Inchaço na gravidez – Causas e o que fazer para melhorar

Especialista da área:
atualizado em 24/08/2021

O inchaço é um dos sintomas que podem surgir durante a gravidez. Apesar de ser considerado normal, é importante aliviar o desconforto causado por ele, além de saber quando passa a ser motivo de preocupação.

  Continua Depois da Publicidade  

Ao contrário de outros sintomas do início da gravidez que são mais intensos no primeiro trimestre, o inchaço pode acompanhar a mulher por todo o período gestacional e piorar conforme o parto vai se aproximando. 

O inchaço é mais comum nas extremidades do corpo, e o inchaço acaba se concentrando nos dedos das mãos e dos pés, nas pernas, nos tornozelos e nos pés.

Então, saiba quais as causas de inchaço na gravidez e o que pode ser feito para reduzir o incômodo e ter uma gestação mais tranquila e confortável.

Causas de inchaço na gravidez

inchaço nos pés

As causas mais comuns de inchaço e que não são preocupantes incluem: excesso de fluidos, aumento dos níveis de sódio e crescimento do feto. Por outro lado, causas como a pré-eclâmpsia e a formação de coágulos de sangue podem aumentar o risco de complicações durante a gravidez.

Excesso de fluidos

De acordo com uma pesquisa de 2015 da revista científica European Journal of Clinical Nutrition, o volume total de água corporal durante a gravidez pode aumentar de 5 a 8 litros. Além disso, aumenta também o volume de sangue para garantir nutrientes ao feto.

De fato, a quantidade de fluidos no corpo da gestante é muito grande. E todo esse fluido acaba resultando em inchaço no corpo. Aliás, no terceiro trimestre da gravidez, o volume de sangue atinge o seu pico e, por isso, quanto mais próximo do parto, mais inchaço a mulher apresenta.

Aumento dos níveis de sódio

O sódio é um eletrólito que, em excesso, pode absorver água e contribuir com a retenção de líquidos. Por isso, ter altos níveis de sódio no organismo pode aumentar o inchaço naturalmente observado na gravidez.

Crescimento do feto

feto crescendo

O crescimento do feto também contribui para o aumento do inchaço no fim da gestação. Conforme o bebê vai crescendo na barriga, aumenta a pressão nas veias que ficam na parte inferior do corpo. Por isso, os pés e as pernas são os membros que mais sofrem com o inchaço no terceiro trimestre da gestação.

Pré-eclâmpsia

A pré-eclâmpsia pode ser caracterizada como leve ou grave, e tem como sintomas o aumento da pressão arterial, a presença de proteínas na urina, e o inchaço repentino e ganho de peso muito rápido, que pode chegar a 2 a 3 kg em apenas 1 ou 2 dias. 

  Continua Depois da Publicidade  

Coágulos de sangue

A trombose ocorre quando um coágulo de sangue (ou trombo) bloqueia o fluxo de sangue. De acordo com um estudo de 2017 da revista Cardiovascular Diagnosis & Therapy, a gravidez aumenta em 5 vezes o risco de trombose venosa profunda

Esse é um problema de saúde sério que precisa ser tratado imediatamente por causa da restrição da circulação sanguínea. Além do inchaço que costuma afetar uma perna, outros sintomas podem incluir:

  • Dor;
  • Vermelhidão;
  • Sensação de calor ao toque;
  • Sensibilidade na pele.

O que fazer para melhorar

grávida descansando

Com exceção das complicações como a pré-eclâmpsia e a trombose que precisam de acompanhamento médico, o inchaço na gravidez é algo normal.

Uma forma muito eficaz de combater o inchaço na gravidez é através da drenagem linfática, que ativa a circulação sanguínea, diminuindo o inchaço no corpo, eliminando o excesso de líquido através da urina.

Além disso, é possível tomar algumas medidas para amenizar o desconforto:

  • Beber mais água para eliminar o excesso de sódio e fluidos do corpo através da urina;
  • Elevar os pés nos momentos de descanso para estimular a circulação sanguínea;
  • Usar meias de compressão, principalmente se você passa muito tempo sentada;
  • Evitar usar sapatos desconfortáveis e apertados;
  • Limitar o consumo de alimentos com alto teor de sódio;
  • Ter uma alimentação saudável com pouco sal e condimentos;
  • Praticar exercícios físicos leves;
  • Se movimentar ao longo do dia, evitando ficar muito tempo na mesma posição;
  • Reduzir o consumo de cafeína;
  • Fazer uma massagem nas pernas para melhorar o fluxo sanguíneo.

O inchaço costuma fazer parte da gravidez. Mas a boa notícia é que na maioria das vezes ele é apenas um incômodo e não representa um problema.

Porém, se você observar um inchaço fora do normal ou outros sintomas, procure imediatamente o seu médico. Em casos de trombose ou pré-eclâmpsia, é importante tomar remédios que vão ajudar a tratar a condição. No entanto, não se preocupe além do necessário e tente seguir as dicas que vão te ajudar a aliviar o inchaço e a se sentir melhor durante a gestação.

Fontes e referências adicionais

Você está ou já esteve grávida? Apresentou inchaço durante a gestação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto ainda)
Loading...
Sobre Mariana

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário