Especialista da Área:

Gengibre na Gravidez Faz Mal ou Pode?

O que você bebe ou come durante a gravidez é extremamente importante, por isso, veja a seguir se gengibre na gravidez faz mal ou se não há problema em consumi-lo.

Há séculos, o gengibre vem sendo usado tanto como um tempero ao acrescentar sabor picante aos alimentos, bem como agente terapêutico, pois oferece vários benefícios para a saúde.

Conhecido pelo nome científico de Zingibar officinale, trata-se de uma erva que a raiz é a parte utilizada para esses meios medicinais e gastronômicos.

Aproviete e confira todos os benefícios do gengibre para a saúde e boa forma e veja também alguns alimentos perigosos que as grávidas devem evitar.

Embora trata-se de uma raiz muito consumida, muitas pessoas se perguntam se as mulheres grávidas podem consumi-la, e isso ocorre porque, quando uma mulher está grávida, devido ao desequilíbrio hormonal, ela enfrenta um sistema imunológico muito mais fraco, o que significa que pode ficar doente muito mais fácil e o que era considerado saudável anteriormente, agora passa por uma reavaliação.

Grávida pode comer gengibre?

O gengibre é conhecido por ser um “super alimento” e também por todas as suas propriedades medicinais, porém, durante a gravidez algumas mulheres se sentem mais céticas quanto ao alimento.

Embora algumas pessoas ainda acreditem que comer gengibre na gravidez faz mal, a verdade é que não faz e é seguro consumi-lo durante a gravidez, apesar de ser recomendado seguir algumas indicações.

Durante a gravidez, é recomendado consumir gengibre com moderação e fresco, porém as raízes secas não devem ser consumidas.

Chá de gengibre durante a gravidez

Com moderação, o chá de gengibre é considerado extremamente saudável e útil para as mulheres grávidas, especialmente durante o primeiro trimestre, que é quando ele atua como um remédio natural para as náuseas e vômitos matinais.

Qual a quantidade segura de gengibre na gravidez?

De acordo com uma pesquisa publicada no Women Birth: Journal of the Australian College of Midwives, a melhor evidência sugere que o gengibre é um tratamento seguro e eficaz para as náuseas e vômitos durante a gravidez, no entanto, ainda há incerteza quanto à dose máxima considerada segura, a duração apropriada do tratamento, consequências da super dosagem e possíveis interações medicamentosas e herbáceas.

Por isso, recomenda-se não consumir mais de 1 grama de gengibre por dia durante a gravidez, e no geral, recomenda-se que não exceda 1,2 gramas. Em casos extremamente raros, algumas mulheres podem se tornar alérgicas ao gengibre durante esta fase da vida.

Moderação é a chave principal com quase tudo durante a gravidez, e isso não é diferente com o gengibre. Você pode tomar chá de gengibre para tratar os enjoos e vômitos matinais, porém não deve exagerar.

Benefícios do gengibre na gravidez

Os benefícios do gengibre na gravidez são:

  1. Relaxamento muscular: A gravidez pode causar fadiga, o que por sua vez pode causar dores musculares e nos ossos, porém, o gengibre ajuda a relaxar essas dores que são bastante comuns na gravidez.
  2. Combate a tosse e o resfriado: Durante a gravidez, o sistema imunológico fica enfraquecido e lento, o que torna a mulher mais suscetível a infecções. O gengibre é muito eficaz em impulsionar o sistema imunológico, além de ajudar na recuperação, fazendo com que ela ocorra mais rapidamente.
  3. Absorção de nutrientes: O consumo de gengibre ajuda o seu corpo a absorver os nutrientes dos alimentos que você consome e que também são fornecidos para o seu bebê.
  4. Auxilia no tratamento da inflamação: Ajuda a reduzir a inflamação e o inchaço durante a gravidez devido à sua natureza anti-inflamatória.
  5. Níveis adequados de colesterol: O gengibre é uma raiz muito eficaz para regular os níveis de colesterol durante a gravidez, ajudando a reduzir o risco de colesterol alto.
  6. Aumento do desejo sexual: A gravidez afeta o desejo sexual, e o gengibre é bastante eficaz para melhorar a sua libido, pois ele melhora a função do seu sistema circulatório.
  7. Eficaz no auxílio à sensação de queimação no coração: Essa raiz auxilia na luta contra os ácidos que causam a sensação de queimação no coração durante a gravidez.
  8. Alivia o enjoo matinal: O gengibre é eficaz no alívio dos enjoos matinais e náuseas, e o chá de gengibre é o mais recomendado.
  9. Alívio das dores relacionadas à gravides: A mulher grávida pode sentir dor na região lombar, abdômen ou outras articulações durante a gravidez, e o consumo de gengibre ajuda a regular seus hormônios; portanto, pode fazer com que ela sinta menos dor.
  10. Mantém seus níveis de açúcar no sangue sob controle: Comer gengibre durante a gravidez não só afasta a fadiga e a exaustão, como também faz com que você se sinta com mais energia. Vários estudos provaram que esta raiz é eficaz em manter o açúcar no sangue em níveis normais.
  11. Fornecimento adequando de sangue para o bebê: Ao consumir gengibre, a circulação sanguínea em seu corpo irá aumentar, o que também aumenta o suprimento de sangue para o feto.
  12. Diminuir o inchaço: tomar chá de gengibre antes de dormir ajuda a aliviar a indigestão que está relacionada com a gravidez, bem como gases e inchaço.
  13. Benefícios para o bebê: O consumo de gengibre na gravidez melhora o suprimento de vitamina C e ferro no organismo e ajuda a estimular o sistema imunológico do bebê.

Efeitos colaterais do gengibre na gravidez

Como visto, você pode consumir gengibre na gravidez, porém é preciso ser cuidadosa e cautelosa sob as seguintes condições em que o gengibre faz mal:

  • O gengibre pode afetar seus níveis de açúcar no sangue, e se você tem diabetes gestacional, é melhor consultar o seu médico antes de consumir essa raiz durante a gravidez;
  • Se estiver tomando algum medicamento para pressão arterial ou coágulos sanguíneos, deverá consultar o seu médico antes de incluir o gengibre em sua dieta;
  • É recomendado evitar o consumo de gengibre se você tiver um histórico de sangramento vaginal, distúrbio de coagulação, tontura ou aborto espontâneo;
  • O aumento da quantidade de gengibre em sua dieta pode levar a um sangramento menstrual e até ao aborto espontâneo.

É muito importante que você regule a sua ingestão de gengibre durante a gravidez até os limites prescritos, já que uma alta quantidade pode prejudicar tanto você como o seu bebê.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já ouviu falar que gengibre na gravidez faz mal? Chegou a consumi-lo durante a gestação ou tem pensado em tomar o chá de gengibre agora? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário