Dicas para não engordar enquanto trabalha de casa!

Especialista:
atualizado em 14/09/2020

Devido à pandemia do novo coronavírus, uma série de profissionais passou a trabalhar de casa. Entretanto, especialmente para quem não estava habituado ao home-office, todo esse tempo a mais em casa pode despertar comportamentos não muito saudáveis.

Em casa, o acesso à comida é mais fácil, ao mesmo tempo em que o trabalho acumulado pode ocupar o tempo que seria dedicado para a preparação de refeições saudáveis e balanceadas, aumentando o consumo de produtos industrializados.

A correria de trabalho também pode impedi-la de praticar exercícios e fazer com que fique muito tempo sentada. E sabemos que ficar muito tempo sentado pode comprometer a saúde.

A boa notícia é que dá para mudar esse cenário. Existem mudanças e estratégias que ajudam a não engordar e a manter a saúde enquanto se trabalha de casa! Vamos a elas:

1. Trabalhar longe da cozinha

Home office

O lugar escolhido para o seu home-office deve ser o mais distante possível da cozinha. Isso porque quanto mais perto se estiver da cozinha ou quanto mais passar por ela, maior será a probabilidade de cair na tentação.

Para correr menos risco de sentir vontade de recorrer às besteirinhas cheias de calorias ao longo do dia, certifique-se que as suas refeições sejam completas, saudáveis e nutritivas, e que elas te saciem.

2. Não deixar uma garrafa térmica de café na mesa

Sem horários muito bem organizados para trabalhar em casa, a pessoa pode se sentir cansada e decidir deixar uma garrafa grande de café por perto para dar aquela acordada. O problema é quando isso significa tomar café o dia inteiro.

Isso não é saudável, especialmente se for o café com açúcar. Entretanto, mesmo o café sem açúcar consumido excessivamente não é uma boa ideia. Tomar café em excesso faz mal porque aumenta os níveis de glicose (açúcar) no sangue e gera uma dificuldade em relação à sensibilidade à insulina.

Há ainda efeitos colaterais associados ao excesso de cafeína, que incluem:

  • insônia;
  • nervosismo, inquietação, ansiedade e agitação;
  • irritação estomacal, náusea e vômito;
  • dor no peito, aumento do ritmo cardíaco e da respiração;
  • dor de cabeça;
  • zumbido no ouvido.

Como se não bastasse, o excesso do café aumenta o cortisol, que é o hormônio do estresse, que faz com que o corpo queime massa muscular e acumule gorduras.

Isso sem contar que o estresse e o aumento do cortisol podem ser uma das causas da imunidade baixa, algo que precisa ser evitado principalmente em tempos de pandemia do novo coronavírus.

3. Não trocar o almoço por um lanche

No embalo do trabalho ou devido à alta quantidade de atividades, a pessoa pode ter zero vontade de dar uma pausa no serviço e dedicar tempo para preparar seu almoço. Então, a opção se torna comer apenas um lanchinho ou sanduíche enquanto trabalha.

O problema é que esse lanche que toma o lugar do almoço tem grandes chances de ser calórico e passar longe de ser saudável. Mesmo que não seja tão ruim assim, o lanche provavelmente não saciará tanto como um almoço completo e certamente não terá os mesmos nutrientes.

É muito difícil para você tirar um tempo todo dia para fazer o almoço? A dica é separar um dia de folga ou do final de semana para preparar marmitas saudáveis para a semana toda e congelá-las.

Assim, quando chegar a hora do almoço, bastará descongelar a marmita e comer. Aprenda como fazer marmitas fitness para a semana toda.

4. Estabelecer horários

A bagunça nos horários de trabalho pode deixar tudo confuso, corrido e impedir que se tenha tempo para pausar, sentar e fazer refeições saudáveis. Por exemplo, no lugar de tomar café da manhã ao acordar, a pessoa pode correr para o trabalho.

Assim, ao pular refeições ou demorar muito tempo entre uma refeição e outra, a pessoa pode acabar recorrendo aos lanchinhos calóricos.

Por isso, a dica é estabelecer horários tanto para trabalhar quanto para exercer as outras atividades do seu dia a dia, o que inclui suas refeições. Como fazer isso? Um truque é tentar manter os mesmos horários que tinha quanto trabalhava fora de casa.

Por exemplo, se o expediente começa às 9h, você pode começar a trabalhar às 9h, mas acordar às 8h para ter tempo de tomar um café da manhã saudável.

E assim sucessivamente: faça o mesmo horário de almoço que fazia no escritório, os mesmos intervalos para lanchinhos saudáveis e encerre o expediente no mesmo horário que costumava encerrar.

5. Resistir às sobremesas

Ao trabalhar fora, pode ser mais fácil obedecer àquela promessa de não comer doce durante a semana.

Por outro lado, em casa você se depara a todo momento com os docinhos que comprou para comer no final de semana ou com os docinhos dos seus filhos. Assim, há um grande risco de passar a comer sobremesa diariamente no almoço e jantar.

Isso inevitavelmente aumentará o seu consumo de açúcar. Além do aumento de peso, o excesso de açúcar também está associado ao aumento da pressão arterial e da inflamação crônica, por exemplo.

Mas e se a vontade pelo doce bater? A saída é recorrer às frutas, que são naturalmente doces. Por exemplo, dá para assar uma banana ou maçã no forno ou no micro-ondas e adicionar um pouco de canela.

6. Beber mais água

A disponibilidade de diversas outras bebidas em casa pode fazer com que as pessoas recorram demais a elas e se esqueçam da água. Entretanto, é muito importante tomar cuidado para ingerir uma boa quantidade de água ao longo de todo o dia.

Isso porque o líquido é essencial para diversos processos do organismo e para evitar a desidratação. Além do perigo de ficar desidratado, outro problema é que essas bebidas que tomam o lugar da água podem ser calóricas e ricas em açúcar.

Além disso, deixar de tomar água o suficiente por qualquer que seja o motivo ainda pode dar uma falsa sensação de fome. O centro da fome e o centro da sede ficam muito próximos no cérebro, portanto, quem toma pouca água pode achar que está com fome e comer sem necessidade.

Portanto, é essencial se esforçar para ter uma rotina que envolva beber água ao longo de todo o dia. Costuma-se recomendar o consumo de dois litros de água por dia.

Para isso, no lugar de deixar uma garrafa de café, suco ou refrigerante na mesa de trabalho, deixe uma garrafa grande de água, com a sua meta de ingestão para o dia, e com isso lembrar-se constantemente de consumi-la.

Aproveite e conheça outras dicas de como beber mais água na rotina e assista ao vídeo da nossa nutricionista dando mais dicas para quem precisa trabalhar de casa e não quer engordar:

Fontes e referências adicionais:

O que você achou dessas dicas para não engordar trabalhando de casa? Pretende seguir no seu dia a dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 4,33 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário