3 Colheres de Sopa de Azeite Podem Prevenir Câncer e Emagrecer

Especialista:
atualizado em 04/03/2020

O azeite já tem sido considerado como saudável há um bom tempo, e agora também está sendo creditado a ele a ajuda na perda de peso e na prevenção de câncer.

O azeite não é somente um delicioso tempero para sua salada, ele possui propriedades cientificamente comprovadas de perda de peso, que podem ser obtidas com três colheres de sopa ou cerca de 50 ml de azeite por dia.

Esta é a conclusão do nutricionista americano e professor associado de medicina clínica Dr. Mary Flynn, que tem estudado os efeitos e os benefícios para a saúde do azeite desde a década de 1990.

“A pesquisa diz que, uma vez que você tenha duas ou mais colheres de sopa de azeite por dia, você melhorará sua pressão arterial, seus níveis de glicose e seu colesterol bom”, diz Flynn. “Mas descobrimos que o efeito para perda de peso entra em jogo a partir de três colheres de sopa, então é o que recomendamos. O azeite é um alimento incrível – faz todas essas coisas que ajudam seu corpo, é além disso, é muito gostoso”.

É importante notar que quando Flynn se refere ao “azeite”, ela está falando de azeite extra virgem. Esta versão da mais alta qualidade é feita simplesmente através da pressão a frio da azeitona, e descobriu-se maior efeito sobre a saúde do coração, o que acontece provavelmente devido a ele ser mais rico em nutrientes.

Arma secreta para perda de peso

Consumir três colheres de sopa de azeite extra virgem não é suficiente para começar a perder quilos, diz Flynn, explicando que o efeito de perda de peso começa quando é combinado com uma dieta saudável do estilo mediterrâneo.

Esse tipo de dieta é rica em vegetais, frutas, legumes e grãos integrais, tem consumo moderado de produtos lácteos e pouca carne (cerca de três porções de carne branca ou peixe por semana para mulheres, e carne vermelha, apenas uma ou duas vezes por mês).

“Esta maneira de comer essencialmente transfere as calorias que você normalmente consumiria com carne aos vegetais e azeite”, diz ela.

Flynn provou o sucesso de uma dieta rica em gorduras saudáveis em 2010 com um estudo com 44 mulheres com mais de 50 anos que se tornaram obesas durante o tratamento do câncer de mama. Cada mulher testou duas dietas de oito semanas: a dieta baseada em azeite de Flynn e um plano de alimentação com baixo teor de gordura, conforme recomendado pelo US National Cancer Institute. Ambas as dietas eram constituídas por 1500 calorias por dia.

Após as 16 semanas, a perda média de peso foi de 7 kg, no entanto, as mulheres que consumiam a dieta com azeite perderam o dobro da dieta com baixo teor de gordura, e também mostraram melhores biomarcadores de câncer de mama, menores triglicerídeos e níveis mais altos do “bom” colesterol, o HDL.

Além disso, quando as mulheres foram convidadas a escolher a dieta que preferiam, todas, exceto uma, escolheram a dieta de azeite, pois a acharam mais apetitosa e acessível. Os resultados deste estudo formaram a base da “dieta da fita rosa”, um plano de perda de peso que visa reduzir o risco de câncer de mama.

Embora os benefícios de ter um peso saudável sejam particularmente importantes para as mulheres que tiveram câncer de mama (o excesso de peso aumenta o risco de retorno), o excesso de peso ou a obesidade também aumentam o risco de câncer e outras doenças em geral. “Eu recomendo esta dieta para todos”, diz Flynn.

Vegetais e azeite: uma combinação perfeita

Flynn diz que a chave para o sucesso da sua dieta é cozinhar seus vegetais no azeite. Há dois motivos principais para isso. O primeiro é que os carotenoides – os poderosos antioxidantes que trazem as cores laranja, amarelo e vermelho aos vegetais e também são encontrados em abundância em folhas verdes – precisam de gordura para serem absorvidos.

Ela também acredita que os vegetais crucíferos, como brócolis e repolho, são melhor absorvidos com azeite, mas isso ainda não está comprovado de forma conclusiva.

O segundo motivo é indiscutivelmente mais importante: os vegetais tornam a ingestão de azeite mais agradável, de modo que as pessoas provavelmente comerão mais. “Minha regra geral é comer uma colher de sopa de azeite extra virgem para uma xícara de legumes”, diz Flynn, acrescentando que refogar ou assar são opções saborosas, além de manter grande parte do seu valor de nutrientes.

Além de promoverem a saciedade, um bônus adicional, segundo ela, é que as fibras dos vegetais também melhoram a regularidade do intestino.

Para quem acredita que não se acostumará com uma dieta com menos carne e três xícaras por dia de vegetais, Flynn aconselha: “Comece com três jantares por semana onde você combina vegetais, azeite e algum amido (batatas ou macarrão integral ou arroz). Então, veja se você pode adicionar em alguns almoços também. Quanto mais você aceitar, mais benefícios você receberá “.

Consumir o azeite pode proteger a pele

O azeite extra virgem contém esqualeno, que segundo Flynn, acredita-se que ajude a prevenir o câncer de pele. “Acredita-se que ele é a razão pela qual as pessoas que comem muito azeite têm menos câncer de pele”, diz ela.

Você tem o costume de consumir bastante azeite extra virgem em sua dieta? Pretende aumentar a frequência agora? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 4,80 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário