Como Ficar Muito Tempo Sentado Pode Acabar Com a Sua Saúde – 12 Maneiras

Especialista:
atualizado em 17/03/2020

O que um motorista, uma secretária, um operador de caixa de supermercado, uma escritora, um contador, um estudante que passa horas lendo livros na biblioteca e as pessoas que ficam um tempão assistindo televisão ou jogando no computador têm em comum?

Todos eles passam muitas horas do seu dia sentados, o que não é brincadeira, uma vez que pode resultar em uma série de prejuízos para a saúde. Por exemplo, sabia que ficar sentado o dia todo pode envelhecer seu corpo em 8 anos?

O fato de não sobrar tempo para movimentar o corpo e manter-se ativo ao longo do dia já poderia ser suficiente para termos um indicativo de que ficar sentado por horas a fio diariamente não é exatamente um aliado da saúde.

Falando nisso, suas desculpas acabaram: veja como conseguir se exercitar 1 hora por dia mesmo trabalhando o dia todo, se esse for o seu caso.

Por enquanto, na lista a seguir, preparada com base em informações do site WebMD, vamos conhecer mais formas de como passar o dia todo sentado pode ser perigoso:

1. Pode fazer mal à saúde do coração

Durante um estudo, pesquisadores compararam dois grupos de pessoas: um era composto por motoristas de trânsito, que permaneciam sentados ao longo da maior parte do dia, e por condutores ou guardas, que não tinham essa hábito.

As dietas e os estilos de vida de ambos os grupos eram bastante parecidas, entretanto, os cientistas observaram que aqueles que ficavam muito tempo sentados apresentaram uma tendência duas vezes mais elevada de desenvolver doença no coração do que os participantes que tinham o costume de ficar mais de pé.

2. Pode tornar a pessoa mais propensa à demência

Quem passa muito tempo do dia sentado pode terminar com um cérebro parecido ao de uma pessoa que tem demência. Isso sem contar que sentar demais aumenta o risco de ter doença no coração, diabetes, acidente vascular cerebral (AVC) e colesterol elevado, condições que possuem um papel no desenvolvimento da demência.

Aproveite e conheça outros fatores surpreendentes que podem favorecer o desenvolvimento de demência.

3. Pode aumentar as chances de desenvolver diabetes

As chances de desenvolver a diabetes quando se fica muito tempo sentado não aumentam somente. Isso também resulta na queima de uma quantidade mais reduzida de calorias.

Esses riscos também se tornam maiores porque permanecer muito tempo sentado pode modificar a maneira pela qual o organismo reage à insulina, ainda que os médicos não entendam com clareza por que isso acontece.

É importante lembrar que a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas e é responsável por auxiliar a glicose obtida por meio dos alimentos a chegar até as células, onde será utilizada como fonte de energia. Já em um quadro de diabetes, o corpo não produz insulina o suficiente ou qualquer quantidade do hormônio ou não consegue utilizar a insulina presente apropriadamente. Com isso, a glicose permanece no sangue e não dá conta de chegar até as células.

4. Pode resultar na trombose venosa profunda

A trombose venosa profunda é um coágulo que se forma na perna e ocorre geralmente justamente devido ao ato de permanecer sentado por muito tempo. Este risco justifica muito a recomendação de fazer intervalos para caminhar durante os longos períodos sentado porque a condição pode se tornar grave caso o coágulo escape e chegue aos pulmões.

Quando um vaso sanguíneo do pulmão é bloqueado por um coágulo que veio de outra parte do corpo, geralmente da própria perna, é desenvolvida a embolia pulmonar, uma condição que pode ser fatal.

Outra possível complicação da trombose venosa profunda é a síndrome pós-flebítica (pós-trombótica), em que o dano provocado pelo coágulo sanguíneo às veias diminui o fluxo sanguíneo nas áreas afetadas, podendo causar inchaço persistente nas pernas, descoloração na pele, dor nas pernas e feridas na pele.

5. Pode estimular a ansiedade

Passar muito tempo sentado e sozinho, seja trabalhando, seja estudando, seja dedicando tempo a algum tipo de entretenimento, pode fazer com que a pessoa se distancie, o que está associado à ansiedade social.

Isso sem contar que se todo esse tempo sentado e sozinho atrapalhar o sono, essa ansiedade poderá se tornar ainda maior. Está desconfiado que anda ansioso? Então conheça os principais sintomas da ansiedade.

6. Pode acabar com as costas

A posição sentada submete os músculos das costas, do pescoço e da coluna a um estresse muito elevado. A situação torna-se ainda pior nos casos em que a pessoa relaxa a postura enquanto está sentada.

Usar uma cadeira ergonômica, que tem a altura adequada para a pessoa e oferece suporte às suas costas nos locais apropriados, ajuda? Sim, mas não importa o quão confortável alguém esteja com a sua cadeia, ainda assim as costas não apreciam a posição sentada por muito tempo.

Caso sofra com dores musculares nas costas com muita frequência e/ou intensidade, procure o auxílio médico. Vale a pena conhecer dicas de como melhorar a postura e prevenir dores também.

7. Pode formar varizes

Isso porque, ao ficar sentado por muitas horas, pode ocorrer o acúmulo de sangue nas pernas, o que coloca pressão nas veias. Com isso, elas podem inchar, torcer-se ou dilatar, uma condição que é conhecida pelo nome de varizes ou veias varicosas.

Elas não costumam ser graves, entretanto, podem provocar dores, além de trazer uma aparência desagradável. Em casos raros as varizes podem resultar em complicações como úlceras, coágulos sanguíneos e sangramentos.

8. Pode ser ruim para a saúde dos ossos

As pessoas mais velhas que não têm um estilo de vida ativo – o que pode envolver passar muito tempo do dia sentado – têm maior tendência de desenvolver a osteoporose ou enfraquecimento dos ossos.

Lentamente, eles podem não dar mais conta de fazer sozinhos tarefas básicas do dia a dia como usar o banheiro e tomar banho. Por isso, nada de começar a curtir a aposentadoria ficando horas e horas jogado no sofá. Aproveite esses exercícios funcionais para idosos e não fique parado.

9. Pode aumentar o risco de desenvolvimento de câncer

Independente da pessoa ser bastante ativa ou não nos outros períodos do dia, acredita-se que passar muito tempo sentado aumenta as chances de ter câncer de cólon, câncer de pulmão e câncer de endométrio, além de câncer de mama para as mulheres mais velhas. E quanto maior for o tempo em que a pessoa permanecer sentada, mais elevados serão esses riscos.

10. Pode neutralizar os benefícios dos exercícios físicos

Existe ainda a ideia de que os efeitos negativos de ficar muito tempo sentado são difíceis de serem combatidos até mesmo pela prática de atividades físicas. O receio é que nem mesmo sete horas de treinamentos físicos por semana possam reverter os efeitos de permanecer sentado durante sete horas corridas.

11. Pode estimular o aumento de peso

Aqueles que passam muito tempo sentados assistindo a programas de televisão ou usando a internet são mais propensos a desenvolver o sobrepeso ou a obesidade.

Além dessas atividades caracterizarem um estilo de vida sedentário, é bem comum que aquelas longas horas sentado em frente à televisão ou ao computador venham acompanhadas de lanchinhos nada saudáveis como batata frita, chocolate, salgadinhos, balas e outras guloseimas e frituras cheias de calorias, açúcares e gorduras ruins, não é mesmo?

12. Pode encurtar a vida

Acredita-se que aqueles que ficam sentados durante longos períodos de uma vez correm mais risco de morrer mais cedo de qualquer causa. O pior é que nem a prática diária de exercícios físicos melhora essa prognóstico.

Entretanto, isso não pode servir como justificativa para deixar as atividades físicas de lado: abandonar os treinamentos pode tornar a expectativa de vida ainda mais curta.

As informações são do site WebMD, do Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais dos Estados Unidos e da Mayo Clinic, organização da área de serviços médicos e pesquisas médico-hospitalares dos Estados Unidos.

E então, o que fazer?

Na realidade, tudo isso deve servir de motivação para diminuir o máximo possível todo o tempo que permanece sentado ao longo do dia.

Se você trabalha sentado, tente andar mais durante os seus intervalos e sempre que possível vá até a sala do colega ou chefe para transmitir um recado em vez de mandar uma mensagem. Já se você fica muito tempo sentado porque precisa estudar demais, tente mudar o seu ambiente de estudo para um lugar amplo em que você possa caminhar ou ficar em pé enquanto lê uma apostila, por exemplo.

As orientações também consistem em levantar, alongar-se e movimentar-se pelo ambiente durante um a dois minutos para cada meia hora que ficar sentado.

Outra estratégia que ajuda é ficar em pé durante parte do estudo ou trabalho: para isso, providencie uma mesa que pode ser elevada ou coloque o seu computador em cima de uma caixa. Existe até uma mesa de trabalho com esteira, em que a pessoa pode exercer sua funções profissionais ao mesmo tempo anda no aparelho.

Algo que também pode auxiliar as pessoas que passam muito tempo sentadas é deixar o automóvel ou transporte público de lado e caminhar até os locais de destino mais próximos de sua casa. Assim, o tempo sentado no carro, moto, ônibus ou metrô será diminuído.

Além disso, outro ponto importantíssimo é manter as suas consultas e exames médicos em dia para checar periodicamente se todo o tempo em que permanece sentado já não trouxe prejuízos para a saúde. Assim, caso algum problema tenha sido desenvolvido, ele poderá começar a ser tratado rapidamente.

Fontes e Referências Adicionais:

Você costuma passar muito tempo do seu dia sentado? Preocupou-se com tantos malefícios e pretende diminuir esse tempo a partir de agora? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário