Conheça a Nova Pirâmide Alimentar

Especialista:
atualizado em 18/12/2019

A primeira iniciativa foi criada em 1999 e tem a finalidade de auxiliar nas escolhas dos cardápios mais adequados à nossa saúde. Sim, você pode acreditar que uma simples diagramação com alimentos não resultaria em nada e que seria completamente ignorada por todos, mas muito pelo contrário, ela pode ser e é utilizada por muitas pessoas que levam a alimentação saudável a sério e podem provar os benefícios com sua qualidade de vida conquistada com o conhecimento sobre as medidas e quantidades adequadas para cada tipo de alimento.

Os nossos costumes mudaram, as rotinas não são como anteriormente, e assim como toda a nossa cultura, a alimentação também sofreu mudanças. Foi com o objetivo de conquistarmos uma vida ainda mais saudável que em 2013 foi criada a nova pirâmide alimentar, que está mais atualizada e se adequa melhor aos nossos hábitos, sejam eles certos ou errados.

A nova pirâmide alimentar foi adaptada para o valor energético de 2.000 calorias diárias (a anterior continha valor energético de 2.500 calorias) e com 6 refeições que devem ser distribuídas de acordo com a rotina pessoal de cada um. Veja abaixo a estrutura da nova pirâmide alimentar:

nova-piramide

Obesidade

A nova pirâmide alimentar está sendo utilizada para reduzir as consequências resultantes do processo de globalização. Os costumes não são mais os mesmos e as refeições atualmente contêm mais calorias e gorduras que há alguns anos atrás.

A obesidade é um dos resultados desses novos e péssimos hábitos alimentares que adquirimos em nossa alimentação. O consumo de alimentos naturais não é mais priorizado e opções para perder o foco de uma refeição equilibrada é o que não faltam por aí.

O fator mais agravante da obesidade não é o ganho de peso, mas sim os prejuízos oferecidos à saúde, e não só de adultos, pois é comum conhecermos casos de crianças que estão acima do peso e se tornarão adultos com baixa qualidade de vida caso não mudem seus hábitos.

Sedentarismo

Os erros não se limitam à alimentação. O comodismo tem se tornado cada dia mais comum, a praticidade oferecida por diversas ferramentas reduzem os nossos esforços e as atividades físicas se distanciam cada vez mais da nossa rotina.

O sedentarismo é o motivo que junto à má alimentação pode agravar a obesidade exposta acima. Pesquisas mostraram que em 2013 cerca de 51% das pessoas estavam acima de seu peso ideal no mundo, isso não é preocupante por um padrão estético imposto pela sociedade, mas é muito prejudicial à sua saúde agora e no futuro.

Recomenda-se a prática de atividades físicas por no mínimo 30 minutos por dia, que é o suficiente para seu corpo reagir melhor às adversidades e se dispor para os compromissos diários. Deve-se buscar alternativas para mexer o corpo e queimar as calorias ingeridas nas refeições. Os exercícios não só queimarão gorduras como também auxiliarão no bom funcionamento de seu metabolismo e corpo.

Refeições

A nova pirâmide alimentar recomenda que devem ser feitas mais refeições durante o dia. Indica-se a ingestão de menos calorias por refeição e que elas sejam melhor distribuídas pelos horários, com intervalos reduzidos.

A nova pirâmide alimentar confirma a recomendação de nutricionistas para que as refeições para que nos adequemos para realizar as 6 refeições diárias recomendadas a cada 3 horas. O valor calórico das refeições será reduzido pela maior ingestão de legumes e verduras, assim não oferecendo riscos de ganho de peso.

O que mudou na nova pirâmide alimentar?

  1. As versões integrais ganharam mais espaço entre os grãos como o arroz e os pães. O índice glicêmico é muito inferior e ainda pode auxiliar no funcionamento da flora intestinal. Os tradicionais biscoitos das crianças também podem ser substituídos por versões integrais, tornando-os mais saudáveis com o uso da nova pirâmide alimentar, beneficiando a saúde do intestino e reduzindo os desconfortos abdominais. Incluíram-se também os cereais que podem intensificar a sua nutrição, como a aveia e a quinoa.
  2. Dentre os legumes e verduras, agora as verduras escuras estão em destaque para consumo. Muitas delas são fontes ricas de vitamina A e podem oferecer nutrientes indispensáveis para seu corpo se manter equilibrado.
  3. Os derivados de leite agora devem ser substituídos pelas versões naturais ou desnatados. Eles contêm menos açúcar, menos calorias e menos gordura, e ainda assim são fontes indispensáveis de cálcio, principalmente pela saúde de seus ossos e dentes.
  4. O grupo das carnes agora objetiva maior consumo de peixes e carnes magras. A substituição de carne vermelha por peixes e ovos é muito bem vinda.
  5. No grupo de grãos como o feijão, adicionou-se a soja, que pode ser substituída facilmente nos preparos das refeições, e ainda acrescentar um sabor diferente. Você pode adicionar a esse grupo as oleaginosas, o grão de bico, a lentilha, dentre outros.
  6. Não se extingue todo o consumo de gordura, pelo contrário, você pode sim fazer uso da mesma, mas é importante buscar as opções saudáveis para que seu corpo mantenha-se limpo e saudável mesmo com gorduras, porém, as chamadas “gorduras boas”. Uma opção ideal de gordura boa é o azeite de oliva, ele pode ser utilizado em suas saladas e como tempero para suas refeições. Vale ressaltar que seu uso aquecido não é indicado por nutricionistas.
  7. O grupo que engloba os doces e alimentos com açúcar permanece com o consumo reduzido se comparado aos demais.
  8. Os exercícios físicos são destacados na base da nova pirâmide alimentar, já vimos que é fundamental que as atividades físicas sejam incorporadas ao seu cronograma diário.

Você já tinha ouvido falar na nova pirâmide alimentar? Conhece alguém que já siga estas novas determinações de saúde? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 4,20 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

1 comentário em “Conheça a Nova Pirâmide Alimentar”

  1. Olá. Sabes me informar onde encontro as pirâmides por faixa de idade?

    0 a 2 anos
    19 a 59 anos?