Treino Proprioceptivo – O Que é, Para Que Serve e Dicas

Especialista:
atualizado em 07/01/2020

Veja o que é o treino proprioceptivo, para que serve e qual a sua utilidade na vida e saúde, além de conhecer dicas de como praticar e cuidados a tomar.

Aproveite para conhecer também algumas opções de treino de equilíbrio, que têm muito a ver com o treino proprioceptivo, como você verá a seguir.

O que é o treino proprioceptivo

De acordo com o fisioterapeuta e mestre em fisioterapia, Brett Sears, a propriocepção é a habilidade do corpo de perceber onde ele se encontra no espaço.

“A propriocepção é um componente importante da movimentação humana, já que nos ajuda a nos mover fluida e facilmente sem ter que pensar conscientemente a respeito das forças (como a gravidade) que estão agindo sobre o corpo”, completou Sears.

O mestre em fisioterapia explicou que existem milhões de terminações nervosas no corpo que comunicam ao cérebro onde o corpo está e como ele está se movimentando e mudando.

“Quando você está caminhando, esses nervos nos seus pés, tornozelos e pernas dão informações ao seu cérebro sobre o tipo de superfície sobre a qual você está andando, se a superfície é nivelada e quanto estresse e tensão estão presentes nos vários músculos que estão movendo as suas pernas”, afirmou o fisioterapeuta.

No mesmo sentido, a instrutora fitness Kyra Oliver define metaforicamente a propriocepção como um sexto sentido.

“Este sentido corporal é mais do que apenas uma sensação de movimento. Ele está intimamente vinculado à nossa sensação de tônus muscular, percepção de esforço e, mais importante, nossa percepção de equilíbrio, completou Oliver.

De acordo com ela, os chamados proprioceptores são sensores que fornecem informação a respeito do ângulo da articulação, do comprimento do músculo e da tensão muscular, o que concede dados ao cérebro a respeito da posição do membro no espaço em dado momento.

Em outras palavras, a instrutora fitness explicou que a propriocepção se refere à habilidade do corpo para perceber movimentos dentro das articulações, que permite que saibamos onde os nossos membros se encontram no espaço sem precisar olhar.

“Ela é importante em movimentos cotidianos, mas especialmente importante em movimentos complicados de esportes, em que a coordenação precisa é essencial”, escreveu Oliver.

Para que serve o treino proprioceptivo?

Pessoas propensas a acidentes ou desastradas e crianças podem se beneficiar do treino proprioceptivo, embora ele possa ser útil para todas as pessoas.

Além disso, em alguns casos, depois de uma lesão, o sistema de propriocepção de uma pessoa pode parar de trabalhar apropriadamente e ela pode precisar fazer alguns exercícios de fisioterapia de equilíbrio e propriocepção para ensinar novamente o corpo o que ele precisa fazer.

“Os sinais proprioceptivos das articulações, músculos, tendões e pele são essenciais para o movimento, e com isso a perda da consciência proprioceptiva pode afetar o controle do tônus muscular, atrapalhar os reflexos e prejudicar severamente os movimentos voluntários”, afirmou Oliver.

Segundo ela, diversas doenças neurológicas e condições ortopédicas como acidente vascular cerebral (AVC) doença de Parkinson, neuropatias periféricas sensoriais e lesões de ligamentos, cápsulas das articulações e músculos estão associadas a um prejuízo proprioceptivo e cinestésico (relativo ao conjunto de sensações que possibilita perceber os movimentos musculares causados por estímulos do próprio corpo).

“Faz sentido que o treino de propriocepção possa ser benéfico para qualquer pessoa que foi afetada, seja por conta de lesões, malformações congênitas ou doenças”, declarou a instrutora, que disse ainda que estudos sugerem a existência de maneiras para melhorar a propriocepção de uma pessoa, seja ela atleta, seja ela alguém que sofreu um AVC.

Tipos de exercícios proprioceptivos

Separamos quatro tipos de exercícios que podem ser utilizados dentro de um treinamento para melhorar a propriocepção. São eles:

  1. Exercícios de equilíbrio: Bons exercícios de desenvolvimento de propriocepção seriam aqueles que desafiam o equilíbrio. Exercícios de equilíbrio ajudam a ensinar o seu corpo e cérebro a controlar a posição de uma articulação deficiente ou lesionada.
  2. Exercícios com os olhos fechados: Conforme você se torna mais forte, você ganha a habilidade de informar e confiar os seus músculos a performar atividades em pé com os olhos fechados. Isso melhora a comunicação entre o cérebro e os músculos, de maneira que você seja capaz de performar atividades apropriadamente sem assistir o movimento acontecer.
  3. Exercícios de fortalecimento: Uma vez que você constrói força nos músculos, o cérebro começa a entender mais e mais o pedido dessa força. Conforme a força é construída, ela ajuda a melhorar a consciência da propriocepção com a mente e o corpo e permite que continue ou segure um movimento ou ação no lugar com a forma correta.
  4. Movimentos pliométricos e drills: Exercícios que envolvem coordenação e padrões do movimento podem melhorar muito a consciência cinestésica, pulos verticais, correr em padrões de oito figuras, drills que mudam de direção e caminhada crossover são outras rotinas que ajudam a estabelecer a conexão entre os músculos e os nervos. Conforme você pede ao corpo que performe certos movimentos, isso treina o cérebro a responder a esses movimentos. Com o passar do tempo, se torna mais fácil performar esses exercícios sem pensar muito, já que a conexão natural se torna parte da rotina.

Cuidados

É aconselhável que você consulte o médico antes de começar o seu treino proprioceptivo para confirmar que ele não é contraindicado para você e pedir a sugestão de um bom profissional para te orientar durante as sessões.

Como acontece com qualquer modalidade, é fundamental que o seu treino proprioceptivo seja feito com a supervisão de um fisioterapeuta ou educador físico qualificado para instruir esse tipo de treinamento.

Esses profissionais são aptos para individualizar um programa proprioceptivo para as necessidades particulares de cada pessoa. É sempre melhor trabalhar com um fisioterapeuta ou um treinador licenciado para assegurar que você está selecionando os exercícios corretos para melhorar a sua performance desejada.

Você já conhecia o treino proprioceptivo? Prende experimentar em sua rotina? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é médico ortopedista formado pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário