Doar sangue

Doar Sangue Faz Bem à Saúde?

Todos os anos, milhares de pessoas confiam em receber sangue doado por desconhecidos para se manterem vivas. Certas doenças e ferimentos podem causar queda rápida dos níveis sanguíneos de uma pessoa, que sem sangue suficiente, não recebe oxigênio suficiente em seu corpo, resultando em morte.

Muitos hospitais e centros médicos utilizam sangue doado para salvar a vida de seus pacientes. Uma doação de sangue pode ser vital para as pessoas em necessidade, mas quais são os efeitos naqueles que doam? Como é doar sangue? Doar sangue faz bem à saúde?

Benefícios para a saúde

Alguns profissionais médicos afirmam que doar sangue faz bem à saúde também do doador. Veja agora como.

1. Reduz os níveis de ferro

O ferro é um mineral que o corpo precisa para produzir glóbulos vermelhos, porém, muito ferro pode ser prejudicial à saúde de uma pessoa, pois ele pode se depositar em diferentes órgãos do corpo, como o fígado e o coração, afetando o funcionamento destes.

2. Identifica efeitos adversos à saúde

Tornar-se um doador de sangue é uma atitude muito generosa, além de fornecer algo essencial para a indústria médica e até salvar a vida de muitas pessoas.

Como resultado, é possível que uma pessoa possa identificar problemas de saúde desconhecidos como parte do processo de doação de sangue. Esses problemas de saúde podem incluir problemas de pressão arterial ou baixas contagens sanguíneas.

Uma pessoa nunca deve usar a doação de sangue para se examinar e descobrir se tem alguma doença transmitida pelo sangue, como por exemplo a hepatite B, hepatite C ou HIV. Em vez disso, deve ir ao médico sempre que tiver qualquer preocupação.

Embora a contagem sanguínea baixa impeça que uma pessoa doe sangue, descobrir essas informações as ajuda a descobrir mais sobre a sua saúde.

3. Protege a saúde cardiovascular

Ao reduzir o ferro nas células do sangue, a doação também pode reduzir o risco de ataques cardíacos e derrames. Um estudo publicado no Journal os American Medical Association descobriu que os participantes com idades entre 43 e 61 anos tiveram menos ataques cardíacos e derrames quando doaram sangue a cada seis meses.

Em outro estudo do American Journal of Epidemiology, os pesquisadores descobriram em uma amostra de 2.682 homens na Finlândia que aqueles que doaram sangue pelo menos uma vez por ano tiveram um risco 88% menos de ataques cardíacos do que aqueles que não doaram.

4. Reduz o risco de câncer

O ferro também pode aumentar os danos dos radicais livres no corpo e por isso foi associado a um aumento do risco de câncer e envelhecimento. O hemocentro Miller-Keystone disse que o ato regular de doar sangue faz bem à saúde também por estar associado a menores riscos de câncer, incluindo câncer de fígado, pulmão, cólon e garganta, devido à redução do estresse oxidativo quando o ferro é liberado da corrente sanguínea.

Além disso, em um estudo publicado no Journal of Cancer Institute, os pesquisadores acompanharam 1.200 pessoas divididas em dois grupos ao longo de 4 anos e meio. Um grupo reduziu seus estoques de ferro através de doações de sangue realizadas duas vezes por ano, enquanto o segundo não passou por nenhuma alteração.

Os resultados do estudo mostraram que o grupo de doadores de sangue apresentou níveis mais baixos de ferro e menor risco de câncer e mortalidade.

5. Queima calorias

De acordo com o Centro Médico St. Mary’s em Blue Springs, Missouri, EUA, doar sangue queima até 650 calorias por doação. Embora o ato de doar sangue não deva ser uma alternativa ao exercício físico, as calorias queimadas podem ser vistas por alguns como um benefício à saúde.

6. Reabastece o sangue

Quando você doa sangue, seu corpo substitui o volume de sangue dentro de 48 horas após a doação, e todas as células vermelhas que você perde durante são completamente substituídas dentro de quatro a oito semanas. Esse processo de reabastecimento pode ajudar o seu corpo a se manter saudável e a trabalhar de forma mais eficiente e produtiva.

7. Faz com que as pessoas se sintam bem consigo mesmas

Doar sangue faz bem à saúde mental também, já que o benefício mais poderoso é possivelmente o psicológico. Essa atitude significa que alguém (ou várias pessoas) em algum lugar irá receber a ajuda de que precisa desesperadamente.

O benefício psicológico que você recebe ao saber que está ajudando outras pessoas pode ser tão útil quanto o benefício de saúde física. Quando você arregaça a manga e se senta na cadeira para doar, sabe que está fazendo a diferença, e isso faz com que se sinta muito bem.

Doar sangue gripado

Muitas pessoas perguntam se há problema em doar sangue gripado, e de acordo com a Cruz Vermelha, se a pessoa não está se sentindo bem no dia da doação, ela não poderá doar. Aquelas com gripe devem esperar até que não tenham mais os sintomas, que tenham se recuperado completamente e se sintam bem. Os doadores de sangue devem se sentir saudáveis e bem no dia da doação.

Como é doar sangue

Se você está pensando em ser um doador, é importante que entenda como é doar sangue.

1. Preparação

Antes que alguém possa doar sangue, sua saúde deve ser avaliada para garantir que possa ser um doador com segurança. O primeiro passo será se registrar para doação, preencher um histórico médico e fazer um mini exame físico.

Essas medidas ajudam a garantir que uma pessoa não tenha sido exposta a doenças que poderiam ser transmitidas a outras pessoas por meio de doações de sangue. Os testes também revelam se alguém não é um bom candidato devido a preocupações com a saúde pessoal. Exemplos destes problemas incluem baixos níveis de hemoglobina ou pressão arterial alta ou baixa.

2. Durante a doação

O braço do doador é limpo com uma compressa de álcool e um membro da equipe de doação insere uma agulha na veia. A agulha deve ser nova e estéril.

Essa agulha é presa a um tubo e bolsa de coleta e o sangue fluirá para dentro do recipiente que irá armazenar o sangue, uma espécie de sacola, até que fique cheia.

Segundo a Cruz Vermelha Americana, uma doação de sangue leva em média de 8 a 10 minutos. Se uma pessoa está doando outros tipos de produtos sanguíneo, como plaquetas ou plasma, esse processo pode levar até duas horas.

3. Depois da doação

Quando a pessoa termina de doar sangue, a equipe médica remove a agulha ou catéter intravenoso, aplica pressão com uma gaze de algodão e coloca uma bandagem no braço da pessoa.

O doador normalmente espera por cerca de 10 a 15 minutos antes de ir embora, período durante o qual será incentivado a comer e beber algo.

Após a doação, equipes médicas receberão o sangue e testarão possíveis doenças transmitidas pelo sangue, como por exemplo HIV, hepatite B, hepatite C e sífilis.

A organização responsável realiza mais de uma dúzia de exames para garantir a segurança do sangue doado, que possui data de validade e deve ser usado antes de expirar. Porém, os bancos de sangue e hospitais têm uma necessidade quase que contínua de sangue doado.

Doar sangue faz bem à saúde física e psicológica, e trata-se de algo muito importante que pode salvar a vida de muitas pessoas. Procure um local próximo e seja um doador.

Referências adicionais:

Você já tinha ouvido falar que doar sangue faz bem à saúde até do doador? Já fez esse bem a alguém alguma vez? Como se sentiu? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*