrecer tem se tornado um método cada vez mais popular. De fato, essa popularidade não surgiu sem motivo: a deficiência de enzimas é um problema grave e generalizado na população, que certamente faz parte do mesmo estilo de vida desequilibrado que conduz ao excesso de peso e de gordura corporal.

Para combater esse mal, a suplementação com enzimas é indicada, desde que não sejam esperados resultados fantásticos e imediatos. Mais importante que isso, porém, é compreender que as enzimas apenas fazem o corpo funcionar do jeito certo e, desse modo, favorecem a perda de peso que, afinal de contas, ainda deverá ser obtida através do balanço calórico negativo.

Além disso, é importante que você confira também sobre como funciona a aplicação de enzimas para gordura localizada, como elas atuam na flacidez e quais são as principais substâncias. Além de entender quais os seus prós e contras e um apanhado sobre o pré e o pós procedimento.

O que são Enzimas?

As enzimas são substâncias proteicas que auxiliam e possibilitam uma infinidade de reações químicas no corpo humano. Essas substâncias atuam sobretudo na digestão dos alimentos, mas estão presentes no metabolismo de um modo generalizado.

Nesse sentido, as enzimas são responsáveis pela quebra e pela absorção dos nutrientes obtidos através da alimentação. Essa função abrange tanto os nutrientes presentes em maior quantidade, como proteínas, carboidratos e gorduras, quanto as vitaminas e sais minerais.

O metabolismo em geral é regulado pela atuação conjunta de inúmeras enzimas, que determinam a intensidade de fenômenos como o armazenamento e a queima de gorduras, ou a velocidade do metabolismo e, consequentemente, a quantidade de calorias queimadas pelo corpo em repouso.

A presença de enzimas adequadas favorece também o funcionamento do sistema endócrino, regulando a produção de uma grande quantidade de hormônios, como a insulina e os hormônios da tireoide.

Há enzimas que são produzidas pelo corpo, e enzimas que são obtidas através dos alimentos. Em ambos os casos, é necessário que as pessoas zelem pelos níveis adequados de enzimas no corpo, em geral através da alimentação ou da suplementação.

Enzimas para Emagrecer

O uso de enzimas para emagrecer implica em tratar a obesidade e o sobrepeso como problemas corporais totais. De fato, não é possível isolar a massa corporal ou os níveis de gordura de outros aspectos do corpo, uma vez que tudo se relaciona ao menos indiretamente. Nesse sentido, é evidente que um sistema digestivo saudável é o primeiro passo para a saúde corporal total que deve conduzir à perda de peso.

Talvez o efeito mais direto das enzimas para emagrecer seja o seu papel na quebra dos nutrientes, sobretudo na quebra das gorduras. Níveis adequados de enzimas fazem com que as gorduras sejam quebradas e consumidas mais facilmente para gerar energia, de modo que o processo de acúmulo é desestimulado.

No que diz respeito às gorduras, há até mesmo enzimas que determinam qual tipo de gordura é armazenado. Dentre os dois tipos de gordura, níveis adequados de enzimas favorecem o armazenamento de gordura marrom, que pode ser mais facilmente queimada quando necessário, e desestimulam o acúmulo de gordura branca, cuja queima é bem mais rara.

Entretanto, é no metabolismo encarado de modo geral que se encontram os maiores benefícios das enzimas para emagrecer. Em primeiro lugar, a velocidade do metabolismo é diretamente influenciada pela presença das enzimas adequadas, de modo que o gasto de energia é maior quando o corpo está em equilíbrio nesse sentido. Com o metabolismo acelerado, há enzimas que conduzem as gorduras diretamente aos músculos para que sejam queimadas e transformadas rapidamente em energia.

De fato, níveis adequados de enzimas digestivas aceleram o metabolismo e reduzem o apetite ao quebrar um ciclo vicioso do sistema digestivo degradado. Na ausência das enzimas corretas, o corpo não consegue obter os nutrientes essenciais de que precisa. Por isso, são acionados dois mecanismos corporais: em primeiro lugar, o corpo passa a armazenar gordura, já que entende a falta de nutrientes como risco de fome no futuro próximo. Em segundo lugar, o apetite é estimulado para que os nutrientes faltantes sejam finalmente obtidos.

As enzimas, ao garantir a absorção de todos os nutrientes essenciais, quebram essa combinação terrível de metabolismo lento com acúmulo de gorduras e fome intensificada. O gasto de energia em repouso pode até mesmo ser aumentado por tendências termogênicas de muitas enzimas, que imitam assim um popular medicamento para o emagrecimento.

Além disso, há papeis indiretos das enzimas para emagrecer na desintoxicação do corpo e no sistema hormonal. O correto processamento dos alimentos permite que o corpo se livre de tudo que não precisa, de forma a diminuir a concentração de toxinas e beneficiar o funcionamento geral do corpo, até mesmo na perda de peso. O sistema hormonal regulado também zela pela perda de peso, sobretudo através dos hormônios da tireoide, que aceleram o metabolismo, e sobre os baixos níveis de insulina, um hormônio que estimula o acúmulo de gordura.

Durante esse processo, vale a pena conferir também os 13 suplementos mais populares para perder peso. Você poderá aprender como funciona a suplementação com chá verde, quitosana, vitamina d e muitos outros. 

Vale lembrar que para conseguir resultados mais rapidamente e de maneira plena, é importante que você incorpore alguns exercícios na sua rotina. Para isso, não deixe de conferir os 10 melhores exercícios para se fazer em casa ou na academia. Dentre eles estão a caminhada, a corrida, a dança zumba, o spinning e muitos outros. Não deixe de conferir suas aplicações e melhores práticas.

Fontes Naturais de Enzimas

As enzimas necessárias para o corpo humano são naturalmente encontradas em alimentos vegetais crus. Frutas como o abacaxi, o abacate, as uvas e o mamão possuem quantidades consideráveis de enzimas úteis ao corpo humano. O mesmo vale para vegetais como o brócolis e as cenouras, bem como para as nozes.

Deficiência de Enzimas

A deficiência de enzimas é hoje em dia um problema de saúde generalizado na população mundial. A deficiência se deve sobretudo à predominância do consumo de alimentos cozidos, uma vez que a elevação da temperatura feita durante o cozimento simplesmente inutiliza todas as enzimas, no processo conhecido como desnaturação. Além disso, alimentos cultivados em solos pobres e infectados com elementos químicos possuem níveis baixíssimos de enzimas.

Nesse sentido, é necessário dar preferência a alimentos orgânicos e crus, os únicos realmente capazes de fornecer ao corpo as enzimas de que necessita.

O sinal mais claro de que há uma dramática falta de enzimas na população é a predominância de males gastrointestinais como os gases, o inchaço, a constipação e o funcionamento irregular do intestino. Esses males devem-se à intoxicação e ao acúmulo de restos no trato digestivo, fatores desencadeados pela deficiência de enzimas.

Suplementação de Enzimas

A suplementação de enzimas é amplamente disponível em várias fórmulas, que combinam múltiplas enzimas para potencializar os seus efeitos. Trata-se de uma alternativa muito adequada para fornecer as enzimas que muitas pessoas, sobretudo em virtude do envelhecimento, não são capazes de sintetizar em quantidades suficientes.

A suplementação também é um jeito de obter as enzimas que não são obtidas através da dieta. Nesse sentido, há quem diga que a suplementação é hoje em dia absolutamente necessária, uma vez que é impossível obter as enzimas necessárias através de uma dieta composta majoritariamente de alimentos cozidos. Além disso, sabe-se que a vida moderna e muitos de seus efeitos, sobretudo o estresse e o sono insuficiente, diminuem a concentração de enzimas no corpo.

É recomendável, portanto, que a suplementação de enzimas seja considerada, respeitada a condição de que um médico seja consultado para determinar o suplemento e acompanhar o seu uso.

Qual é o Resultado?

Apesar de toda a sua influência sobre o metabolismo, não se deve esperar resultados mágicos das enzimas para emagrecer. No fim do dia, a perda de peso ainda é condicionada pelo balanço energético, de modo que é necessário queimar mais calorias do que as que foram ingeridas a fim de estimular o corpo a queimar suas gorduras.

Além disso, o foco na obtenção das enzimas deve ser uma forma de estimular uma abordagem total do problema do sobrepeso ou da obesidade. Não se trata de encontrar uma única solução, mas de assegurar o bom funcionamento de todos os mecanismos corporais.

Nesse sentido, não haverão benefícios significativos das enzimas, por exemplo, caso não haja uma dieta equilibrada. Afinal, se as enzimas têm o seu principal poder em facilitar a absorção de nutrientes essenciais, não haverá melhora alguma se esses nutrientes simplesmente não forem consumidos.

A conclusão óbvia e necessária é que as enzimas podem ser muitas vezes o elo que faltava na perda de peso buscada por tantas pessoas, mas que só é capaz de se efetivar na presença da tradicional combinação entre dieta equilibrada e exercícios físicos regulares.

Você já utilizou enzimas para emagrecer? Foi necessário por alguma condição de saúde, ou apenas para a perda de peso mesmo? Comente abaixo os resultados!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (24 votos, média: 4,17 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário