The Biggest Loser – Antes e Depois Mais Impressionantes

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Imagine dedicar 18 semanas de sua vida exclusivamente para mudar seus hábitos alimentares e tornar os exercícios físicos parte de sua rotina diária! Ao final, você será recompensado com a perda de peso e a mudança de hábitos alimentares que podem resultar em mais saúde pelo resto de sua vida. E ainda ter a chance de ser recompensado com uma considerável quantia em dinheiro!

Esta é a proposta do programa de televisão The Biggest Loser, criado originalmente nos Estados Unidos em 2004, e que, agora, já está em sua 16 ͦ temporada norte americana.

Cerca de 20 participantes escolhidos têm excesso de peso e são analisados por uma equipe formada por nutricionistas, médicos, preparadores físicos e psicólogos. Eles discutem cada história de perda ou ganho de peso, seus hábitos de alimentação e dietas anteriores, bem como suas histórias de vida e prática de exercícios, a partir da análise de exames médicos realizados após a seleção feita dentre milhares de candidatos inscritos em todo o país.

Todos estes dados são cruzados ao longo da temporada para que possam adequar um plano sustentável para cada pessoa, com orçamentos diários de calorias e atividades físicas frequentes, iniciadas por treinamento de peso corporal, como agachamentos e flexões. Após algum tempo adota-se exercícios aeróbicos, treinamento de força e resistência, e até mesmo yoga e pilates.

O plano alimentar é composto por alimentos integrais saudáveis, incluindo muitas fibras e vegetais, em 3 refeições e 2 lanches diários. A palavra “dieta” também é abolida do cardápio da nutricionista do programa, Cheryl Forberg. Ela defende que as dietas são temporárias e sua proposta é criar e ensinar um plano de vida sustentável para sempre.

Outra importante dica da profissional é o alerta em relação à ingestão de líquidos. Muitos podem ter calorias indesejadas para uma dieta onde o objetivo é perder peso, sendo a escolha de água, chá e café mais apropriada neste caso. Agora, iremos contar um pouco da história de algumas pessoas que passaram pelo “The Biggest Loser”:

Helen Philips

1

A vencedora da 7ª temporada do The Biggest Loser foi Helen Philips, uma dona de casa de 49 anos que se destacou dentre as demais ganhadoras do sexo feminino por ter tido o maior percentual de gordura eliminado. Ela iniciou o programa com 116 Kg e ao final tinha 63 Kg, perdendo 54% do percentual de gordura do corpo.

Uma das principais mudanças de Helen foi o paladar, agora voltado para uma dieta magra e com baixo teor de gordura, a exemplo de sua preferência por carnes assadas. Ela alega que nunca mais optou por fast food, como o fazia anteriormente. Ela conta que quando saiu do programa tentou manter a rotina pesada de exercícios de seis horas por dia, a qual inclusive vem sendo criticada por especialistas e alguns participantes por submeter pessoas sedentárias a excessivo esforço, ocasionando lesões e problemas emocionais.

Mas após algum tempo ela foi advertida pelos filhos e marido sobre este excesso e obteve apoio de todos para que fizessem da vida saudável um assunto de família. Assim, agora ela pratica 2 horas por dia de atividades e nos fins de semana eles praticam juntos corridas, caminhadas e passeios de bicicleta. Todos os familiares adotaram frutas, legumes frescos, cereais saudáveis, frango, peixe e carnes magras, bem como alimentos não processados ​​que crescem em árvores e no jardim, além de outros alimentos básicos, como leite de amêndoa sem açúcar de baixa caloria, e a substituição da manteiga por um pouco de azeite, ao preparar as refeições. Todas essas mudanças foram benéficas para Helen, seus 2 filhos e marido, que já perdeu 60 kg desde então.

Mike Ventrella

2

Agora iremos contar um pouco sobre Mike Ventrella, de 31 anos, e ganhador da 9ª temporada do The Biggest Loser. Ele foi o vencedor mais pesado do programa ao chegar com 238 kg e sair com 118 kg, ou seja, com menos da metade do peso inicial. Sua obesidade vinha de uma alimentação, desde a infância, influenciada pela culinária italiana preparada pela mãe com massas, frituras, sanduíches, queijos gordurosos e salsichas. Ele ainda trabalhava como DJ e adquiriu maus hábitos durante as longas noites acordado, e o consumo de bebidas alcoólicas e aperitivos.

Após sair do programa, Mike ganhou 20 kg, mas tem tentado recuperar o peso ao focar-se na musculação e em maratonas e no preparo de pratos gostosos menos calóricos. Para tal, Mike está trabalhando em um livro de receitas com sua mãe, que contará com versões mais saudáveis ​​de pratos tradicionais italianos. Também criou um molho de baixo teor de gordura para churrascos. Ou seja, ele tem tentado conciliar receitas inicialmente calóricas substituindo ingredientes, sem alterar o paladar consideravelmente.

Outro hábito adquirido por Mike foi beber muita água para saciar sua fome em horários entre as refeições e lanches. Assim, seu exemplo reforça a ideia de que a eliminação dos quilos indesejados deve ser associada a um novo olhar sobre a comida substituindo a perspectiva de privação, conforme apontado por Cheryl Forberg ao evitar o termo dieta, para a reinvenção da rotina diária de alimentação com prazer e criatividade.

Lindsay Bravo

Lindsay Bravo

Lindsay Bravo, de 13 anos, participou da temporada de 2013 do The Biggest Loser, que incorporou pela primeira vez o público infantil ao programa. Ela e outras 2 crianças, todas diagnosticadas com obesidade, foram intituladas embaixadoras pela produção do programa, ou seja, não podiam ser eliminadas ou expostas aos mesmos tratamentos dos participantes adultos.

Elas viveram em suas casas, mas visitaram a fazenda onde os demais cocorrentes residiam durante a temporada, e até mesmo participaram de algumas provas. A garota foi diagnosticada com pré-diabetes e alto colesterol, o que a encorajou a mudar seus hábitos, pois se via com o corpo de uma mulher de 40 anos.

Um dos treinadores do programa acompanhou Lindsay durante toda a temporada encorajando-a a praticar mais exercícios de forma divertida. Ela passou a caminhar com seu cachorro no parque e praticar ginástica na escola, com o intuito de realizar seu sonho de ser cheerleader do time de futebol.

Aprender a preparar vegetais como o feijão verde e a couve bruxelas, além de eliminar a junk food, resultou na perda de quase 22 kg do peso inicial de Lindsay. Hoje ela afirma que tem planos para ajudar a educar os pais a criar filhos saudáveis ao orientar melhor os seus hábitos alimentares e os padrões de estilo de vida.

Assim, parece que The Biggest Loser conseguiu atingir seu propósito com a iniciativa ao tentar sensibilizar a todos sobre o problema da obesidade infantil que assola os Estados Unidos e outros países, associada à necessidade de aprimorar as escolhas alimentares e reduzir a vida sedentária de meninos e meninas ao redor do mundo.

É interessante destacar que muitos dos participantes do The Biggest Loser ingeriam os alimentos inadequados em enormes quantidades, sendo muitas vezes por problemas como ansiedade, tristeza e estresse. Assim, outra dica dada por eles foi não recorrer à comida para minimizar uma sensação que não será solucionada desta forma. Por outro lado, a rotina de atividades físicas pode minimizar esses sentimentos e você pode inclusive descobrir um hobbie.

Danni Allen

4

Como ocorreu com Danni Allen, 26 anos, ganhadora da 14 ͦ temporada, hoje competidora de diversas maratonas, palestrante motivacional e sócia em um estúdio de yoga, tornando-se uma instrutora certificada. Ela afirma que o yoga a ensinou como a força mental é mais importante do que a força física. Danni iniciou o programa com 117 kg, saindo com 55 kg.

Matt Hoover

5

Matt Hoover, vencedor da 2 ͦ temporada o The Biggest Loser, também participa de maratonas e, como outros participantes, possui um blog sobre perda de peso, dicas úteis e regimes de treinamento. Ele inclusive se casou com uma das demais finalistas, Susye Preston, e eles têm 2 filhos. Matt reduziu seus 154 kg para 82,5 kg, e sua esposa perdeu 43 kg. Desde o fim do programa ambos mantêm o peso comendo as seis refeições diárias recomendadas.

Na primeira gestação, Susye abandonou a dieta e os exercícios, mas quando viu os quilos voltarem, retomou a vida saudável. Mas admite que conciliar a rotina diária a uma rotina de exercícios, muitos em família para incentivar os filhos, bem como tentar resistir aos tacos (tortilla típica da culinária mexicana feita com milho e recheios diversos), é uma tarefa árdua.

Julie Hadden

6

A passagem pelo programa de Julie Hadden foi uma vitória não somente na balança, ao reduzir seus 99kg para 44kg, e conquistando o 2 ͦ lugar na 4 ͦ temporada. Aos 40 anos, ela conseguiu reverter sua infertilidade após 12 anos de tentativas para engravidar. Julie atribui a sua concepção natural à boa nutrição e aos exercícios físicos regulares. Ela também escreveu um livro sobre sua experiência intitulado “Fat Chance, Losing the Weight, Gaining My Worth” (Escolha gorda: Perder o Peso, Ganhar o meu valor).

Rachel Fredrickson

7

Já a ganhadora da última temporada, Rachel Fredrickson, de 24 anos, foi a maior perda percentual da história do programa, com 60% de um total inicial de 117,93 quilos. Mas isto também gerou diversas críticas, inclusive de que ela teria desenvolvido anorexia ou outros distúrbios alimentares, pois seu índice de Massa Corporal (IMC) reduziu para 16,87, valor que está abaixo do peso ideal.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) considera que o mínimo para ser considerado saudável é 18,5. Mas a competidora negou estas afirmações e afirma que tem praticado 1 hora de exercícios físicos 6 dias por semana. Ela também tem mantido hábitos saudáveis de alimentação, bem como encontros mensais com os outros concorrentes e apoio psicólogo, além de contato com a nutricionista do programa. Mas confessa que as vezes cede ao apelo de biscoitos recheados.

Portanto, o emagrecimento deve sempre ser uma escolha para uma nova vida, sem excessos ou a falta de alimentos ou atividades físicas em geral, gerando um equilíbrio entre o prazer e a saúde.

Você costuma assistir ao programa The Biggest Loser? Acompanhou a história e evolução de algum destes competidores citados acima? Quem foi seu preferido? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário