Especialista da Área:

Por Que Ser Vegetariano? 7 Motivos e Dicas

Você provavelmente já ouviu falar de pessoas que decidem adotar uma dieta vegetariana, reduzindo o consumo de carnes e de proteínas animais. Muitas destas pessoas buscam uma vida mais saudável, procurando ter um estilo de vida melhor, outras estão em busca de ajudar na preservação dos recursos naturais e de muitas espécies.

Existem muitas razões para você buscar uma alimentação com menor consumo de carnes. Entenda abaixo por que ser vegetariano e quais os principais motivos para seguir uma dieta vegetariana.

O que é ser vegetariano e quais os tipos?

Dentro do grupo de vegetarianos, existem alguns tipos de dieta, contendo restrições de diferentes tipos de alimentos. Existem os ovolactovegetarianos, que são aquelas pessoas que não consomem nenhum tipo de carne, seja ela bovina, de frango, de porco ou peixes, mas que mantêm o consumo de alimentos como o leite, os ovos, o iogurte, o queijo, o requeijão, entre outros.

Outro grupo de vegetarianos, chamados de lactovegetarianos, também não consomem nenhum tipo de carne, não consomem ovos, mas o leite e seus derivados continuam sendo mantidos na dieta. Os vegetarianos, por fim, não aqueles que não consomem nenhum tipo de alimento de origem animal, excluindo tanto as carnes, quanto os ovos e os laticínios.

Por que ser vegetariano? 

Os estudos feitos sobre os hábitos alimentares da sociedade atual e também sobre o impacto destes hábitos na saúde das pessoas estão aumentando de forma considerável nos últimos anos.

Os índices relacionados ao excesso de peso, à obesidade e ao aumento expressivo de muitas doenças como diabetes, câncer e doenças cardiovasculares contribuíram para a busca de alternativas saudáveis pela comunidade científica.

Algumas destas pesquisas mostram que uma dieta rica em alimentos de origem mineral, vegetal e pobre em alimentos de origem animal pode contribuir muito para a melhoria da saúde física e mental. Diversas instituições governamentais também recomendam uma dieta com maior consumo de alimentos como frutas, verduras e grãos para se ter uma alimentação mais saudável.

Um estudo mostrou que uma dieta vegetariana pode reduzir os riscos de doenças crônico degenerativas como a hipertensão, a diabetes, alguns tipos de câncer, tais como o câncer do cólon, de mama, de próstata, de estômago, entre outros.

Veja, a seguir, alguns dos motivos e por que ser vegetariano:

1. Ajuda a manter o peso ideal

Os índices de excesso de peso e de obesidade só aumentam na sociedade moderna, e uma das causas deste fato é a qualidade da alimentação atual. A dieta tradicional de muitas pessoas está baseada em alimentos ricos em carboidratos simples e também contendo altos teores de gorduras saturadas.

De acordo com Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) nos Estados Unidos, cerca de 64% dos adultos e cerca de 15% das crianças com idade entre 6 e 19 anos estão acima do peso. Além disso, esta parcela da população apresenta maior risco de desenvolver doenças como a diabetes e doenças cardiovasculares.

Uma dieta vegetariana é baseada em alimentos contendo maior quantidade de fibras e menor quantidade de gordura ruins, auxiliando tanto na manutenção do peso quanto na redução da gordura corporal. É importante, porém, ressaltar que nem toda dieta vegetariana ajuda na redução do peso, pois o aumento do peso está relacionado a diversos fatores diferentes.

  Continua Depois da Publicidade  

2. Aumenta a expectativa de vida

Diversos estudos mostraram que uma dieta vegetariana pode prolongar a expectativa de vida e aumentar a saúde. Pessoas que comem maior quantidade de alimentos ricos em gorduras saturadas apresentam maior risco de desenvolver doenças.

Isto acontece em função dos alimentos de origem animal conterem altos teores de gorduras saturadas e estas podem provocar o aumento das taxas do colesterol ruim, causando o entupimento de artérias, atrapalhando o desempenho do sistema imunológico e também aumentando o risco de se desenvolver inúmeras doenças cardiovasculares.

3. Melhora a saúde do intestino

A alimentação vegetariana é rica em frutas, verduras, legumes e alimentos produzidos com grãos. Todos estes alimentos possuem altos teores de fibras que auxiliam na limpeza do intestino, melhorando, assim, a absorção dos nutrientes. As fibras são fundamentais para evitar o acúmulo de resíduos tóxicos no organismo e que podem, com o tempo, causar diversos problemas.

Outro motivo por que ser vegetariano faz bem é que os alimentos de origem animal, normalmente, levam mais tempo de serem digeridos, causando maior acúmulo de resíduos. Estudos mostraram que uma dieta vegetariana melhora o trato intestinal e previne inúmeros problemas de saúde.

4. Reduz o risco de doenças cardiovasculares

O consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras saturadas é uma das principais causas do desenvolvimento de doenças como a aterosclerose, do infarto, do acidente vascular cerebral (AVC), entre muitas outras. As gorduras saturadas promovem o aumento da taxa do colesterol ruim (LDL) e estimulam o acúmulo de placas de gorduras nas artérias, causando a elevação da pressão arterial devido ao entupimento destes vasos.

Uma dieta vegetariana, portanto, contém baixos teores de gorduras saturadas e, com isto, há menor risco de desenvolver doenças cardiovasculares.

5. Menor risco de desenvolver diabetes

Diversos estudos relacionam uma dieta vegetariana a menores riscos de desenvolver diabetes. Muitas pesquisas mostram que existe uma relação entre o aumento do consumo de carnes e o aumento da doença.

Acredita-se que o maior consumo de fibras através da dieta vegetariana seja um dos principais responsáveis pela redução do índice, já que as fibras promovem maior controle da glicemia na corrente sanguínea e, desta forma, há maior controle na liberação do hormônio insulina.

6. Contribuir para a preservação dos recursos naturais

A indústria de alimentos de origem animal e a pecuária utilizam uma enorme quantidade de recursos naturais que poderiam ser reduzidos, caso o consumo de carnes fosse menor pela sociedade. A utilização de combustível fóssil é enorme para que seja realizada a criação de aves, bois, porcos e muitos outros animais.

Além disso, a criação de animais também utiliza uma enorme quantidade de terras que poderiam ser utilizadas para a agricultura, ajudando na maior produção de alimentos como grãos e leguminosas. Outra questão é que muitas florestas são destruídas e desmatadas para que se possa atender à demanda de carnes pelo mercado consumidor, causando um problema ambiental enorme.

O consumo de água e energia para a criação de animais também é outro grande problema. Estima-se que se utiliza de 3 a 15 vezes mais água para a produção de proteínas animais do que para a produção de proteínas vegetais. Portanto, todos estes recursos poderiam ser mais bem aproveitados se houvesse menor consumo de carnes.

7. Ajudar os animais

Você ainda não descobriu por que ser vegetariano? Pois este pode ser um dos grandes motivos. Infelizmente, muitas pessoas não conhecem as reais condições em que muitos animais são tratados dentro das fazendas. A crueldade utilizada na criação de muitos deles é enorme. Nas indústrias modernas, estes animais recebem, de forma frequente, injeções de hormônios e estimulantes para que possam crescer mais rapidamente.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, durante o confinamento e transporte, muitos animais morrem de fome, sede e de calor. O abate também é normalmente feito de forma cruel e violenta, causando um estresse imenso nos animais. Ser vegetariano, portanto, pode ser uma forma de se reduzir estes maus tratos e diminuir a demanda por este tipo de alimento.

Dicas para ser um vegetariano

Ter uma dieta vegetariana requer planejamento e também disciplina. Para que você consiga seguir de forma prática uma nova dieta é importante saber quais alimentos deve retirar e quais devem ser inseridos para que você possa manter a adequada ingestão de todos os nutrientes e possa manter uma vida mais saudável.

É importante lembrar que toda mudança na dieta deve sempre ser orientada e acompanhada por algum profissional da área da saúde. Agora que você já sabe por que ser vegetariano, veja, a seguir, algumas dicas para seguir uma dieta vegetariana:

– Mantenha o adequado consumo de proteínas

Esta é, com certeza, a primeira preocupação das pessoas que precisam fazer uma dieta vegetariana, pois, ao retirar as carnes da alimentação, haverá menor consumo de proteínas. Existem diversas fontes de proteínas vegetais que também podem ser inseridas e agregadas à alimentação.

Primeiramente, avalie se você irá manter o consumo de alimentos como ovos e laticínios. Depois, inclua os alimentos que sejam ricos em proteínas vegetais, entre eles estão os derivados de soja, como a proteína texturizada de soja, a quinoa, o tofu, os feijões, a ervilha, o arroz integral, a lentilha, entre muitos outros.

– Evite o consumo de alimentos ricos em carboidratos simples

Ao reduzir ou retirar as carnes da alimentação, muitas pessoas aumentam a quantidade de alimentos ricos em carboidratos que são, na sua grande maioria, ricos em açúcares e carboidratos simples. Estes alimentos podem aumentar as taxas de glicemia no sangue e causar maior acúmulo de gordura no corpo.

Procure inserir alimentos integrais na dieta e feitos de grãos. Opte por massas integrais, arroz integral, acrescente frutas, verduras e legumes que são ricos em fibras, e inclua alimentos que sejam feitos de farinha integral. Evite os doces, refrigerantes, bolos, sorvetes e quaisquer produtos industrializados que sejam ricos em açúcar.

Em sua opinião, por que ser vegetariano é importante? Já experimentou seguir esse tipo de dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média: 4,63 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo muito solicitada para palestras, consultoria a empresas e atendimento personalizado para atletas, pessoas com condições especiais de saúde e pessoas que desejam melhorar a forma física de forma saudável. É a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España). É também membro da International Society of Sports Nutrition. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma. Dra. Patricia Leite é uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário