Dieta pós bariátrica – O que pode comer e cuidados

Especialista da área:
atualizado em 01/10/2021

A recuperação após uma cirurgia bariátrica requer cuidado especial com a alimentação. É essencial seguir uma dieta específica composta por várias etapas para de fato perder o peso desejado.

  Continua Depois da Publicidade  

Além de te ajudar na perda de peso, a dieta pós bariátrica é importante para evitar complicações da cirurgia e para adquirir hábitos alimentares mais saudáveis. 

O que pode comer em cada fase

mulher pensativa

A dieta pós bariátrica é dividida em três fases, cada uma delas com uma duração e regras específicas. A alimentação normal geralmente só é retomada 3 meses após a cirurgia.

Fase 1: dieta líquida

A primeira é a fase da dieta líquida. Logo após passar por uma cirurgia bariátrica, o estômago fica muito menor do que antes e só suporta 200 mL de líquido no máximo. Por isso, durante um período de 15 dias, a pessoa em recuperação só pode ingerir 150 mL de líquidos em intervalos de 2 horas. Isso resulta em cerca de 6 a 8 refeições diárias.

Na primeira semana, é indicado fazer refeições de 30 a 60 mL e só são permitidos líquidos claros, incluindo:

  • Chás claros sem açúcar e livres de cafeína;
  • Caldos e sopas sem gordura;
  • Sucos de frutas claras coados e sem açúcar.

A partir do oitavo dia, é possível aumentar as porções de 60 para 100 mL por refeição. Além disso, você pode triturar alguns alimentos e tomar como uma sopa com a colher. Não é recomendado usar canudo nessa etapa da recuperação.

Os alimentos permitidos nessa fase são:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Leite desnatado;
  • Sucos de frutas coados e sem açúcar;
  • Iogurte desnatado;
  • Shakes de proteína em pó;
  • Mingau de farelo de aveia;
  • Gelatina sem açúcar;
  • Creme de legumes como abobrinha e chuchu.

É importante comer muito lentamente nessa primeira fase da dieta pós-bariátrica, podendo levar até 40 minutos para terminar uma refeição, por exemplo. 

Fase 2: alimentos pastosos

alimento pastoso

Na fase 2, começa a dieta pastosa que dura aproximadamente 20 dias. Nessa etapa, os alimentos ainda são triturados, mas você pode adicionar alguns alimentos sólidos bem macios pouco a pouco.

O volume permitido em cada refeição varia de 150 a 200 mL e os alimentos que podem ser ingeridos são:

  • Mingau;
  • Purê;
  • Peixe branco cozido;
  • Ovos mexidos ou cozidos;
  • Cremes de legumes;
  • Purês;
  • Sopas;
  • Banana amassada;
  • Húmus (pasta de grão-de-bico);
  • Queijo tipo cottage;
  • Batata doce;
  • Frango bem cozido;
  • Vitaminas de frutas.

Apesar de ter uma dieta mais abrangente na fase pastosa, é importante evitar a ingestão de líquidos junto com as refeições principais. Além disso, prefira alimentos fáceis de digerir e evite usar muito tempero ou especiarias para não sofrer com a azia, que é bastante comum no pós operatório.

Fase 3: alimentos sólidos

A partir da fase 3, você já pode ingerir alimentos sólidos com mais tranquilidade, mas ainda é importante mastigar sem pressa e comer bem devagar.

As porções também devem ser pequenas e divididas em 6 refeições ao longo do dia. Substituir o prato normal pelo prato de sobremesa pode te ajudar a manter as porções pequenas. 

  Continua Depois da Publicidade  

Nesta fase, você poderá comer:

  • Frutas;
  • Legumes;
  • Leite;
  • Carne vermelha;
  • Frango;
  • Peixe;
  • Ovo;
  • Massas.

Em resumo, tudo o que você comia antes pode ser incorporado novamente à sua dieta, mas sempre com moderação e adicionando um alimento novo por vez. Assim, essa etapa só termina depois de cerca de 2 meses, quando você reincorporar todos os alimentos que você quer que façam parte da sua alimentação daqui para a frente.

O que evitar

comida gordurosa

É interessante evitar alguns alimentos que podem fazer mal e causar dor, náusea ou vômito logo após a cirurgia de redução de estômago, como por exemplo:

  • Pães;
  • Refrigerantes;
  • Frituras;
  • Pipoca;
  • Nozes e sementes;
  • Alimentos muito temperados;
  • Carne vermelha;
  • Café;
  • Chá verde;
  • Chá mate;
  • Chocolate;
  • Sucos em pó industrializados;
  • Balas e doces;
  • Bebidas alcoólicas.

Também é bom evitar o consumo de alimentos muito calóricos como o sorvete e o leite condensado, por exemplo.

No fim da dieta, é possível reintroduzir alguns desses alimentos, como a carne vermelha e os pães, mas sempre mastigando muito bem e seguindo as orientações do seu médico.

  Continua Depois da Publicidade  

Dicas gerais

As dicas abaixo servem para todas as fases da dieta e incluem:

  • Evite o consumo de álcool e cafeína, pois essas substâncias podem causar desidratação;
  • Mastigue bem os alimentos;
  • Tome as vitaminas, suplementos e remédios prescritos pelo médico;
  • Beba cerca de 2 litros de água por dia, divididos em pequenas quantidades entre as refeições;
  • Não tome bebidas gaseificadas;
  • Coma e beba bem devagar para evitar desconfortos como náusea, vômito e tontura;
  • Consuma alimentos ricos em proteínas todos os dias;
  • Evite alimentos gordurosos e ricos em açúcar.

É muito importante seguir o plano alimentar sugerido pelo médico após uma cirurgia bariátrica, pois isso vai ajudar o corpo a se recuperar do procedimento. Além disso, você terá a oportunidade de se adaptar a uma dieta mais saudável que pode te acompanhar para o resto da vida.

Fontes e referências adicionais

Você já fez ou pretende fazer uma cirurgia bariátrica? Como foi a recuperação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Ana Detoie

Dra. Ana Detoie é nutricionista graduada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), pós-graduada em Nutrição Funcional pela VP Centro de Nutrição Funcional, pós-graduada em Nutrição Esportiva Funcional pela VP, Coaching de Mindfulness & Mindful Eating. Para mais informações, entre em contato com ela no seu Instagram.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário