Fast-food

13 Alimentos Ricos em Colesterol

O colesterol é uma substância cerosa que provém tanto do organismo humano, onde é produzido por meio do fígado, quanto dos alimentos consumidos através da dieta. Na medida certa, o componente é importante para diversas funções no corpo.

Entre elas estão a produção de hormônio sexuais, funcionamento adequado dos receptores da serotonina (associada ao bem-estar), produção de vitamina D, ação antioxidante, produção de sais biliares, manutenção da saúde do intestino e reparação de células lesadas.

O problema é que o excesso de colesterol no organismo pode formar placas entre as camadas das paredes das artérias, o que torna mais difícil para o coração a tarefa de circular sangue. Além disso, essas placas podem causar coágulos sanguíneos.

Quando um coágulo bloqueia uma artéria do coração, pode ocorrer um ataque cardíaco. Já quando um coágulo bloqueia uma artéria do cérebro, o que pode acontecer é um derrame, conforme informou a Associação Americana do Coração.

Existem dois tipos de colesterol: o bom, também chamado de HDL, e o colesterol ruim, conhecido ainda como LDL. O descontrole dos níveis dessas substâncias é outro fator que traz o risco de ataque no coração, derrame e doença arterial coronariana.

13 alimentos ricos em colesterol

Então, consumir alimentos ricos em colesterol fará com que os níveis da substância do organismo aumentem muito? Não necessariamente. Os avanços da medicina mostraram que somente uma pequena parcela do colesterol sanguíneo é proveniente da dieta.

A maior parte é produzida pelo próprio organismo humano. Logo, é possível concluir que a ingestão de alimentos ricos em colesterol não provoca necessariamente um crescimento grandioso da molécula. Porém, isso não significa que seja permitido se entupir de colesterol: ainda assim, a Associação Americana do Coração recomenda não ultrapassar a ingestão de 300 mg de colesterol diariamente.

Dito isso, vamos finalmente conhecer alguns dos principais alimentos ricos em colesterol:

1. Lanches de fast food

Sanduíches de redes de restaurantes fast food não são conhecidos exatamente por serem saudáveis, muito pelo contrário. Uma porção (204g) do famoso Big Mac do Mc Donald’s possui 79 mg de colesterol e traz 563 calorias.

Por sua vez, o BK Cheddar Duplo, de outra rede de restaurante fast food, o Burger King, é composto por 115 mg de colesterol. Cada porção do lanche apresenta 547 calorias.

2. Lagosta

A lagosta é um fruto do mar não recomendado para pessoas que sofrem com colesterol alto e doença no coração. Uma lagosta pequena preparada no forno ou grelhada contém 90 mg de colesterol e 137 calorias.

3. Frango frito

Uma porção de 100 g de coxa de frango frita com a pele apresenta 114 mg de colesterol e tem 243 calorias.

4. Fígado

O fígado é o órgão responsável pela produção e pelo armazenamento do colesterol e esta carne animal é a que contém os níveis mais concentrados da substância, sendo um dos principais alimentos ricos em colesterol.

Uma porção de aproximadamente 100 g de fígado de porco contém 420 mg do componente. Já 100 g de fígado de vitela trazem 360 mg de colesterol e a mesma quantidade de fígado de boi possui 320 mg da substância.

5. Miolos de porco

Outros alimentos ricos em colesterol são os miolos de porco – uma porção de 100 g possui 1900 mg da substância.

6. Queijos amarelos 

Estamos falando dos queijos tipo suíço, roquefort, parmesão, prato, camembert, e outros, Este produto derivado do leite é composto por 100 mg de colesterol aproximadamente a cada porção de 100 g.

7. Carne de boi

A carne bovina é composta por 189 mg de colesterol em cada porção de 100 g, que também traz 140 calorias.

8. Caranguejo

O fruto do mar também aparece na lista dos alimentos ricos em colesterol. Isso porque ele possui 270 mg da substância por porção que pesa 100 g. A porção ainda possui 81 calorias.

9. Camarão

O camarão é conhecido por ter alto nível de colesterol. Em 100g de camarões há 211mg de colesterol.

10. Manteiga

Uma porção de 100 g da manteiga, que geralmente é utilizada como acompanhamento de pães, bolachas e torradas, é composta por 215 mg de colesterol e apresenta 717 calorias.

11. Carne de porco

Com 285 calorias encontradas em cada porção de 100 g, a carne de porco também figura na lista devido ao fato de apresentar 198 mg de colesterol na mesma quantidade.

12. Tortas e bolos

Estamos nos referindo aqui às tortas e bolos calóricos, que são a maioria dos consumidos. Pode haver uma variação grande na quantidade de colesterol entre elas. Mas o importante é você saber que não é apenas uma questão de calorias, mas de colesterol também. De forma geral, pode-se considerar que a cada 100g de torta ou bolo há 170 mg de colesterol.

13. Ovo

Um ovo grande é composto por 74 calorias e apresenta 212 mg de colesterol. Entretanto, ainda que seja rico na substância, o alimento não causa a elevação dos níveis de colesterol no organismo, segundo pesquisas recentes.

A explicação para isso foi dada por uma pesquisa feita pela Universidade Estadual de Kansas, nos Estados Unidos. Segundo o estudo, um componente chamado fosfolipídeo ou lectina interfere na absorção do colesterol e impede que ele seja captado pelo intestino. É importante saber que é a partir do intestino que o colesterol atinge a corrente sanguínea.

Conforme explicou o estudo, é como se o próprio ovo proporcionasse um antídoto natural para prevenir a elevação dos níveis de colesterol, sabendo que é abundante na substância.

Porém, isso não significa que exageros possam ser cometidos, especialmente para quem já tem o colesterol alto. A nutricionista Margareth Brown, da Mayo Clinic, afirma que para as pessoas que já sofrem com níveis elevados de colesterol sanguíneo, o ideal é limitar o consumo de ovo para dois ou três dias por semana.

Outros cuidados com o colesterol 

Para manter os níveis de colesterol saudáveis, também recomenda-se limitar o consumo de gorduras saturadas, gorduras trans e açúcar, itens que podem aumentar os níveis de LDL, o colesterol do mal.

Isso inclui produtos como manteiga, bacon, banha de porco, óleo de palma, óleo de coco, óleos vegetais parcialmente hidrogenados, batata frita, hambúrgueres, bolos e salgados feitos com gordura hidrogenada ou saturada, frango frito e guloseimas industrializadas ricas em açúcar, por exemplo.

É importante ainda consultar-se regularmente com o médico e verificar como andam as taxas de colesterol. Isso porque a elevação dos níveis da molécula é uma doença silenciosa.

Sintomas como falta de ar, dor no peito e palpitação aparecem somente quando são desenvolvidas complicações oriundas do crescimento dos níveis de colesterol, como infarto agudo do miocárdio e angina.

Vídeos:

Gostou das dicas?

Quais destes alimentos ricos em colesterol você mais consome em seu dia a dia? Você já foi diagnosticado com o colesterol alto? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 3,83 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*