8 erros comuns que prejudicam a queima de gorduras

Especialista da área:
atualizado em 17/03/2021

As gordurinhas a mais que surgiram pelo corpo te incomodaram e você resolveu cuidar mais de si mesmo. Então, pegou firme na dieta balanceada e nos exercícios físicos para se livrar do excesso de peso.

  Continua Depois da Publicidade  

Afinal, isso não é apenas uma questão de estética, como também é uma importante questão de saúde.

Entretanto, mesmo com todos os seus esforços e disciplina, parece que as gorduras não estão indo embora tão rápido quanto você esperava. Então, qual pode ser o problema? Bem, é possível que você esteja cometendo um desses erros:

1. Negligenciar a ingestão de proteínas

Não consumir uma quantidade suficiente de proteínas é um erro. Ao lado de um treinamento de força voltado para o objetivo, as proteínas são importantes para a construção de tecido muscular.

Os esforços da musculação não trarão resultados se não vierem acompanhados de uma ingestão adequada de proteínas de alto valor biológico.

Além do nutriente ser essencial para todo o organismo humano, as proteínas são importantes para a saciedade e diminuem o índice glicêmico das refeições.

Isso porque, uma vez com saciedade, a pessoa tem menores chances de cair na tentação de comer algo que estimule o acúmulo de gorduras.

Assim, a recomendação é consumir pequenas quantidades de proteínas ao longo do dia, não somente no almoço ou jantar, porém, sem ingerir teores excessivos do nutriente.

2. Achar que todas as calorias são a mesma coisa

Frutas e doces

Mas caloria é caloria, certo? Errado! Existe uma grande diferença em consumir 100 calorias por meio de uma fruta e 100 calorias vindas de um doce, por exemplo.

Além das 100 calorias da fruta e do doce serem bem diferentes em termos de composição (a fruta é muito mais nutritiva), há diferenças de liberação de insulina e sinalização metabólica.

  Continua Depois da Publicidade  

Esses fatores influenciam o processo de emagrecimento e o acúmulo ou perda de gorduras. Mas como saber quais calorias são mais saudáveis que as outras?

Primeiramente: ter em mente que o natural costuma ser mais saudável e priorizar a ingestão de alimentos frescos e naturais. Por exemplo, frutas, verduras e legumes em detrimentos dos embalados e industrializados.

Em segundo lugar, aprender a escolher os carboidratos que vão aparecer na dieta. A ideia aqui é optar pelas calorias dos carboidratos mais saudáveis.

Ou seja, trocar os carboidratos de alto índice glicêmico pelos carboidratos de liberação mais lenta, como feijão, grão-de-bico ou ervilha, por exemplo.

3. Não dar a importância devida ao sono

Ter uma boa noite de sono não é importante apenas para descansar e acordar com disposição e sem sonolência excessiva. Além disso, dormir bem é crucial para o emagrecimento.

O sono regula os hormônios associados à saciedade e da fome. Portanto, quando há a privação de sono, a liberação desses hormônios se desequilibra e a pessoa sente maior fome ao longo do dia.

Ou seja, dormir mal dificulta ficar firme à dieta e resistir à tentação de comer guloseimas, frituras, bebidas com açúcar e outras junk foods que atrapalham a emagrecer.

A saber, para evitar esses problemas, a recomendação é dormir pelo menos sete horas, porém, preferencialmente oito horas a cada noite.

  Continua Depois da Publicidade  

4. Não controlar o estresse

Estresse

Precisamos admitir: em algumas situações da vida, não dá para impedir que o estresse surja. Afinal, o dia a dia é cheio de ocasiões estressantes.

Mas o problema é que o estresse causa a liberação do cortisol no organismo, hormônio que incita o corpo a queimar massa muscular e acumular gorduras.

Se não dá para evitar que o estresse apareça, então, o que fazer?

Táticas como meditação, técnicas de respiração, desabafar com um amigo ou fazer uma atividade que te relaxe ou faça feliz como dançar, caminhar ou jogar futebol podem ajudar a amenizar o estresse.

5. Focar demais nos exercícios cardiovasculares

Por exemplo, o grupo dos exercícios cardiovasculares inclui atividades como esteira, spinning, natação, corrida, pular corda, pedalar e remo. Eles promovem uma grande queima de gorduras no momento do treino, mas o gasto após o término da atividade é baixo.

Para melhorar essa queima de gorduras, a recomendação é incluir também a musculação na rotina de exercícios, porque esses exercícios auxiliam a queimar mais calorias em repouso.

Outra sugestão é aderir ao Treino Intervalado de Alta Intensidade (HIIT), que promove uma boa queima de energia mesmo quando o praticante já está em repouso.

6. Abrir mão do prazer da alimentação

Um erro que algumas pessoas cometem ao tentar emagrecer e perder gordura é tornar a sua alimentação monótona, repetitiva e restritiva por muitos dias, consumindo sempre os mesmos alimentos, nas mesmas quantidades e preparados da mesma forma.

A alimentação é mais do que o fornecimento de energia e nutrientes ao organismo, ela também envolve a socialização, o prazer e o bem-estar.

Quando a pessoa segue uma dieta muito rígida e sem graça, que a impede de sentir o prazer pela comida ou de aproveitar momentos ao lado das pessoas que ama, ela pode ficar triste, frustrada e não dar conta de sustentar o regime.

Para evitar cair nesse erro, uma dica é reservar uma refeição da semana para sair da dieta e comer alguma coisa gostosa.

Tirar uma mísera refeição para sair com a família e os amigos e ter um momento de prazer não vai ser tão ruim assim. Mas logicamente, sem cometer excessos ou exagerar no tamanho das porções.

Encontre substituições

Outra sugestão é diversificar o modo de preparar as receitas saudáveis e incluir mais variedades de alimentos nutritivos e bons para o emagrecimento nas refeições. Alimentação saudável não precisa ser sinônimo de alimentação sem sabor ou diversidade.

Uma prova disso são as receitas de sobremesas light e essas ideias de almoço que não engorda, além das opções de café da manhã saudável e light, entre muitas outras.

7. Acreditar que um suplemento ou remédio vai te emagrecer em um passe de mágica

Mesmo ciente de que usar um suplemento ou remédio para emagrecer sem indicação médica pode ser perigoso, alguns recorrem a eles para perder peso rapidamente.

Sem contar aqueles que colocam a sua saúde em risco ao utilizar remédios voltados para o tratamento de uma doença que eles não possuem apenas porque tal remédio tem a perda de peso ou diminuição do apetite como efeito colateral.

É necessário ter muita cautela com as tais pílulas mágicas de emagrecimento. Isso porque muitas delas contêm hormônios ou substâncias que aceleram o coração e podem trazer reações adversas graves à saúde, podendo inclusive levar à morte.

Até existem alguns suplementos alimentares, chás ou sucos que podem ser bons auxiliares em relação ao emagrecimento, mas, eles só funcionam somente desde que se tenha uma alimentação saudável, pratique exercícios físicos, consuma bastante água e durma bem.

Mas mesmo esses devem ser usados sob a orientação do médico ou nutricionista.

8. Acreditar que existe uma única forma de emagrecer

Existem diversas abordagens de dietas saudáveis que podem ajudar a perder peso. O “x” da questão é encontrar aquela que funciona para você, conforme as suas características individuais e a condição da sua saúde mental e física.

Nem tudo dá certo para todo mundo e o que funcionou com o seu conhecido pode não ser bom para você. A forma mais segura e eficiente de saber o que funciona para você é marcar uma consulta com um nutricionista.

Aliás, a nossa nutricionista também explica no vídeo abaixo os erros que impedem uma queima de gordura rápida que você pode estar cometendo:

Fontes e Referências Adicionais

Você cometia alguns desses erros? Quais deles? Então, conte para nós nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário