Polichinelos – Como fazer e erros comuns

Especialista da área:
atualizado em 28/12/2021

Os polichinelos podem ser feitos em qualquer lugar e servem não só para queimar calorias, mas também para deixar os músculos mais tonificados. 

  Continua Depois da Publicidade  

De fato, essa atividade física simples e prática que usa apenas o peso do corpo ajuda na perda de peso e melhora o condicionamento físico e a resistência.

Ainda que pareça simples, o polichinelo é um exercício aeróbico completo que serve tanto de aquecimento antes do treino quanto como parte do próprio treino. Na verdade, ele é considerado um exercício pliométrico ou treino de salto, que consiste em um exercício que combina aeróbico com resistência física. 

A pliometria se baseia em movimentos rápidos em que o músculo é alongado e contraído rapidamente. Além de melhorar o desempenho em exercícios de explosão, fazer esse tipo de treino ajuda no ganho de força e agilidade em treinos mais intensos, ajudando a correr mais rápido e a saltar mais alto.

A saber, outros exercícios como o burpee e agachamento com salto também são exercícios pliométricos.

Como se não bastasse, o polichinelo também fortalece o coração, os pulmões e os ossos. Os músculos trabalhados no exercício são principalmente os glúteos, os quadríceps e os flexores de quadril, mas os movimentos exigem que os músculos abdominais, das pernas e dos ombros também trabalhem.

Por ser um exercício que trabalha o corpo inteiro de forma sincronizada, o polichinelo também melhora a coordenação motora. Saiba então como fazer polichinelos corretamente e obter todos os seus benefícios.

  Continua Depois da Publicidade  

Como fazer

polichinelos

Antes de mais nada, ajuste sua postura mantendo as costas retas. Em seguida, deixe os pés unidos e posicione os braços ao lado do corpo.

Agora, dê um pequeno salto abrindo as pernas para as laterais e elevando os braços para cima ao mesmo tempo. O movimento lembra uma tesoura abrindo e fechando.

Assim que suas mãos se tocarem acima da cabeça, salte novamente para retornar à posição inicial e descanse os braços ao lado do corpo mais uma vez.

Repita os polichinelos até completar a sua série. No caso de iniciantes no exercício, a recomendação é fazer 2 séries de 10 repetições ou praticar os polichinelos durante 5 minutos.

Erros comuns

Polichinelos
O movimento correto dos polichinelos deve flexionar os joelhos levemente

Mesmo sendo um exercício bem fácil de realizar, é possível cometer erros durante um polichinelo. Confira quais são:

Não sincronizar os movimentos dos braços com as pernas

É bem comum perder a coordenação motora durante os polichinelos e errar o momento de mexer braços e pernas. Se você se perder no meio do movimento, pare e comece novamente.

  Continua Depois da Publicidade  

Fazer o exercício em uma superfície inadequada

É importante fazer os polichinelos em uma superfície plana e firme. Realizar o exercício em um local íngreme ou escorregadio pode causar lesões ou acidentes. Se possível, procure um lugar plano e que ajude a absorver o impacto dos saltos, como por exemplo a grama ou um tapete de exercícios.

Não flexionar os joelhos

Por se tratar de um exercício de alto impacto, é importante manter os joelhos levemente flexionados durante a atividade. Isso ajuda a proteger as articulações da parte inferior do corpo, prevenindo lesões. 

Por isso, se você tem alguma lesão ou problema nas articulações, principalmente na região dos joelhos ou dos tornozelos, não deixe de consultar o seu médico sobre a inclusão de polichinelos na sua rotina de exercícios.

Fontes e referências adicionais

Você faz polichinelos nos seus treinos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto ainda)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é Personal Trainer - CREF 1859 G/SE. Formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário