Farinha de banana verde

Farinha de Banana Verde – Para Que Serve, Como Consumir e Dicas

Nós estamos acostumados a ouvir que não devemos consumir as frutas enquanto elas ainda encontram-se verdes. No entanto, se estivermos falando da banana, podemos tirar uma série de vantagens do alimento quando ele ainda encontra-se verde.

A partir dela é possível obter uma farinha de banana verde sem glúten, que está associada a uma série de benefícios para a saúde.

Para que serve a farinha de banana verde? 

Não existe uma tabela nutricional oficial para o produto, porém, dois estudos analisaram os nutrientes da farinha de banana verde e chegaram à conclusão que ela serve como fonte dos seguintes nutrientes: carboidratos, fibras, fósforo, cálcio, magnésio, ferro e manganês.

Da farinha de banana verde industrializada temos geralmente essas informações nutricionais:

Porção: 1 colher de sopa (10 g)
Energia31 calorias
Carboidratos6,5 g
Fibras1,2 g
Proteínas0,45 g
Gorduras0 g

O amido resistente

A banana verde e a sua farinha são ricas em um composto conhecido como amido resistente. Trata-se de uma substância que resiste ao processo de digestão e não sofre a decomposição depois de ser consumido na alimentação.

Ele atravessa o intestino delgado e vai até o cólon, onde é transformado em ácidos graxos de cadeia curta, que são conhecidos como benéficos em relação ao estímulo à energia e ao combate à inflamação.

Esses ácidos graxos de cadeia curta também exercem um papel importante no que se refere à nutrição das células do intestino.

O amido resistente trabalha como uma fibra insolúvel, auxiliando o trânsito intestinal. Melhorando o funcionamento do intestino, atua-se também no tratamento e prevenção da diarreia e da prisão de ventre e na prevenção de doenças como o câncer do intestino.

O amido resistente alimenta as bactérias do intestino, intensificando a sua habilidade para combater as bactérias que chegam ao organismo através da alimentação.

Ao alimentar as bactérias do bem do corpo, o amido resistente faz com que elas se reproduzam com maior facilidade e contribuam com o estímulo ao sistema imunológico.

Comer alimentos com amido resistente pode ajudar a prevenção de problemas como: câncer, diabetes, dislipidemias (níveis elevados de gorduras no sangue, conforme a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia), doenças coronárias e obesidade.

A perda de peso

O amido resistente pode auxiliar na perda de peso porque provoca uma sensação de saciedade rápida no organismo, além de outros efeitos como um controle maior da glicose no sangue, o aumento da concentração de um hormônio conhecido como colescistocinina (que interfere justamente na saciedade), a diminuição da absorção de gorduras e o aumento do trânsito intestinal.

Controle dos níveis de glicose

Por ser um alimento de baixo índice glicêmico, ao ser digerida, a farinha de banana verde libera a glicose de maneira lenta e gradual, o que proporciona o controle dos níveis de glicose no sangue.

Isso é útil para auxiliar tanto a prevenção quanto o controle da diabetes já existente.

Saúde dos ossos

O amido resistente presente na farinha também é conhecido por diminuir o pH intestinal quando é digerido, o que favorece a absorção de nutrientes como o cálcio.

Quando ocorre o consumo adequado de cálcio e de fibras (também encontradas na banana verde) a absorção do mineral é facilitada, o que contribui com a prevenção da osteoporose.

Além disso, a banana é rica em fósforo, um nutriente importante para a matriz óssea.

Alívio aos sintomas de Tensão Pré-menstrual (TPM) 

Obviamente, a farinha de banana verde é feita de banana, um alimento que é rico em vitamina B6 e triptofano, elementos necessários para a síntese do neurotransmissor serotonina, associado à promoção da sensação do bem-estar.

Por conta disso e do seu teor de fibras, diz-se que a farinha de banana verde melhor o humor e colabora com o combate ao inchaço e as cólicas, que podem ser observados durante o período da TPM.

Como consumir a farinha de banana verde?

De acordo com um estudo de 2015 realizado por pesquisadores da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), a farinha de banana verde tem sido utilizada na preparação de uma série de produtos alimentícios como: cookies, pães, misturas para bolos, nuggets e massas, por exemplo.

O teor recomendando de ingestão diária de farinha de banana verde é de 30 g por dia.

Suas dicas de uso são adicionar duas colheres de sopa do ingrediente em um copo com água e tomar em jejum ou consumir a farinha acompanhada de alimentos como iogurte, frutas, feijão ou vitaminas.

Ela pode ser utilizada como substituta da farinha em receitas de bolos, muffins, biscoitos e panquecas. Já existem muitas receitas com farinha de banana verde.

Entretanto, a ingestão da farinha de banana verde requer um aumento no consumo habitual de água para assegurar a hidratação do bolo fecal e facilitar a sua saída ou então as fezes ficarão muito secas.

Cuidados com a farinha de banana verde

Se consumida em excesso, a farinha de banana verde pode levar ao excesso de peso e ao acúmulo de gorduras, visto que é rica em carboidratos. Outro problema associado ao exagero na ingestão do produto é a prisão de ventre, por conta das fibras e do amido resistente.

A farinha de banana verde é contraindicada somente para pessoas que têm algum tipo de alergia à banana.

Você já experimentou consumir a farinha de banana verde em algumas receitas? Como foi sua experiência? O que achou dos benefícios que ela pode fornecer? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, média: 3,57 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*