Chicória

Inulina – O Que é, Para Que Serve, Benefícios e Alimentos

O que é e para que serve a inulina? Veremos a seguir os principais benefícios, os alimentos fontes de inulina e algumas dicas.

O que é e para que serve?

A Inulina é um tipo de fibra solúvel derivada de uma série de plantas. As plantas produzem a Inulina naturalmente, que vem sendo muito utilizada em forma de suplemento. Embora a Inulina não seja absorvida pelo nosso intestino, sendo ela um prebiótico, ajuda a nutrir bactérias benéficas existentes no nosso organismo e a trazer diversos benefícios para o nosso corpo. Essas bactérias benéficas ajudam a regular o intestino e fortalecer o sistema imunológico.

Mas ter bactérias não é ruim para o nosso corpo? Como dito acima, essas bactérias são benéficas. O que acontece é que quando a fibra chega nos intestinos, ela se mistura com a água. Sendo a inulina uma fibra solúvel, essas fibras fermentam e se transformam em comida para as bactérias benéficas que já habitam o nosso intestino grosso.

Essas bactérias são do tipo Lactobacillus ou bifidobacterium. Alimentando-as, elas lutarão pelo seu espaço impedindo que outras bactérias nocivas se criem ali, como por exemplo, a bactéria E.Coli, que provoca infecções do trato urinário e outras doenças, e combatem fungos como a cândida. Descubra mais, lendo as informações a seguir.

Quais alimentos possuem Inulina?

A Inulina é uma fibra vegetal que está presente em grandes quantidades principalmente na chicória, mas existe em cerca de outras 36 mil plantas!

Ela é composta de frutano, carboidrato de oligofrutose, juntamente com outras fibras. Outros alimentos ricos em Inulina são:

  • Alho;
  • Alho Poró;
  • Cebola;
  • Aspargo;
  • Inhame;
  • Alcachofra;
  • Banana;
  • Trigo.

Benefícios da Inulina – Para que serve

Veremos a seguir os benefícios esperados ao aumentar o consumo de inulina na dieta.

1. Saúde intestinal

Como já comentado, a inulina é uma fibra solúvel, e quando é misturada com algum líquido, ela forma um gel que é ideal para aliviar naturalmente a constipação. Dessa maneira, a inulina se apresenta de forma semelhante aos lipídios (gorduras), que também ajudam a lubrificar o sistema digestivo e diminuir o risco do surgimento de hemorróidas.

A inulina é composta de frutano, um tipo de açúcar. O frutano aumenta a biomassa fecal e o teor de água das fezes, sendo assim, irá melhorar a rotina intestinal, já que contribui com as funções gastrointestinais e fermenta rapidamente no cólon para produzir bactérias saudáveis.

Um estudo publicado em 2011 no International Journal of Food Sciences and Nutrition examinou os efeitos da inulina da chicória em idosos constipados. Ao longo de 28 dias, os participantes ingeriram diariamente 15mg da raiz de chicória e os pesquisadores descobriram que “a suplementação diária com 15mg de inulina melhora a constipação e qualidade de vida em uma população idosa com problemas de intestino preso”.

Além disso, a fermentação do frutano contribui para uma flora intestinal saudável, podendo reduzir o risco de câncer e doenças cardíacas e fortalecer do sistema imunológico.

2. Auxilio no Tratamento da Diabetes

Um estudo com 49 mulheres diabéticas relatou que aquelas que tomaram inulina tiveram uma resposta melhor ao açúcar, apresentaram níveis mais baixos de glicemia e aumentaram a atividade antioxidante. Embora seja necessária mais pesquisa, um sistema digestivo saudável tem grande importância.

Além de controlar os níveis de açúcar, a inulina contribui com a redução da gordura acumulada no fígado em pessoas pré-diabéticas.

3. Reduz a taxa de colesterol

Uma pesquisa mostrou que algumas fibras solúveis podem ajudar a reduzir o colesterol no sangue, o risco de arteriosclerose e os níveis de glicose. O que parece acontecer é uma associação inversa entre ingestão de fibras e pressão arterial sistólica e diastólica, níveis de colesterol total e triglicerídeos.

As fibras solúveis na dieta podem ajudar a reduzir o colesterol LDL no sangue (“colesterol ruim”), interferindo na absorção do colesterol na dieta e reduzindo o risco de hipertensão, doenças cardíacas e síndrome metabólica.

4. Aumenta a absorção de cálcio

A inulina pode melhorar a absorção de eletrólitos, incluindo cálcio e possivelmente o magnésio. Os efeitos prebióticos benéficos gerados da inulina dentro do intestino, especificamente, ajudam com o crescimento de bactérias intestinais benéficas que são necessárias para várias funções metabólicas.

Como visto em um estudo de 2005 publicado no American Journal of Clinical Nutrition, em populações de alto risco para deficiência de cálcio (especialmente meninas mais novas e mulheres mais velhas), o uso de inulina de chicória ajudou a aumentar a absorção adequada de cálcio, o que pode oferecer proteção contra problemas a longo prazo, como osteoporose.

O consumo diário de uma combinação de frutanos prebióticos do tipo inulina de cadeia curta e longa aumentou significativamente o cálcio, o suficiente para melhorar a mineralização óssea durante a puberdade.

5. Inulina emagrece?

Uma série de estudos mostrou o potencial de inulina para ajudar na perda de peso. Entre os adultos com sobrepeso e obesidade, aqueles que tomaram 21 gramas de inulina por dia tiveram diminuições em seus hormônios da fome e aumentaram os hormônios de saciedade. Além disso, eles perderam mais de dois quilos, enquanto o grupo que não tomou o suplemento ganhou um quilo.

Um estudo em ratos também mostrou o potencial de inulina para ajudar com a perda de peso. Os ratos alimentados com uma dieta rica em gordura com ou sem inulina ou betaglucano (outro prebiótico) tiveram menor ganho de peso corporal, significativamente menor gordura corporal total e um aumento no número de bactérias benéficas, incluindo Bifidobacterium e Lactobacillus-Enterococcus.

Embora os estudos tenham mostrado que a inulina emagrece, é indispensável uma dieta regulada e exercícios físicos para que se chegue ao resultado esperado. Manter o seu intestino funcionando corretamente contribuirá muito com a busca da redução do peso.

Inulina e FOS

O que significa FOS? A sigla FOS significa frutooligossacarídeos, que são açúcares ligados entre si formando uma corrente. A Inulina é uma versão popular de um FOS que muitas vezes é adicionado a alimentos como probióticos e comercializados.

Os frutooligossacarídeos são igualmente encontrados em vários alimentos, como aspargo, alho, alcachofra e raiz de chicória.

Enquanto açúcares simples são digeridos pelo seu corpo, os FOS não são digeridos, pois os seres humanos não possuem as enzimas necessárias para fazer a quebra das ligações, e assim funcionam como fibras na dieta. Quando os FOS chegam ao intestino grosso, algumas das bactérias que lá residem têm as enzimas necessárias e podem começar a quebrar os frutooligossacarídeos e usar os componentes como alimento próprio.

Foi constatado que a Bifidobacterium benéfica utiliza os FOS desta maneira. Neste caso, os FOS agem quase como um fertilizante para certas cepas de bactérias intestinais.

Existem no mercado brasileiro algumas marcas que vendem suplementos alimentares que são compostos pela inulina e frutooligossacarídeos. Esses suplementos têm o intuito de ajudar a regular os intestinos e fortalecer o sistema imunológico.

Como vimos acima, esses compostos podem ser adquiridos através da dieta, ou seja, uma vida saudável depende de refeições adequadas que proporcionem todos os nutrientes que o nosso corpo necessita. E se você está em busca da perda de peso, mesmo com o auxílio de suplementos à base de inulina, deve-se lembrar que além da dieta, o exercício físico é essencial para garantir o seu objetivo.

Você já conhecia o que é e para que serve a inulina? Costuma consumir estes alimentos ricos no nutriente e aproveitar seus benefícios? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (14 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)


ARTIGOS RELACIONADOS

9 comentários

  1. Comecei a consumir o tupinambor, que trás em sua fórmula mineral a inulina, porém até agora, ninguém soube me dizer com exatidão, quanto de farinha do tupinambor posso ingerir por dia.
    Se souberem me dizer com certeza, agradeço e aguardo retorno.
    Obrigada
    Denise Isfer

    • Será que você encontrou? rs é minha dificuldade também, nessa própria página colocam 15mg (miligramas)e depois 21g(gramas); lendo artigos científicos eles falam em estudos de 3G ate 20 G diárias. Acabei comprando cápsulas mas elas têm 500mg, então tomo pelo menos 4 por dia (pra dar 2g), mas já estou procurando venda em pó pra tomar colheres/ dia (e não cápsulas), de pelo menos 5g/dia.

  2. Terezinha Maria Gonçalves

    Muito interessante. Nunca tinha ouvido falar desta substância, apesar de consumir os alimentos que a contém. Gostei muito bom.

  3. Já vou incluir chicória em minha dieta rss

  4. Caraca nunca ouvi falar dessa fibra Inulina…. salvei a matéria e vou adicionar mais está dibra em minha alimentação e dieta…

  5. vc poderia me indicar suplementos que tenha inulina no mercado brasileiro?

  6. Iniciei a utilizar o proteína colla e, a insulina é um dos componentes deste suplemento.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*