6 Chás que Grávida Pode Tomar

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

A gravidez é uma etapa da vida das mulheres em que as dúvidas reinam. É preciso se preocupar com muita coisa que não nos preocupávamos antes como o que devemos ou não comer, quais exercícios podem ser feitos, qual é a frequência com que devemos visitar um médico, quais vacinas precisamos tomar e tantas outras dúvidas.

Aquelas mulheres que estão acostumadas a tomar chá durante suas vidas têm mais uma coisa com a qual se preocupar: posso tomar qualquer tipo de chá? Quais são os chás que grávida pode tomar?

Primeiramente, existem algumas ervas que, mesmo sendo naturais, contêm propriedades que podem induzir ao aborto espontâneo, causar parto prematuro ou prejudicar o desenvolvimento do feto.

Vamos trazer respostas para todas as suas dúvidas em relação aos chás que grávida pode tomar sem peso na consciência e sem risco à saúde da mãe nem do bebê.

Chá na gravidez

O consumo de alguns chás na gravidez pode ser benéfico para aliviar alguns sintomas comuns durante a gestação sem a necessidade de usar medicamentos. Porém, é preciso estar atenta, já que há chás que podem ser perigosos se consumidos durante uma gestação.

As ervas e as misturas de chás vendidas por aí não são regulamentadas por órgãos de saúde como a Food and Drug Administration (FDA) nos Estados Unidos. Isso significa que esses produtos não passam por estudos detalhados como acontece com os medicamentos, por exemplo.

Por não haver tantos estudos, alguns chás podem conter contaminantes como metais pesados em sua composição. Além disso, a ausência de estudos clínicos muitas vezes torna a segurança desses chás duvidosa, já que não se há registros confiáveis de possíveis efeitos colaterais e potenciais danos para mulheres grávidas e seus bebês.

Embora não existam muitos estudos sobre o assunto e muitas opiniões médicas sejam controversas, separamos uma lista de chás que grávida pode tomar por serem considerados seguros para consumo e outra lista com alguns chás que podem causar algum problema se ingeridos em altas concentrações ou com frequência.

Chás que grávida pode tomar

O consumo de chá durante a gravidez pode trazer benefícios para as mulheres como promover a hidratação e diminuir sintomas da gestação como os enjoos, por exemplo. Além disso, um chá quente sempre ajuda a gerar uma sensação de relaxamento, essencial para qualquer grávida.

Os chás mencionados abaixo são os mais seguros para uso durante a gestação.

1. Chá de folha de framboesa vermelha

O chá de folha de framboesa vermelha é bastante popular e considerado seguro durante o segundo e o terceiro trimestres da gestação.

A folha de framboesa vermelha é rica em nutrientes como o ferro, que é essencial para o bom desenvolvimento do feto. Além disso, a folha de framboesa vermelha parece ajudar a tonificar o útero e deixá-lo mais preparado para o trabalho de parto.

2. Chá preto, chá verde e chá oolong

Esses chás são todos oriundos da mesma planta e todos são considerados seguros para mulheres grávidas. O único fator que deve ser levado em consideração é o nível de cafeína, já que órgãos de saúde limitam o consumo de cafeína em até 200 miligramas por dia para evitar danos ao feto.

Desde que você tome apenas uma xícara de chá por dia ou opte por versões descafeinadas, não há nenhum risco para a gestação.

3. Chá de hortelã-pimenta

Esse chá é muito consumido pelas grávidas que sofrem de enjoos matinais, gases ou náuseas, pois a hortelã ajuda a aliviar tais sintomas.

No entanto, as grávidas que têm azia não devem tomar esse chá pois há relatos de que ele pode piorar a condição.

4. Chá de raiz de gengibre

O gengibre é muito utilizado para diminuir sintomas como a náusea. Isso faz do chá de raiz de gengibre perfeito principalmente para as mulheres que sofrem enjoos constantes.

5. Chá de erva cidreira

A erva cidreira é uma erva muito especial que ajuda a tratar problemas como a insônia e a indigestão, além de auxiliar na redução do estresse e no alívio da ansiedade que aflige tantas mulheres durante os meses de gestação.

6. Chá de frutas e especiarias

Uma das opções de chás que grávida pode tomar são os preparados a partir de frutas secas e especiarias.

Nesse caso, é possível usar a criatividade e incluir as frutas e especiarias que você mais gosta na bebida. As frutas mais usadas são as cítricas que liberam um aroma bastante agradável e a maçã.

Chás para evitar ao máximo durante a gestação

1. Chá de camomila

O uso de camomila durante a gravidez é controverso. Apesar de ser uma erva frequentemente associada à redução do estresse e à promoção do sono e muitos profissionais liberarem a sua ingestão, o consumo de chá de camomila em grandes quantidades não é indicado pelos médicos.

Uma xícara de chá de camomila uma vez ou outra provavelmente não fará mal para a grávida. No entanto, algumas pesquisas sugerem que a erva pode induzir contrações uterinas que podem levar ao aborto ou induzir um parto prematuro.

Pessoas alérgicas a plantas da família das Asteraceae que incluem flores como as margaridas, os crisântemos e as malmequeres devem evitar o uso de camomila pois o risco de reação alérgica é grande.

2. Chá de urtiga

A folha de urtiga é encontrada em muitas preparações de chás indicados durante a gravidez, mas alguns especialistas não acreditam nos benefícios da urtiga e até acham que ela pode fazer mal.

Enquanto alguns médicos até recomendam o chá de urtiga durante o segundo e terceiro trimestres, outros dizem que o chá pode causar contrações uterinas fora de hora, podendo causar aborto ou parto prematuro.

Como não há estudos que comprovem os benefícios ou malefícios do chá de urtiga, é mais prudente evitar tomá-lo.

3. Chá de dente de leão

O dente de leão é rico em vitamina A e cálcio e muitas vezes é indicado para consumo durante a gravidez para ajudar a reduzir o inchaço.

No entanto, o chá de dente de leão também tem propriedades diuréticas que aumentam muito o volume de urina. Como as grávidas já tendem a urinar com mais frequência, é necessário tomar cuidado ao ingerir chá de dente de leão para evitar problemas como desidratação ou perda de nutrientes, por exemplo.

4. Chá de raiz de alcaçuz

A raiz de alcaçuz é conhecida por poder aumentar o risco de um parto prematuro que pode colocar em xeque a saúde do bebê. Assim, grávidas não são aconselhadas a tomar esse chá.

5. Chá de poejo

O chá de poejo é muito perigoso durante a gravidez pois ele pode desencadear contrações uterinas em momentos inadequados e até estimular a menstruação.

6. Chá de raiz de chicória

Segundo o Natural Medicines Comprehensive Database, a chicória é classificada como uma erva possivelmente insegura para consumo durante a gravidez, principalmente em grandes quantidades. A suspeita é de que a raiz cause menstruação e possa induzir um aborto espontâneo.

7. Chá de ervas laxantes

Chás que contêm ervas laxantes são úteis para tratar a constipação – problema que inclusive afeta muitas grávidas. No entanto, eles podem causar condições extremamente perigosas para a saúde da futura mamãe e do feto. Isso porque o consumo dessa classe de chá pode causar desidratação, perturbar o equilíbrio eletrolítico por meio da perda de minerais importantes e causar contrações no útero.

De acordo com a American Pregnancy Association, nenhum tipo de laxante deve ser usado durante a gravidez mesmo se a mulher estiver com constipação. Nesses casos, o recomendado é fazer alterações na dieta e beber mais água para melhorar a digestão e estimular os movimentos intestinais.

8. Chá de casca de olmo escorregadio

A casca de olmo escorregadio é conhecida por aliviar náuseas e azia, já que ela é capaz de revestir e proteger a parede estomacal.

A casca interna parece ser segura durante a gravidez em quantidades moderadas. Porém, a casca exterior pode ocasionar um aborto espontâneo. Como nem sempre é possível diferenciar as 2 cascas – especialmente para quem não conhece a planta –, o ideal é evitar o consumo desse chá durante toda a gestação.

Considerações

Mesmo que os chás mencionados mais acima sejam considerados seguros para consumo durante a gestação, é importante consultar o médico que a acompanha para que ele dê sua opinião sobre a ingestão dos mesmos, já que não existem muitas pesquisas que avaliem o uso de chás de ervas na gestação.

Além disso, se você for comprar sachês prontos ou ervas secas, a American Pregnancy Association recomenda que você busque por marcas conhecidas que têm uma qualidade melhor e segurança atestadas já que algumas marcas menos conhecidas podem conter contaminantes que podem prejudicar a saúde da grávida e de seu bebê.

Os chás que eventualmente podem causar um aborto devem ser tomados em grandes concentrações para causarem algum mal. Mas para preservar a sua saúde e do seu feto, o mais recomendado é evitar todos os tipos de ervas em quantidades exageradas. Tomar um chá não muito concentrado de vez em quando provavelmente não te causará problemas, mas é melhor prevenir do que remediar.

É claro que existem muitos outros chás que grávida pode tomar além dos mencionados neste artigo. No caso de dúvidas sobre a segurança ou não, o melhor a fazer é perguntar para o seu médico se é seguro ou não ingerir a bebida na gestação.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já conhecia os chás que grávida pode tomar? Pretende aderir a algum? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário