Superbactérias e riscos do uso descontrolado de antibióticos

Especialista da área:
atualizado em 01/07/2021

Você já ouviu falar de superbactérias? Saiba o que são e quais são os riscos do uso descontrolado de antibióticos.

  Continua Depois da Publicidade  

Existem infecções bacterianas mais difíceis de tratar do que outras. Isso ocorre principalmente em ambientes hospitalares – onde as bactérias acabam se tornando super-resistentes. 

Mas o uso descontrolado de antibióticos pela população pode trazer esse risco para cada vez mais perto do nosso dia a dia. É por isso que hoje em dia as farmácias exigem a retenção da receita na hora de comprar um antibiótico, pois isso ajuda a controlar o uso desse tipo de remédio.

Aliás, é comum ter muitas dúvidas sobre o uso de antibióticos. Por isso, veja também se antibiótico dá sono e se antibiótico engorda ou emagrece.

Agora, entenda quais são os riscos de esbarrar com uma superbactéria e se existe alguma forma de prevenir uma infecção resistente à maioria dos antibióticos.

Superbactérias – O que são

superbactérias

Em resumo, as superbactérias são bactérias que são resistentes a um ou mais antibióticos. Isto é, um antibiótico que normalmente seria suficiente para acabar com qualquer infecção bacteriana não é capaz de eliminar uma superbactéria. 

Como todos os seres, as bactérias também evoluem. Mas boa parte das superbactérias existem por nossa causa e pelo uso indiscriminado de antibióticos.

  Continua Depois da Publicidade  

De fato, toda vez que você usa um antibiótico pela metade, ou seja, sem terminar o tratamento completo indicado pelo médico – você pode contribuir para o surgimento de uma bactéria super-resistente.

Isso acontece porque, se você não completar o tratamento com antibióticos até o fim, podem sobrar bactérias que se tornam resistentes àquele antibiótico.

Assim, na próxima vez que você precisar de um antibiótico, ele não será mais tão eficaz – até que um dia ele não funciona mais porque foi criada uma superbactéria.

Certamente, esse processo não acontece de uma hora para outra. Mas quanto mais pessoas usam antibióticos descontroladamente, maior é o risco de as superbactérias circularem por aí em maiores quantidades.

Riscos do uso descontrolado de antibióticos

Os cientistas acreditam que a resistência aos antibióticos será uma das maiores causas de morte no futuro se nada for feito para interromper – ou retardar – o desenvolvimento das superbactérias.

Aliás, milhares de pessoas já sofrem com a resistência bacteriana atualmente.

  Continua Depois da Publicidade  

O principal risco associado ao uso de antibióticos sem orientação médica adequada é adquirir uma infecção que nenhum antibiótico é capaz de tratar.

A saber, algumas doenças comuns que são tratadas com antibióticos incluem a infecção urinária e a pneumonia bacteriana.

Como usar antibióticos corretamente

O primeiro passo é só usar um antibiótico se a sua infecção for realmente causada por uma bactéria. Vírus, por exemplo, não podem ser tratados com antibióticos.

Além disso, é necessário terminar todo o curso do tratamento – mesmo que os sintomas da infecção melhorem antes disso. Isso porque é o tratamento completo que garante que todas as bactérias morram e não se tornem resistentes ao medicamento.

Como se prevenir

De fato, fortalecer o seu sistema imunológico é uma grande arma para evitar qualquer tipo de infecção – inclusive uma infecção por superbactérias.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, algumas formas simples que você tem de proteger sua saúde e prevenir uma infecção por superbactérias são:

  1. Manter a sua caderneta de vacinação atualizada;
  2. Lavar as mãos com frequência;
  3. Ter uma dieta nutritiva e saudável;
  4. Praticar uma boa higiene no seu ambiente de trabalho;
  5. Limpar e secar bem qualquer tipo de ferida na pele;
  6. Cuidar da sua saúde geral – principalmente se você luta contra uma doença crônica ou doença autoimune.

E claro, usar antibióticos apenas quando necessário e seguindo todas as orientações médicas.

A resistência bacteriana é um processo natural da evolução bacteriana. Isto é, ele vai acontecer de qualquer forma. No entanto, nós podemos tornar esse processo mais lento usando os antibióticos com precaução e responsabilidade.

Assim, os cientistas terão tempo para criar novos antibióticos capazes de tratar as infecções causadas por superbactérias.

Fontes e referências adicionais

E você, toma antibiótico da forma correta? Sabia sobre os riscos para a saúde de tomar antibióticos sem a orientação adequada? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...

Sobre Dr. Lucio Pacheco

Dr. Lucio Pacheco é Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral - CRM 597798 RJ/ CBCD. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Em 1996 fez um curso de aperfeiçoamento no Hospital Paul Brousse, da Universidade de Paris-Sud, um dos mais especializados na área de transplantes na Europa. Concluiu o mestrado em Medicina (Cirurgia Geral) em 2000 e o Doutorado em Medicina (Clinica Médica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2010. Dr. Lucio Pacheco é um profundo estudioso na área de doença hepática e escreveu dezenas de livros e artigos sobre transplante de fígado. Atualmente é médico-cirurgião, chefe da equipe de transplante hepático do Hospital Copa Star, Hospital Quinta D´Or e do Hospital Copa D´Or. Além disso é diretor médico do Instituto de Transplantes. Suas áreas de atuação principais são: cirurgia geral, oncologia cirúrgica, hepatologia, e transplante de fígado. Dr. Lucio é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos e diversos. Para mais informações, entre em contato com ele.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário