Entenda o que é a síndrome pós-Covid-19

Especialista da área:
atualizado em 05/04/2021

A COVID-19, em muitos casos, pode deixar sequelas. Os especialistas alertam que a recuperação pode levar meses. As autoridades de saúde já estão, inclusive, nomeando esta condição. Quando os sintomas persistem, você pode estar com a síndrome pós-Covid-19.

  Continua Depois da Publicidade  

O paciente recuperado pode, por exemplo, apresentar a fadiga crônica e um forte cansaço acompanhado de dores nas juntas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, até um quarto dos pacientes com a COVID-19 sofrem com estes sintomas depois da recuperação. Sendo assim, entenda o que é a síndrome pós-Covid e quais são os seus principais sintomas.

Síndrome pós-Covid pode durar meses, alertam especialistas

Síndrome covid-19

Em muitos casos, após a recuperação da infecção pelo novo coronavírus, o paciente ainda possui uma longa jornada pela frente para a recuperação total.

Os especialistas afirmam que esta síndrome pós-Covid nada mais é do que uma série de sintomas decorrentes de uma complicação devido à infecção viral que se espalha e pode atingir diversos sistemas do nosso corpo.

Ou seja, a infecção com o novo coronavírus e a síndrome pós-covid estão associadas principalmente a problemas no sistema nervoso central e musculoesquelético.

Embora a pessoa não carregue mais o vírus, esta síndrome e os seus sintomas afetam a qualidade de vida do paciente.

Os sintomas da síndrome pós-Covid, conforme as autoridades médicas, podem durar até 6 meses.

A condição persistente não é novidade em pandemias e em casos de infecção viral. Por exemplo, a persistência de sintomas após a infecção aconteceu também com a gripe espanhola ou a infecção por SARS de 2002.

A síndrome aparece principalmente em casos mais graves da doença. No entanto, os especialistas alertam que ela também ocorre em casos leves e moderados.

  Continua Depois da Publicidade  

Sendo assim, ela pode atingir especialmente pessoas com pressão alta, obesidade ou com histórico de transtorno psicológicos.

Conheça alguns sintomas da síndrome pós-Covid-19

A síndrome pós-Covid-19 se manifesta de diversas formas e pode apresentar vários sintomas. Os sintomas mais comuns da síndrome, no entanto, são:

  • Cansaço excessivo;
  • Tosse;
  • Nariz entupido;
  • Sensação de falta de ar;
  • Perda do paladar ou cheiro;
  • Dor de cabeça e muscular;
  • Diarreia e dor abdominal;
  • Confusão.

Além disso, a síndrome ainda pode levar a déficits cognitivos, como alterações de memória e fadiga mental.

Os sintomas também podem variar de acordo com a idade. Crianças, por exemplo, também podem apresentar sintomas persistentes de Covid-19.

Nestes casos, no entanto, é comum elas apresentarem sintomas como febre alta, bem como manchas ou bolhas na pele. Da mesma forma, as crianças ainda podem sofrer com indisposição.

Há, ainda, a possibilidade de síndrome causar problemas neurológicos, cardiovasculares e intestinais.

Por outro lado, os especialistas alertam que é preciso diferenciar esta condição de outras doenças como depressão, anemia, sequelas pulmonares ou neuropatias. Isso porque a recuperação do Covid-19 pode também acarretar estas condições.

Mas afinal, por que a síndrome acontece?

Apesar de as autoridades sanitárias e dos cientistas já terem uma boa compreensão sobre o novo coronavírus, os cientistas ainda desconhecem os motivos dos sintomas persistirem em alguns casos.

  Continua Depois da Publicidade  

A hipótese dos especialistas, no entanto, é que a síndrome ocorra devido a alguma alteração sistêmica causada pelo vírus.

Por outro lado, os cientistas também acreditam que a síndrome acontece por causa das lesões causadas pelo vírus em várias partes do corpo.

Nos casos mais leves, por exemplo, os especialistas defendem a hipótese de que ela seja o efeito das diversas inflamações que ocorrem durante a infecção.

Tratamento da síndrome requer monitoramento

O tratamento para a síndrome pós-Covid irá depender de cada caso. Apesar disso, a OMS recomenda que as pessoas com sintomas persistentes de COVID-19 realizem um monitoramento regular.

Este monitoramento é realizado, principalmente, nos níveis de oxigênio do sangue. Por isso, você deve manter contato com o seu médico.

Da mesma maneira, para os pacientes internados, o uso de anticoagulantes é geralmente o tratamento padrão. Os médicos ainda irão ter cuidado com a posição do paciente para evitar coágulos e maiores lesões.

Continue se protegendo

Com os casos aumentando rapidamente, é importante você lembrar de manter os cuidados para se proteger do novo coronavírus.

Desta forma, conforme a OMS, algumas atitudes são essenciais para evitar a contaminação. São elas:

  • Lave as suas mãos com frequência;
  • Use o álcool em gel quando não puder realizar a higiene das mãos;
  • Use máscaras;
  • Não toque nos olhos, no nariz ou na boca;
  • Cubra seu nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou expirar;
  • Fique em casa se você se sentir indisposto;
  • Procure atendimento médico se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar.

Mantendo estes cuidados, é possível reduzir a contaminação e se proteger do novo coronavírus.

E você? Já teve a Covid-19? Por quanto tempo duraram os seus sintomas? Conte para a gente nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário