Para que serve o exame papanicolau

Especialista da área:
atualizado em 26/05/2021

Você provavelmente já fez o papanicolau, mas você sabe qual é a importância desse teste? Veja então que serve o exame papanicolau.

  Continua Depois da Publicidade  

O papanicolau faz parte da rotina ginecológica de muitas mulheres, mas será que você sabe por que esse exame é feito com tanta frequência?

De fato, esse é um exame um pouco desconfortável de fazer, mas que faz toda a diferença para detectar precocemente problemas de saúde feminina – como por exemplo o câncer de colo de útero.

Assim, é fundamental incluir o papanicolau nos seus exames de rotina para evitar problemas mais sérios no futuro.

Para que serve

consulta ginecológica

O exame papanicolau é um teste de rotina que serve para detectar precocemente qualquer anormalidade nas células do colo do útero.

Assim, é possível identificar as seguintes condições:

  • Câncer de colo de útero;
  • Inflamação no útero (cervicite);
  • Infecções;
  • Algumas doenças sexualmente transmissíveis;
  • Lesões no colo do útero;
  • Presença de papilomavírus humano (HPV).

Ao identificar qualquer sinal de câncer precocemente, é possível monitorar o problema mais de perto e iniciar o tratamento no início da doença. Assim, aumentam as chances de cura.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, o exame detecta infecções e a presença do vírus HPV – que está relacionado ao desenvolvimento de câncer cervical.

Como é feito

exame ginecológico

O papanicolau é um exame muito simples e rápido. No entanto, a coleta pode gerar um certo desconforto para a mulher.

A coleta pode ser feita pelo próprio ginecologista durante uma consulta de rotina. Mas é importante que você evite:

  • Fazer o teste durante o período menstrual;
  • Ter relações sexuais até dois dias antes da coleta;
  • Usar duchas higiênicas, remédios ou produtos cosméticos na região íntima até dois dias antes do exame.

As medidas acima são importantes para evitar a contaminação da amostra. Se você seguir todo esse preparo, é possível coletar a amostra que consiste em uma pequena raspagem do colo do útero.

Para isso, você deve ficar em posição ginecológica. Em seguida, o médico insere um espéculo – que serve para afastar as paredes do canal vaginal e facilitar a raspagem. E, depois disso, ele faz a coleta do material do colo do útero usando uma espécie de espátula.

Durante o exame, é importante relaxar a musculatura a fim de minimizar qualquer desconforto físico.

  Continua Depois da Publicidade  

Por fim, a amostra é enviada para o laboratório e as células serão analisadas quanto à presença de vírus, bactérias e anormalidades nas células do colo do útero.

Depois de realizar o exame, você pode sentir alguns efeitos, como uma cólica ou sangramentos leves.

Resultados do papanicolau

Se não houver nenhuma alteração, isso significa que o seu resultado do papanicolau é negativo.

Por outro lado, se alguma anormalidade for identificada, isso significa que o seu papanicolau é positivo. Mas tenha calma, pois isso não quer dizer que você tem câncer, pois tudo vai depender do tipo de alteração observada no exame.

Apenas para você saber, algumas anormalidades celulares de um exame ginecológico podem incluir:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Lesão intraepitelial escamosa: pode ser um indício de células pré-cancerosas;
  • Células escamosas atípicas: células anormais, mas que não são pré-cancerosas;
  • Células glandulares atípicas: alterações que não parecem graves, mas que precisam ser investigadas em alguns casos.

Dessa forma, levar os resultados do exame ao seu ginecologista é fundamental para entender os tipos de células ou microrganismos encontrados no colo do útero e o que eles significam.

Em alguns casos, as alterações não são preocupantes e o médico vai te orientar a continuar fazendo exames periódicos. Em outros casos, é possível que ele peça exames complementares como a colposcopia.

Por isso, sempre converse com o seu médico e esclareça as suas dúvidas.

Quando fazer

Geralmente, o papanicolau é repetido anualmente como um exame de rotina para prevenir o câncer de colo de útero.

Mas dependendo do seu histórico de saúde e dos resultados do exame, o médico pode sugerir fazer novos exames a cada dois ou três anos.

  Continua Depois da Publicidade  

A maioria dos médicos indica que o exame papanicolau seja feito em mulheres a partir de 21 anos.

Se você tiver fatores de risco, é possível que precise fazer o exame ginecológico com maior frequência. Os fatores de risco são:

De qualquer forma, vá periodicamente ao ginecologista e pergunte sobre a frequência ideal de exame papanicolau que ele recomenda de acordo com a sua saúde.

E não deixe de fazer o teste sempre que recomendado, pois ele reduz muito o número de mortes causadas pelo câncer de colo de útero e permite que você tenha uma vida muito mais saudável.

Fontes e referências adicionais

Você faz exame de papanicolau todo ano? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário