6 Maneiras de Se Motivar Para Malhar

Especialista:
atualizado em 05/12/2014

Não é novidade para ninguém que se dedicar a uma rotina de treinamentos físicos não é tarefa das mais fáceis, é preciso ter disciplina, força de vontade e principalmente motivação.

Mas como encontrar motivos que nos façam levantar todos os dias mais cedo ou terminar o expediente e ir para a academia? Bem, existem várias maneiras de estimular alguém a investir pesado na malhação e cada uma delas é mais eficiente para determinado tipo de pessoa.

Confira na lista abaixo as diferentes formas de se motivar na academia, identifique a que mais pode dar certo para o seu caso e siga em frente:

1. Conquista e reconhecimento

Uma pessoa motivada por conquista e reconhecimento é aquela que, ao perceber os resultados positivos no seu corpo ou receber elogios de outras pessoas por conta das mudanças alcançadas, anima-se e quer melhorar ainda mais o seu desempenho.

Quem se sente estimulado por conta do que os outros dizem, pode usar esses elogios como termômetro de como está indo na malhação e se esforçar mais, para que os benefícios da melhoria de sua boa forma também se estendam aos seus familiares.

Por exemplo, pais com melhor condicionamento físico tendem a estar mais dispostos para brincar com seus filhos e ainda podem incentivá-los a praticar exercícios físicos.

Para utilizar cada conquista como motivação, uma boa tática é ir tirando fotos regularmente que mostrem a mudança obtida com a malhação e fixa-las em um lugar visível como o espelho do banheiro. Ver a diferença, deixará a pessoa animada e com vontade de manter e melhorar os bons resultados já adquiridos.

2. Crescimento

A pessoa que se motiva a partir do crescimento ou avanço em relação ao alcance do objetivo pré-determinado é aquela que não se contenta apenas em praticar exercícios físicos, mas precisa adquirir mudanças e benefícios com esses treinamentos.

Pode ser o ganho da massa muscular, melhoria no condicionamento físico, perda de peso ou o aumento do bem-estar. O crescimento em alguma dessas áreas é o que impulsionará esse indivíduo a persistir nos exercícios.

3. Poder e controle

O indivíduo estimulado pelo poder é aquele que se anima ao controlar e estabelecer as metas que deseja alcançar. Ele tem a necessidade de saber qual o objetivo ele precisa alcançar e o que tem que fazer para que isso seja concretizado.

Um mecanismo que pode ajudar os mais controladores é ir anotando metas a serem alcançadas de tempos em tempos. Por exemplo, quem quer perder peso pode estabelecer pequenas metas de emagrecimento a cada semana, tendo em vista a quantidade que deseja eliminar ao longo de um mês.

Outra vantagem desse tipo de motivação é que a pessoa pode ir testando os diversos exercícios físicos existentes, analisando a eficiência de cada um deles para o seu objetivo e definir, a partir dessa avaliação, qual o melhor deles.

4. Social

O motivado pelo lado social decide que é hora de malhar quando quer atrair os olhos de alguém ou receber elogios em relação ao seu corpo. E são justamente esses feedbacks positivos que manterão a pessoa ativa e querendo se exercitar cada vez mais.

Uma ferramenta bastante utilizada por quem se estimula socialmente são as redes sociais. Ao postar fotos com roupa de ginástica ou exibindo os resultados alcançados com a malhação, ele busca, de certa maneira, ganhar comentários de validação e incentivo.

Além disso, a pessoa pode começar a praticar os exercícios para estar perto de amigos, enturmar-se com novos conhecidos ou estar mais próxima da pessoa amada e chamar a sua atenção. O lado bom de se motivar por conta do social é sempre ter alguém por perto para incentivar quando estiver um pouco mais desanimando.

5. Medo

Apesar de ser uma motivação perigosa, devido à chance de causar estresse à pessoa, especialmente quando ela não alcança os seus objetivos, na medida certa o medo pode ser efetivo.

Por exemplo, o medo de ficar sedentário e ter a saúde prejudicada a longo prazo pode impulsionar o indivíduo a se matricular em uma academia e se exercitar.

Depois de matriculado e de estar pagando as mensalidades das aulas, o medo de gastar dinheiro à toa pode incentivar o aluno a frequentar regularmente a academia e aproveitar as sessões de treinamento pelas quais está pagando.

6. Incentivo

Lembra de quando você era criança e seus pais te davam um dinheirinho extra por ter tirado uma nota boa na escola ou um pedacinho de chocolate a mais por ter comido todos os legumes e verduras no almoço? Então, guardando as devidas proporções, os motivados por incentivo funcionam de maneira parecida.

O que os impulsiona a pegar pesado na malhação é a recompensa que recebem por se exercitarem. Se os benefícios relacionados à perda de peso e tonificação dos músculos não forem suficientes, vale dar a si mesmo um dinheirinho por cada ida a academia ou se permitir fazer algo que goste como assistir ao episódio de uma série de televisão ou passar um dia na praia, cada vez que conseguir alcançar um objetivo.

Outras formas de motivação

Se os tipos de motivação que apresentamos acima se aplicam a diferentes tipos de pessoas, existem outras formas que podem contribuir com a malhação de maneira mais abrangente:

  • Música: Ouvir música pode ajudar a melhorar o ritmo dos exercícios. Busque entre os seus ritmos favoritos as músicas que te animam e ajudam a se exercitar e monte uma playlist para ouvir durante os treinamentos na academia.
  • Durma bem: Para recarregar as energias, nada como ter uma boa noite de sono. Não descansar corretamente atrapalha a malhação, faz com que a pessoa fique mais desanimada para ir à academia e pode fazer com que ela coma exageradamente, para compensar a falta de energia.
  • Paciência: Não adianta praticar exercícios durante uma semana e já querer perder vários quilos. É preciso ter paciência e reconhecer que os objetivos são alcançados progressivamente. É importante estabelecer um tempo mínimo para manter-se na academia – de três a quatro meses, por exemplo – e aguentar até o final, para verificar se os treinamentos realmente trouxeram efeitos.
  • Um passo de cada vez: Não dá para começar a frequentar uma academia e querer de imediato se submeter aos treinamentos mais puxados, a fim de obter rapidamente os objetivos desejados. É importante respeitar o corpo, especialmente no caso das pessoas mais sedentárias, e ir de pouco em pouco, mudando um hábito por vez e aumentando de maneira gradativa a intensidade dos exercícios.
  • Persistência: Ao receber o programa de treinamentos e o cardápio da nova dieta, é preciso persistir e se esforçar ao máximo para cumpri-los corretamente, sem desobedecer nenhuma regra. Assim, será mais fácil se acostumar aos novos hábitos e incorporá-los de vez à rotina.

Quais são as formas de motivação que você mais utiliza para ter forças e empenho para malhar? Você precisa de muito incentivo para isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 4,20 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário