Melhores pomadas para herpes labial e como usar

Especialista da área:
atualizado em 29/03/2022

Está tudo indo bem, o dia está lindo e você está com bastante ânimo, até que se olha no espelho e descobre que apareceu uma herpes na sua boca? E agora? O que fazer? Bem, correr atrás de uma das pomadas para herpes labial pode ajudar.

Embora não exista uma cura para a doença, o tratamento pode ajudar a controlar as crises de herpes labial. Além disso, remédios e pomadas antivirais podem acelerar a cicatrização das feridas. 

  Continua Depois da Publicidade  

Pomadas para herpes labial

Pomada
Existem alguns tipos de pomadas para herpes labial

Sem tratamento, as feridas da herpes labial podem levar entre duas a quatro semanas para desaparecer. Entretanto, quem não quiser esperar todo esse tempo pode usar uma pomada antiviral. Conheça algumas opções de pomadas para herpes labial na listinha a seguir:

Aciclovir

Ele pode ser usado na primeira vez em que a ferida da herpes labial aparecer e nas próximas vezes em que ela ressurgir. O aciclovir é um agente viral bastante ativo contra o vírus que causa a doença, bloqueando os seus mecanismos de multiplicação.

O remédio deve ser aplicado nas lesões que já existem ou que estão surgindo, preferencialmente, no início da infecção, desde os primeiros sintomas como ardor ou sensação de queimação.

No caso da recorrência da ferida, a bula recomenda passar a pomada antes do aparecimento dos primeiros sinais clínicos ou aos primeiros sintomas de lesão. Mas, o tratamento também pode começar em estágios mais avançados, quando já há elevações na pele.

Como usar 

A bula indica passar a pomada cinco vezes ao dia, em intervalos de cerca de quatro horas. O tratamento deve continuar por pelo menos quatro dias.

  Continua Depois da Publicidade  

Caso não ocorra a cicatrização, a orientação da bula é continuar a usar a pomada por mais cinco dias. No entanto, se a lesão não sumir após 10 dias, você deverá consultar o médico. 

Cuidados

Gestantes e mulheres que amamentam devem usar aciclovir apenas sob orientação do médico, que avaliará se os benefícios do tratamento com a pomada são maiores que os possíveis riscos.

Ao mesmo tempo, quem tem alguma doença que afeta o sistema imune, como HIV, teve transplante de medula óssea e/ou pretende ficar grávida também precisa consultar o médico antes de usar aciclovir.

Penciclovir

Outra das pomadas para herpes labial é o penciclovir, que você pode encontrar nas farmácias com o nome de penvir lábia. 

Penciclovir é indicado para o tratamento da doença por ser um agente antiviral que apresenta atividade inibitória contra o vírus que provoca a herpes labial. No entanto, o seu uso é adulto e a partir dos 12 anos de idade.

A recomendação é iniciar o tratamento com penvir lábia/penciclovir o mais rápido possível, logo que a infecção se manifestar.

  Continua Depois da Publicidade  

Como usar

A pomada deve ser aplicada de quatro em quatro horas, contando apenas o período em que o paciente não estiver dormindo. Deve-se passar penciclovir apenas nos lábios e em volta da boca.

A orientação é retirar a tampa protetora e passar a pomada na área a ser tratada mantendo uma certa distância, sem deixar que o bico do remédio encoste na ferida para não contaminá-la.

Cuidados

A bula da pomada alerta que grávidas e mulheres que amamentam só devem usar o medicamento sob orientação médica e se os benefícios forem superiores aos possíveis riscos.

Além disso, pacientes gravemente imunocomprometidos, como as pessoas com AIDS ou que receberam transplante de medula óssea, também devem consultar o médico sobre o uso de penciclovir.

Dermacerium 

A terceira das pomadas para herpes labial da nossa lista é dermacerium (sulfadiazina de prata + nitrato de cério), um agente antimicrobiano, antiviral e cicatrizante. 

A ação do medicamento inicia no momento da aplicação na área afetada. Em resumo, o remédio pode auxiliar a aliviar sintomas como coceira e sensação de queimação nos lábios e a prevenir a infecção da bolha ou ferida.

  Continua Depois da Publicidade  

Como usar

A indicação da bula é passar uma camada da pomada sobre a lesão três vezes ao dia até ela cicatrizar por completo. 

Cuidados

Por outro lado, Dermacerium é contraindicado para crianças prematuras, bebês com menos de dois meses de idade e grávidas que estão nos três últimos meses de gestação.

Já as grávidas que estão em outras fases da gestação e as mulheres que estão amamentando devem consultar o médico sobre o uso da pomada.

Além disso, a bula orienta a consultar o médico antes de começar a usar Dermacerium caso já utilize algum outro tipo de medicamento.

Outras recomendações

Mas, há alguns outros cuidados que não se pode esquecer ao usar uma das pomadas para herpes labial. Por exemplo, você deve lavar muito bem as mãos sempre antes e depois de passar uma das pomadas para herpes labial. 

Ao mesmo tempo, não esfregue a ferida e nem toque a lesão com uma toalha, para evitar o seu agravamento ou que ela passe para outra área. Outra recomendação é não misturar a pomada com outros cremes ou loções.

Não deixe ainda de ler toda a bula da pomada, para saber detalhadamente quais cuidados precisa ter. Em caso de dúvidas ou caso tenha reações ao medicamento, procure a ajuda de um profissional de saúde.

Sobre a herpes labial

Herpes labial
Você certamente já viu alguém com herpes labial

A herpes labial é uma infecção causada pelo vírus Herpes simplex. A transmissão da doença pode ocorrer através de um contato próximo como beijo, sexo oral sem proteção e até mesmo aperto de mão ou abraço.

O compartilhamento de bebidas, utensílios, lâminas (tipo Gillette) e tolhas também pode transmitir a herpes labial de uma pessoa para outra. A doença é mais contagiosa quando as feridas estão vazando, mas pode haver uma contaminação mesmo que não seja possível enxergar essas feridas.

Lembra que citamos que a herpes labial não tem cura? Pois é, depois que uma pessoa tem um episódio da doença, o vírus permanece dormente nas células nervosas na pele e a ferida pode ressurgir mais tarde no mesmo lugar em que apareceu anteriormente.

Vários fatores podem provocar a recorrência da ferida da herpes labial. Por exemplo, febre ou infecção viral, estresse, fadiga, exposição à luz solar e ao vento, mudanças no sistema imunológico, lesão na pele e alterações hormonais, como as que ocorrem na menstruação. 

Fontes e referências adicionais

Você já utilizou alguma dessas pomadas para herpes labial? Obteve bons resultados no tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário