Grávida pode comer bacalhau?

Especialista da área:
atualizado em 28/12/2021

Peixes como o bacalhau contêm nutrientes essenciais para a grávida, mas também podem representar um perigo para a gestação. 

  Continua Depois da Publicidade  

De fato, alguns peixes têm altos níveis de mercúrio e esse metal pesado pode atravessar a placenta e prejudicar o desenvolvimento neurológico do bebê. Outro problema associado ao consumo de peixes é o risco de contaminação e intoxicação alimentar. 

Durante a gravidez, todo cuidado é pouco. Portanto, veja a seguir se grávida pode comer bacalhau e quais os riscos e benefícios de ingerir peixes na gestação. 

Grávida pode comer bacalhau?

Grávida comendo salada

O bacalhau é considerado seguro para as grávidas, desde que ele não seja servido cru ou defumado. Apesar de parecer estranho para algumas pessoas, existe uma espécie de salada preparada com bacalhau cru que é muito popular em Portugal.

Independentemente do modo de preparo, ele não apresenta altos níveis de mercúrio e é um peixe saudável para consumo durante a gestação

Além dele, outros peixes que podem ser consumidos durante a gravidez são salmão, linguado, sardinha, pescada e arenque.

Todos esses peixes são ricos em proteínas, ômega 3, iodo e fósforo. Tais nutrientes são importantes tanto para a mãe quanto para o feto. O ômega 3, por exemplo, é um ácido graxo essencial que beneficia o coração, o cérebro e o desempenho cognitivo. 

  Continua Depois da Publicidade  

Qual o problema em comer bacalhau cru?

Bacalhau

O bacalhau ou qualquer outro peixe cru pode conter bactérias ou parasitas que podem chegar até o bebê durante a gravidez ou durante o parto. É o caso da bactéria que causa a listeriose e do parasita que causa a toxoplasmose. 

A única forma de garantir a eliminação desses microrganismos no peixe é através do cozimento. 

Certamente, essas bactérias ou parasitas não estão presentes em todos os peixes. Mas como o risco de contaminação existe, o ideal é evitar o peixe cru.

Assim, cozinhe o bacalhau a uma temperatura de no mínimo 70 graus. Isso já garante que quaisquer microrganismos  que possam causar problemas de saúde na grávida ou no feto sejam eliminados do alimento. 

Vale lembrar que o peixe cru não é proibido, mas é bom evitar por causa dos riscos associados ao seu consumo. O mesmo vale para carnes mal passadas e saladas cruas mal higienizadas que podem causar intoxicações alimentares. 

Assim, converse com seu obstetra caso tenha alguma dúvida sobre os alimentos que devem ser evitados durante a gravidez. Dessa forma, você terá uma gestação tranquila e saudável. 

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e referências adicionais

Você sabia que o teor de mercúrio em alguns peixes pode ser perigoso durante a gravidez? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto ainda)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

Deixe um comentário