Grávida Pode Comer Linguiça Afinal? Linguiça na Gravidez Faz Mal?

Sabemos que a linguiça é muito consumida pelos quatro cantos do nosso país, e claro que as mulheres grávidas também têm vontade de continuar a consumi-la. Mas afinal, grávida por comer linguiça ou não?

É natural que quando uma mulher fique grávida ela queira saber o que deve evitar e o que é seguro para o seu bebê, por isso, veja agora tudo o que você precisa saber sobre o consumo de linguiça na gravidez.

Antes disso, confira algumas dicas de alimentos essenciais na gravidez e outros alimentos que grávida não pode comer.

Do que é feita a linguiça?

Há muitos mitos que envolvem a fabricação das linguiças, por isso, antes de mais nada, é importante saber do que é feita a linguiça.

Há vários tipos de linguiça presentes no mercado brasileiro, como por exemplo as do tipo Viena, Frankfurt, de frango, carne bovina, peru, carne suína, etc.

Normalmente, o que compõe a linguiça são as partes menos nobres que sobram quando outros produtos de carne são fabricados, mas os grandes responsáveis pelo sabor que agrada a tantas pessoas são o sal e os temperos, que variam de acordo com o fabricante.

Desde que padrões saudáveis e higiênicos sejam mantidos, nenhum desses ingredientes podem prejudicar o bebê ou a mulher grávida.

Infecções relacionadas à linguiça na gravidez

Embora esse alimento não seja considerado saudável, não há motivos para evitar por completo a linguiça na gravidez.

Porém, a mulher grávida pode comer linguiça desde que esta seja cozida a uma temperatura superior a 71ºC, pois as carnes processadas, como é o caso da linguiça, são contaminadas durante o estágio de embalagem por uma bactéria chamada listeria, que se consumida por uma mulher grávida é passada para o feto.

Geralmente, os sintomas aparecem entre dois e trinta dias após a exposição à bactéria. No terceiro trimestre da gravidez, o sistema imunológico normalmente enfraquece um pouco, e é por isso que neste momento as mulheres estão mais vulneráveis à infecção.

Alguns dos sintomas mais comuns dessa infecção em mulheres grávidas são dores de cabeça, dores musculares, diarreia e náusea, porém, outras podem sentir como se estivessem com gripe.

Ao sentir esses sintomas, informe o seu médico e faça o tratamento, pois se não fizer de maneira adequada, a infecção pode se espalhar pelo sistema nervoso e causar rigidez no pescoço, confusão mental e até mesmo convulsões.

Essa infecção conhecida como listeriose também tem sido associada a abortos espontâneos, defeitos congênitos e natimortos.

Embora as infecções por listeria sejam raras, durante a gravidez é ainda mais importante não correr riscos indesejáveis. Por isso é tão importante garantir que a carne esteja completamente cozida, o que pode ser feito usando até mesmo um termômetro.

Nitratos e Nitritos

Por muito tempo, era costume adicionar nitratos e nitritos às carnes processadas em forma de corante e conservantes. O problema é que, quando consumidos, eles podem formar nitrosaminas cancerígenas no corpo das pessoas, o que não é saudável principalmente para as mulheres grávidas e/ou seus bebês.

Nitratos e nitritos são compostos que consistem em átomos de nitrogênio e oxigênio. Os nitratos podem se transformar em nitritos, que podem formar o óxido nítrico, que é considerado bom, ou nitrosaminas, consideradas ruins.

A boa notícia sobre nitritos e nitratos é que cada vez se torna mais fácil encontrar linguiças que não os incluam, além de que há opções disponíveis no mercado de linguiças vegetarianas. Você pode aprender como fazer essas receitas de linguiça vegana em casa também.

Linguiças grelhadas

As linguiças grelhadas, principalmente as feitas nos churrascos, provavelmente são quentes o suficiente para evitar infecção bacteriana. Porém, quando a linguiça encosta na grelha quente, alguns produtos químicos perigosos podem ser formados, conhecidos como PAHs (hidrocarbonetos policíclicos e aromáticos) e HCAs (aminas heterocíclicas).

Os PAHs são produzidos quando a gordura escorre e produz fumaça e chamas, transferindo produtos químicos para a carne. Quando você consome carne, esses produtos químicos passam para a placenta e depois são transferidas para o feto.

Os HCAs se formam quando a carne é cozida em altas temperaturas, especialmente acima de 300 graus, e foi comprovado que bebês e fetos são mais vulneráveis a essas toxinas do que os adultos.

Porém, isso não significa que você deve evitar totalmente o churrasco. O importante é comer com segurança e usar o bom senso. Evite carnes muito gordurosas que ficam gotejando na churrasqueira e não deixe a sua carne ficar carbonizada, pois o carbonato exacerba os efeitos dos produtos, e opte por madeiras que queimam em temperaturas mais baixas.

Sensibilidade aos ingredientes

Algumas mulheres grávidas podem ter sensibilidade a certos ingredientes presentes nas linguiças, como algumas especiarias, por exemplo, e as sensibilidades alimentares levam a reações alérgicas, resultando em inchaço e flatulência.

Não há problema comer linguiça na gravidez de vez em quando, mas não é indicado o seu consumo frequente.

Precauções para comer linguiça na gravidez

Como já viemos analisando, uma mulher grávida pode comer linguiça, sim. Porém, existem algumas coisas que você deve ter em mente antes de comer esse alimento durante a gravidez:

  1. O excesso de calorias junto com uma nutrição pobre pode resultar em ganho de peso insalubre;
  2. Quando servidas no cachorro-quente, o pão contém carboidratos, o que aumenta os níveis de açúcar e agrava os problemas de diabetes gestacional;
  3. Não coma linguiças que não foram cozidas a menos de 71ºC;
  4. Evite comer linguiças que são vendidas em locais não higiênicos, como por exemplo carrinhos de rua, pois apresentam um risco ainda maior de contaminação;
  5. Para evitar contaminação, lave as superfícies que irá usar para preparar a linguiça com sabão neutro e água morna antes do preparo;
  6. Mantenha o refrigerador limpo e ajuste a temperatura para 4ºC ou menos, ou as congele para evitar que haja contaminação;
  7. Outro grande problema com o consumo de linguiça é que ela faz com que você se sinta satisfeita te “enchendo” de calorias não saudáveis, o que pode te impedir de consumir alimentos saudáveis, como frutas, legumes e vegetais por um longo período. Como você já deve saber, comer alimentos saudáveis e nutritivos durante a gravidez é muito importante, por isso, embora comer uma linguiça bem cozida provavelmente não causará nenhum problema, ela não deve substituir uma dieta balanceada.

É essencial ser cautelosa sobre os alimentos que ingere durante a gestação, e não há porque evitar comer esporadicamente linguiça na gravidez. Para minimizar os riscos, poderá optar algumas variações mais saudáveis, como por exemplo as vegetarianas, como as de soja, grão-de-bico, etc. Veja aqui algumas receitas de linguiça de soja.

De qualquer maneira, podemos dizer que grávida pode comer linguiça, mas lembre-se sempre de consultar o seu médico antes de adicionar novos alimentos à sua dieta.

Vídeos:

Gostou das dicas?

Referências Adicionais:

Você já ouviu falar que linguiça na gravidez faz mal? Tem vontade de comer linguiça mesmo estando grávida? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário